Filme da semana: The Duff

Nada melhor que aproveita o feriado assistindo um bom filme, né? Já havia um bom tempo que estava precisando assistir novos filmes. Bom, lá estava eu procurando algo novo, até me deparar com um filme que desde quando foi lançado fiquei curiosa para ver. Aí eu me perguntei: “Por que demorei tanto para assistir esse filme?”. Graças aos comentários positivos da galera, decidi assistir e valeu muito a pena! <3

Vou começar falando sobre “D.U.F.F.: Você Conhece, Tem ou É”.

O filme é foi baseado no livro de romance do mesmo nome escrito por Kody Keplinger. Conta com a participação dos autores Mae Whitman, Robbie Amell e Bella Thorne. Por ser um filme de adolescente, a primeira coisa que você pode pensar é naqueles filmes clichês, com lideres de torcida e astros do futebol americano, mostrando a busca por popularidade feita pela maioria dos jovens. E… Duff não é bem assim.

Bianca, Jess e Cassie são três amigas inseparáveis. Jess e Cassie são magras, altas e estão sempre por dentro do mundo da moda. Bianca é baixinha, não tem corpo de modelo e usar roupas largas, além de ser super irônica e engraçada. Ela nunca tinha percebido que todos na escola a tratavam diferente até que Wesley, seu vizinho e amigo de infância, conta que ela era vista como uma DUFF (Designated Ugly Fat Friend, que no filme é traduzido como Desengonçada, Útil, Feia e Fofa). Bianca fica arrasada, mas ela logo admite que Wes está certo. De impulso, ela descarrega sua raiva para fora em Jess e Casey, retirando-as das redes sociais e passando a andar sozinha.

O filme começa a fica ainda mais interessante: Bianca decide virar esse jogo e pede a ajuda de Wesley para ser finalmente o alvo de interesse e não a amiga feia. Como ele precisa passar em biologia, ele aceita ajudá-la e eles fazem um acordo. Acabar acontecendo muitas coisas em voltar desses dois personagens.

Depois de uma série de cenas engraçadas, de cyberbullying e de desilusões amorosas, Bianca finalmente toma uma decisão. Irritada com tudo que estava passando, ela se reúne com suas amigas, que sempre foram verdadeiras amigas para ela e que, juntamente com sua mãe compreendedora, a convencem a ir ao baile com elas. Chegando lá, agora confiante de si mesma, Bianca diz à uma garota (que sempre praticou bullying com ela) que te que devem ser fiéis às nossas próprias identidades.

Como deu para perceber, esse filme é perfeito para discutir a influência que a mídia tem sobre a vida das pessoas, principalmente dos jovens. São tantos disparos de informações sobre o jovem que ele acaba querendo seguir tanto as tendências e se esquece da sua essência, de sua real personalidade. O filme tenta exatamente “tirar as vendas” desse público, mostrando que não há nada de errado na sua personalidade.  Assim, o filme procura romper com todos esses “rótulos” e mostrar que: “Não importam o rótulo que te puseram, só você pode ser definir”. É uma das frases do filme.

Quantas estrelas o filme merece? 4 estrelinhas. Gostei muito, desejei poder voltar no tempo pra não tem me importado muito com a opinião das pessoas na época do colégio, e aproveitado ainda mais com as minhas amigas. Gostei de verdade! Recomendo especialmente pra quem adora comedia romântica, leve e também divertida. Pelo o trailer você já pode ver com o filme e vão entender o que tô falando.

E aí, alguém também já assistiu “The Duff?” e gostou? Contem o que vocês acharam do filme nos comentários do post! Aliás, tem lá no Netflix.

Filme assistido: Simplesmente Acontece

Sabe quando você está em um tédio total e não tem nada para fazer? Esses dias eu estava assim também! Em seguida, resolvi procurar um filme para assistir e me lembrei de que nunca tinha assistido (antes tarde do que nunca!), que é baseado em um livro – que fez e ainda continuar fazendo sucesso. Uma amizade de infância que se transformou em um grande amor. 

Sim, estou falando de “Love, Rosie” e na versão em português “Simplesmente Acontece”.

Onde tudo começar? O filme foi baseado no livro Simplesmente Acontece é a adaptação do sucesso literário Onde Terminam os Arco-íris  (recentemente foi relançado pela Novo Conceito com o título de Simplesmente Acontece), escrito por Cecelia Ahern, não posso esquece que ela também é autora de “P.S Eu te Amo”. Assim como no livro, o filme conta a história de Rosie, interpretada pela linda e talentosa Lily Collins e Alex, interpretado pelo incrível Sam Caflin.

Vamos a história? O filme começa de trás pra frente e Rosie está fazendo um discurso no casamento de seu amigo Alex. E como felicidade infinita não rende filmes interessantes é necessário que passem por turbulências antes do tão sonhado “felizes para sempre”. De forma geral, Rosie e Alex se conhecem desde a infância e, com isso, acabaram se apaixonando, mas não conseguem entender o que estavam sentindo. Vivem uma série de desencontros, mas o destino teima em mantê-los unidos. Ou seja: Poderia muito bem ser a simples história de dois jovens e seus altos e baixos até a vida adulta, mas é mais do que isso. Nós mostrar que não tem como planejar, esconder, tentar adiar ou adiantar alguma coisa. Ele irá acontecer no momento certo. Tem uma parte do filme que diz uma frase muito linda: “Eles eram amigos inseparáveis, sendo sempre separados.” O filme consiste nisso, nas idas e vindas do amor, dos acasos da vida, de um destino incerto, e dos dois amigos que sempre se atraíam, não importasse o que acontecesse.

Toda vez que eles se encontravam parecia que nada tinha mudado e é incrível como eles não pareciam notar esse amor. Acima de tudo, eles prezavam pela amizade e confiança. Fazendo se apaixonar pela história e torce pela felicidade dos personagens.

Agora eu consigo entender o título em português, que é tão diferente do original, porque faz muito sentido com a história do filme. O amor é isso, ele simplesmente acontece. Aliás, tem uma fotografia bem estilo Tumblr.

Quantas estrelinhas o filme merece? Você acha que vou classificar com simples estrelinha? Esse filme merece a lua, o sol e também a via láctea inteira! Nem tudo é perfeito, mas são pequenas coisas no filme que passar despercebido. Gostei tanto do filme, me senti tão íntima de Rosie e Alex, mesmo passando por tantas coisas, ainda continuavam seguindo em frente.

Não posso esquecer de dizer: que tem frases do filme que são incríveis. Pra quem ainda não viu e curte comédia romântica, com certeza, eu super recomendo! E aí, quem já assistiu ao filme: e o que achou? Conta tudo pra gente nos comentários!

Já assistiu o primeiro trailer de “A Bela e a Fera”, novo filme da Disney?

bela-e-a-fera-trailerUm dos maiores clássicos dos contos de fadas está prestes a ser tornar uma versão live action nas telonas e o primeiro trailer já pode ser assistido! <3 Foi lançado nesta segunda-feira (14) ao ar no  programa “Good Morning America”, o vídeo de A Bela e a Fera e o longa protagonizado por Emma Watson e Dan Stevens. E a Disney provou mais uma vez que sabe o que faz. A versão com atores parece ser extremamente fiel ao que os fãs viram no desenho. E, é claro, tem “aquela” maravilhosa trilha sonora. Está tudo muito LINDO! Já podemos surtar. Ok?

a-fera-e-a-belaO trailer dá pra ver, por exemplo, os detalhes do belo castelo, os personagens produzidos por computação gráfica (que está incrível) e todos os outros, como o vilão Gaston (Luke Evans). O vídeo destaca o relacionamento da camponesa Bella (Emma Watson) e do príncipe amaldiçoado (Dan Steven). Confere só!

Tudo muito lindo, né? É o figurino (apaixonada pelo vestido da Bella) e a fotografia, que está magnifica e cenas de tirar o fôlego. Provavelmente é o filme mais esperado de 2017. A Bela e a Fera, a versão do famoso desenho da Disney, o primeiro a ser indicado como melhor filme no Oscar,  vai chegar em março no dia 16 do ano que vem e até lá o feeling é: “Sentimentos são… ” <3?

a-bela-e-a-fera-trailerSem dúvidas é um dos meus contos favoritos! E aí, gostou do trailer? Também está querendo assistir? Conte tudo nos comentários!

Lista: seriados que são baseados em livros

seriados-inspirados-em-livrosVocê curte seriados? Sabia que muitos deles –, são inspirados em livros? É desde romance, sobrenaturais e tramas politicas, entre outros temas. Está sendo uma fórmula que vem dando certo, misturar duas coisas que as pessoas amam (séries e livros). Concordam?! Bom, provavelmente, você já assistiu ou conhece algumas dessas séries: são famosas no mundo todo! Por te enredos, bem construídos e adaptados e com atores que são perfeitos na interpretações dos personagens. Confira a lista com as séries escolhidas hoje:

  • “Game Of Thrones” – George R.R. Martin

serie-livro-game-of-thrones-0Sete Reinos de Westeros, onde “verões duram décadas e invernos uma vida inteira”. Esse seriado mostra as violentas lutas dinásticas entra as famílias nobres para ter o controle do Trono de Ferro de Westeros. Mas, enquanto isso, nas regiões desconhecidas ao norte da Muralha, outras ameaças começam a surgir. Game Of Thrones é baseada na série de livros de George R.R. Martin, As Crônicas de Gelo e Fogo, escritor que participou até mesmo roteirizando alguns episódios, além de ser produtor executivo. Exibido pelo canal HBO, é o seriado mais caro já produzido pela televisão, com média de 6 milhões de dólares por episódio. O investimento compensa: a obra de Martin é muito bem recebida pelos críticos, já recebeu diversos prêmios e quebra frequentemente recordes de audiência.

  • “Dexter” – Jeff Lindsay

serie-livro-dexterDexter, um órfão de três anos, é adotado pelo casal Harry e Doris Morgan. Após perceber que o pequeno Dexter andava matando animais de estimação na vizinhança, Harry passa a ver o filho adotivo com um psicopata. Ele então ensina ao filho “O Código”, uma maneira de ele canalizar seus instintos violentos contra pessoas que realmente merecem, como assassinos de pessoas inocentes. É quase impossível falar em seriados adaptados de obras literárias sem citar. A história desse  foi escrita por Jeff Lindsay e apareceu pela primeira vez em nas telinhas em 2006 no canal Showtime. Durou oito temporadas até terminar com um final bem polêmico. Se se tivessem mantido mais fiel, talvez o final da série tivesse agradado mais aos fãs. Ou não.

  • “Under The Dome” – Stephen King

serie-livro-under-the-domeChester Mill é uma cidade norte-americana pequena. Certo dia, uma cúpula gigante, transparente e indestrutível se forma ao redor da cidade de repente, prendendo seus moradores ali e deixando-os sem acesso a internet, televisão e telefone. Com a diminuição dos recursos disponíveis, como comida e água, os moradores são obrigados a encontrar maneiras de sobreviver naquele lugar onde qualquer um pode ser o inimigo. A série, transmitida pelo canal CBS, é inspirada numa extensa obra – 954 páginas – do famoso autor Stephen King, mestre do terror e do suspense. A produção executiva do seriado, que recebeu muitas críticas positivas, é de ninguém menos que Steven Spielberg.

  • “Gossip Girl” – Cecily van Ziegesar

serie-livro-gossip-girl-0Gossip Girl também nasceu nas páginas dos livros -, apesar de todas as diferenças apresentadas na adaptação o essencial continua ali: Serena Van Der Woodsen e Blair Wardolf. A trama dessa série gira ao redor da escola Upper East Side, localizada em Manhattan. Serena van der Woodsen é uma jovem que volta à cidade após seis meses. Gossip Girl, que significa “garota fofoqueira” em inglês, é uma pessoa anônima que adora atacar virtualmente Serena. Escritos por Cecily van Ziegesar, os 14 livros são narrados pela blogueira misteriosa. Se você gosta de intrigas, grifes famosas, festas e fofocas, essa é a série perfeita para você – os livros também. No Brasil, as obras são publicadas pela Editora Record.

  • “The Vampire Diaries” – L. J. Smith

serie-livro-diario-de-um-vampiroDiários de um Vampiro, como é chamada no Brasil, conta a vida de Elena Gilbert, uma jovem estudante de 17 anos que, após perder os pais num acidente de carro, aprende a lidar com a tristeza e o luto. Elena acaba se apaixonado por um vampiro chamado Stefan Salvatore. Depois de engatar o relacionamento com o vampiro, ela começa a melhorar de humor e se recuperar da tristeza que a morte dos seus pais trouxe. Porém a relação dos dois se complica quando o irmão mais velho e cruel de Stefan aparece, querendo se vingar do irmão por antigos problemas. A trama, é transmitida pelo canal The CW, já conquistou milhões de adolescentes e adultos ao redor do mundo. Baseados nos oito livros escritos pela autora L. J. Smith e foi publicada no Brasil pela primeira vez em 2009.

  • Pretty Little Liars – Sara Shepard

serie-livro-pretty-little-liarsÉ quase impossível assistir PLL sem se identificar com algum personagem da trama. A série acontece na pequena e pacata cidade de Rosewood. Tudo começa quando a popular Alison Dilaurentis desaparece sem deixar pistas, levando todos a acreditar que a garota foi assassinada. Depois desse acontecimento, a amizade das 4 amigas inseparáveis da vítima nunca mais é a mesma, graças às ameaças enviadas por um anônimo autointitulado “A”. É inspirada na série de livros de mesmo nome, escrita por Sara Shepard e aqui no Brasil publicada como Maldosas, todos com capas estampadas por uma Barbie. A franquia literária é bem longa, composta por 16 livros. No Brasil, o primeiro livro foi lançado em novembro de 2010 pela Editora Rocco.

Você sabia, que muitos desses seriados da lista, tinham sido baseados nos livros? Já estou até pensando em fazer uma parte II. Combinado? E aí, gostou da seleção? Qual é o seu favorito? Contem nos comentários!

Dez filmes incríveis que são inspirados nos livros

ME BEFORE YOUOs livros são incríveis. Tem o poder de levar a nossa mente para outro universo. Permitindo que a gente viva diversas vidas em uma só. Demais né? Os livros nós ajudar aprender, pensar, crescer, viajar e se divertir. É uma grande viagem o mundo da leitura. É por isso que hoje em dia muitos filmes são baseados nos best – sellers. Com narrativas e personagens profundos, detalhados e com histórias que nós passam mensagens valiosas. Pensando nisso, acabei fazendo uma listinha com diversos filmes inspirados nos livros. Olha só?

  • A Culpa é das Estrelas


Romance do autor mais adorado pelos jovens atualmente John Green: “A Culpa é das Estrelas” foi um dos filmes mais esperados do ano de seu lançamento. De forma leve e descontraída, conta a história de Hazel Grace, diagnosticada com câncer na tireoide e metástase nos pulmões – e como sua vida mudou após conhecer Gus, o garoto que gostava de metáfora e tinha medo de ser esquecido.

  • Simplesmente Acontece


Essa comédia romântica pode parecer bobinha de início, mas ela tem um grande sentimento implícito no roto. Rosie desistiu do seu sonho de fazer faculdade de hotelaria em Boston para cuidar do seu bebê, enquanto Alex vai para Harvard. Essas coisas simplesmente acontecem e às vezes, não se tem o controle. E sobre a relação de Alex e Rosie, já se sabe que tem um clima rolando entre dois, mas quando ele se muda, é de partir o coração.

  • O Diário da Princesa


Mia era uma adolescente de 15 anos que mora com a mãe em Manhattan e tinha uma vida normal até que descobre que seu pai era príncipe de Genóvia, um pequeno país da Europa. Logo, ela conhece sua avó paterna que nunca tinha ouvido falar mas que é uma Rainha e está decidida a transformar Mia em uma princesa. Entretanto, Mia fica balançada em ser apenas uma garota normal de Manhattan ou se mudar para Genóvia para ser uma futura Rainha. A história conta com dez livros e dois spin-off (é essa a palavra?) escrito pela maravilhosa Meg Cabot e dois filmes lançados para o cinema, tendo a atriz Anne Hathaway interpretando a Princesa Mia.

  • Se Eu Ficar

Mia Hall (Moretz) acreditava que a decisão mais difícil que enfrentaria em sua vida seria ter que escolher entre seguir seus sonhos na escola de música Juilliard ou trilhar um caminho diferente para estar com o amor de sua vida, Adam (Blackley). Mas o que deveria ter sido um passeio despreocupado com sua família muda tudo repentinamente e agora sua própria vida está em jogo. Quando se vê entre a vida e a morte, Mia tem pela frente uma decisão que irá determinar não somente seu futuro, mas também seu destino.

  • O Menino do Pijama Listrado


Um filme tocante e pesaroso baseado no romance homônimo de John Boyne. Retrata o mundo inocente de duas crianças durante a Segunda Guerra Mundial, sendo que uma (Shmuel) é judia e outra (Bruno) é filho de um oficial nazista.Bruno vive isolado no jardim da casa próxima onde seu pai trabalha, que é um campo de concentração, e começa a explorar o local. Logo ele cria uma amizade com Shmuel, um judeu preso no campo.

  • Comer, Rezar e Amar


O filme do livro “Comer, Rezar, Amar”, de Elizabeth Gilbert, também é um sucesso. Na trama, Elizabeth (Julia Roberts) resolve largar tudo – marido, trabalho, amigos – e parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de autoconhecimento. No filme, a viajante conhece um brasileiro por quem se apaixona.

  • Anna Karenina


Baseado em um grande clássico do escritor russo Liev Tolstói, este filme conta a história de uma aristocrata que, apesar de ter uma vida cheia de riquezas e beleza, sente-se vazia. Logo ela se apaixona por Conde Vronsky e inicia um caso amoroso que causa muitas reviravoltas. Enquanto isso, a narrativa acompanha também Konstantin Levin, um camponês que tem o sonho de se casar com Kitty, irmã de Dolly, esposa do irmão de Anna Karenina. O filme é contado em forma de teatro, e tudo ocorre de forma bem dinâmica. Uma história cheia de revelações e questões filosóficas sobre os relacionamentos humanos.

  • Um Amor para Recordar

O livro do Nicholas Sparks que virou filme já fez muitas pessoas chorar horrores (inclusive eu). O romance é sobre uma improvável história de amor entre um jovem popular Landon  e pela mocinha e nerd Jamie. O problema é que Jamie, a garota, tem uma doença grave. O casal que tinha tudo para nem ser apaixonar, mas o destino vai acabar de uni-los. E o fim da história vai te causar fortes emoções. Vai preparando os lencinhos.

  •  Orgulho e Preconceito

Baseado no livro homônimo, Orgulho e Preconceito narra a história de cinco irmãs da aristocracia rural inglesa envoltas em questões de casamento, moralidade e preconceito. Keira Knightley interpreta Elizabeth Bennet, uma das irmãs, que é contra o casamento e a favor de uma vida mais produtiva – isto é, até se deparar com o belo e esnobe Sr. Darcy (Matthew Macfadyen). É um filme apaixonante.

  • Como Eu Era Antes de Você


Estou começando a ler o livro – até o momento estou amando. Com certeza, esse foi o best-seller mais esperado do ano. O livro conta a história da Louisa Clark – mais conhecida como Lou -, que aos 26 anos, se vê desempregada, morando com os pais, sem perspectivas quanto ao futuro e em um relacionamento duvidoso. A única opção de trabalho que ela encontra na sua cidadezinha é como cuidadora de Will, um homem de 35 anos que, após um grave acidente, ficou tetraplégico. Como o salário é bom – já que a família de Will é rica e ninguém sabe lidar com ele -, Lou acaba aceitando. Para ela, trabalhar na casa dos Traynor é um enorme desafio. Primeiro, por ser um emprego diferente de qualquer outro que ela já teve, mas principalmente porque Will é uma pessoa muito difícil: hostil, mau humorado, sarcástico e amargo.

Não se pode negar que esse tipo de adaptação acabar levando quem não curte muito a leitura se aproximar mais dos livros – interessante né?! É como se os filmes fossem extensão para o livro. E que todos os filmes baseados no livros, que sejam, fiéis a cada parte. E claro, o melhor de tudo é as trilhas sonoras apaixonantes. Estou até planejando uma parte dois desse post – já que é um assunto que todos nós amamos, filmes e livros juntinhos.  <3

Qual desses filmes é o seu favorito? Curtiu a lista? Conta tudo pra gente nos comentários!

Curtas metragens que falam sobre o amor

curta-animação-0Curta-metragem é a coisa mais fofa que existe, ainda mais quando o tema, é o amor. Como estamos no mês mais apaixonante, não posso deixar de fora curtas que falam sobre esse assunto. O mais legal é que, acabam emocionando a gente com um período de tempo tão curto. Esse tipo de produção está cada dia ganhando mais espaço na indústria do cinema, chegam até a concorrer ao premio do Óscar. Demais, né? Podem ser produzidos por alunos que estão se formando no cinema, profissionais independentes ou até mesmo por grandes produtoras, e, por isso, que hoje em dia tem diversos curtas incríveis. Procurei na internet curtas de animação que falasse sobre o amor. Vamos assisti-los?

  • Taking Pictures

Em “Taking Pictures” conta uma história de amor linda, de dois fotógrafos, que acabam se conhecendo pelo acaso, fazendo dessa animação algo muito cativante e cheio de amor.

  • Floating In My Mind

Esse curta-metragem é inspirado no filme da Disney/Pixar “Up”. Você vai se encantando com o decorrer da história, o casal vai vivendo todas as fases juntos, até o fim. Impossível não suspirar! E compartilhar uma trilha sonora muito fofa… <3

  • The Gift

As cenas desse curta são bem detalhadas e, reflete como é, o começo de um relacionamento e o fim dele. A história de um casal como outro qualquer, entretanto, quando ele oferece a ela uma pequena esfera que tirou de seu peito, ela não consegue mais se separar desse grande presente, até mesmo, depois que ele se “quebra”. Mostrar que o amor que recebemos tem um grande valor e precisa ser cuidado.

  • Cidade Colorida

Uma bela animação que nos alerta sobre como as cores afetam nossas emoções. Traz um rapaz em uma cidade com cores no preto e no branco, o único atento ao poder das cores, e com isso, ele decide dizer palavras simples e coloridas, saber que estas palavras têm o poder de emprestar cor, vida e encantamento. Só que tem um problema, só palavras não bastam…

  • Canned

Outra animação cheia de amor… Uma história bem bonita e emocionante, assim que é “Canned”. É sobre um grafiteiro que desenhar uma linda mulher e, depois, ela acabar se apaixonando pelo seu criador e tentar salvar ele da polícia(…) O final é maravilhoso e surpreendente!

  • Goutte D’Or

Uma fantástica animação sobre o amor entre um pirata e sua rainha. Uma história de amor sobre um pirata que entra no reino dos mortos e seu encontro com a bela rainha e um polvo irritante. Com lutas de espada e músicas maravilhosas, feita por Les du Futur Primitives. Uma história bem envolvente e diferenciada. Além de uma produção bem finalizada, com cenas bem bonitas.

  • Jinxy Jenkins, Lucky Lou

O curta é cheio de ternura. Os protagonistas se encontram numa manhã de azar, em que o acaso e o amor se convertem em uma corrida emocionante a bordo de um carrinho de sorvete e céus de piano pelas ruas de São Francisco, sob um céu repleto de pianos, com trilha sonora é de Mason Self.

  • Red – As aparências enganam

Red é uma animação japonês, que faz uma releitura da Chapeuzinho Vermelho. No entanto, as coisas são um pouco diferentes: aqui, o Lobo Mal é um menino-lobo, que se apaixona pela garota. E como a maioria dos cutas, não tem diálogos, só música instrumental. Os traços das imagens são delicados e em tons rosa, deixando com um ar bem suave. <3

Quantos curtas fofos, né? Fiquei encantada com cada um deles, e todas essas histórias emocionantes e tão encantadoras e cheias de amor! <3 Gostou dos curtas selecionados? Já tinha assistido algum desses? Me conta nos comentários: qual foi o seu favorito?

Filme assistido: Beastly

aferafilme0Como de costume sou muito viciada em filmes românticos, tudo que envolver esse clichê todo. E não sei vocês, mas eu sou dessas que quando me apaixono por um filme posso assistir mil vezes, que nunca enjoo. Sério! Como sei que não é só que sou assim, vou escrever, sobre os meus filmes favoritos, que eu costumo assistir sempre.

O primeiro filme que vou falar é o “Beastly” em português, “A Fera”.

aferafilme8Foi baseado na história do livro escrito por Alex Finn. Estrelado com a Vanessa Hudgens. Não consigo imaginar outra atriz fazendo esse papel além dela, acho que ela combinou muito com a personagem. E também temos o ator Alex Pettyfer, além de ser lindo, tem um talento incrível! Acabaram deixando o filme muito emocionante a cada cena, a química dos personagens é perfeita! Pelo título já dá pra ver que foi baseado na história “A Bela e a Fera”. Se alguém achava que essa versão teen poderia tirar a essência e a beleza do fantástico conto, estava muito enganado.

aferafilme7O que acontecer no filme: 

“Beastly” conta à história de um rapaz chamado Kyle Kingsbury é rico, bonito e popular, mas possui uma personalidade cruel e feia. Após humilhar uma colega de classe, ele é amaldiçoado por ela e acabar se tornando tudo o que ele era por dentro, não se torna uma fera (tipo leão) horripilante depois de um grande feitiço, mas passa por uma transformação inovadora e até mesmo particularmente bonita! E descobre que o feitiço só se reverter se fizer com que alguém consiga ama-lo do jeito que estar. Já Linda Taylor é uma garota, simples e encantadora, que ver o lado bom das pessoas e que acreditar na essência do amor. Tem uma quedinha por Kyle, porém, nem presta atenção nela. O filme retrata isso, que a aparência não é importante e trata de mostrar que o verdadeiro amor é capaz de quebrar qualquer feitiço.

aferafilme2O que eu acho do filme: Desde a primeira vez que assistir fiquei muito emocionada, tanto é que, fiz as minhas primas assistir comigo, e tentar ensinar que aparência não é importante. Uma ótima chance de fechar os olhos das pessoas, e mostrar que devemos enxergar com os nossos corações. Recomendo para todo mundo! Principalmente, se você gostar de contos, ficção, fantasia e um romance nem tanto meloso. É impossível se arrepender de ver esse filme. Quantas estrelinhas ele merece: 5 estrelas.

aferafilme3Não posso terminar esse post sem dizer, que tem quotes maravilhosos e, um deles é a mensagem que o filme trás como subtítulo “O amor nunca é feio”, até hoje toca o coração dos sensíveis e também dos superficiais, que hoje em dia só dá valor ao que é belo e, o que é, apresentável.

Por favor, se você ainda não assistiu, assista, tire suas próprias conclusões. E se você já assistiu, conta o achou? Gostou? Dizem, que o livro é tão bom quanto o filme. Alguém ai, já leu? Estou querendo assistir filmes novos, então, me indique algum?! Espero que tenham gostado desse tipo de post.

Como eu era antes de você: Um filme sobre amor, vida e coragem

filmecomoeuera3Quantas vezes você não achou que a sua vida era a pior do mundo? Mas olhe ao seu redor e veja o tanto de pessoas que sofrem de uma forma ou de outra, mas acabar conseguindo vencer todas as dificuldades. A ideia do filme “Como Eu Era Antes De Você”, uma adaptação do livro da autora Jojo Moyes, é nós ensinar que mesmo quando achamos que a vida teve um fim, pode ser apenas um começo de uma história. Vai abordar uma amizade bonita e pura, que se transformar em amor (impossível). Você vai rir e chorar (prepare os lencinhos). O mais importante é que à história é delicada e encantadora. Uma grande lição de vida.

Will (Sam Claflin) é um garoto rico e bem-sucedido, até sofrer um grave acidente que o deixa preso a uma cadeira de rodas. Ele está profundamente depressivo e contrata uma garota (Emilia Clarke) do campo para cuidar dele. Ela sempre levou uma vida modesta, com dificuldades financeiras e problemas no trabalho, mas está disposta a provar para Will que ainda existem razões para viver.

O elenco é formado Emilia Clarke (“Game of Thrones”) e Sam Claflin (“Jogos Vorazes”). Tem ainda no elenco nomes famosos como Jenna Coleman (“Doctor Who”), Charles Dance (também de “Game of Thrones”) e Matthew Lewis (o Neville de “Harry Potter”).

Com direção de Thea Sharrock, da série “Call The Midwife”, o filme chega aos cinemas brasileiros em 16 de junho.

Quando vi o trailer pela primeira vez já fiquei muito emocionada. E ainda mais com essa trilha sonora – com a voz perfeita do Ed Sheeran, é de emocionar. As cenas são muito emocionantes e a fotografia está impecável. Quem aí já está contando os segundos pelo filme? \o/


Você só vive uma vez. É sua obrigação aproveitar a vida da melhor forma possível.

Oito casais mais fofos dos seriados

series-favoritas-assistir-legaisDias atrás estava assistindo um vídeo do série Glee – bateu até aquela bad e ainda mais vendo o Finn e a Rachel. Sério, adorava muito esse casal <3. Eu acompanho todos os tipos de séries, mas as minhas favoritas são as que têm casais fofos. E sei que não estou sozinha nessa, separei os casais que eu mais amo dos seriados, e vim, compartilhar com vocês. São aqueles que a gente torce muito pelo final feliz!

Blair e Chuck – “Gossip Girl”

Eu sempre amei esse amor e ódio entre eles e torcia pelos dois darem certo. Blair e Chuck brigaram, reatavam, terminavam, achavam melhor ficarem longe um do outro. Mas o amor deles foi maior do que as diversidades um do outro e  mostrando que o amor é mais forte do que tudo. E no final de Gossip Girl, acabaram juntos! <3

Rachel e Finn “Glee”

Sempre quando vejo esse casal me dá vontade chorar. Sério! O nosso Quarterback morreu e ficou aquele vazio para os fãs, tipo eu. O amor deles era tão lindo, não tem como se esquecer. Quando a série começou você não consegue imaginar um cara totalmente popular, com uma garota totalmente “esquisita” do colégio, depois se torna um dos casais mais fofos. Superam muitos desafios juntos e quebram muitos preconceitos, e a sintonia dos dois, era algo muito especial.

Elena e Damon – “The Vampire Diaries”

Esse casal tem uma ligar incrível, sorry Stefan, mas Elena e Damon são tão bonitos juntos. Eu gosto muito de história da mocinha e vilão. Apesar de ser um o oposto do outro, porém, eles acabam se completando. Eles poderiam ter terminado juntos, nem tudo são contos de fadas. E vamos dizer, que foi lindo enquanto durou.

Sam e Freddie – “ICarly”

No fundo eu sabia que esse casal se amava, não tem como existir tanta implicância e não ter amor. Os dois formaram um casal beeem fofo. Desde começo sempre shippei Saddie, e aliás, não posso esquecer que o primeiro beijo da Sam e Freddie foram no começo da série, ainda quando os dois se odiava!

Ezra e Aria “Pretty Litte Liars”  

Se você assistir PLL dever torce muito pelo casal Aria e Ezra. Torcemos muito para que os dois consigam enfrentar as várias pessoas que são contra. E que o amor deles seja maior do que qualquer problema, e que tenham um final feliz.

Jess e Nick – “New Girl”

Desde os primeiros episódios já dava pra perceber que esses dois ficariam juntos. Começaram sendo bons amigos, mas no fundo já existia um clima de romance entre eles. Torço muito para que eles termine juntos no final. Shippando muito esse casal.

Blaine e Kurt – “Glee”

Temos outro casal do seriado Glee. Acabaram enfrentando muitos preconceitos e superando cada um deles. Kurt e Blaine foram um dos primeiros casais gays “de verdade” da televisão. O criador de Glee mostrou abertamente os dilemas que um homossexual passa em um ambiente escolar. Eles vivem um romance ioiô, mas no fim, veio o tão esperando casamento e tiveram o “viveram felizes” para sempre!

Summer e Seth “The OC”

Esse casal é aquele que você sonhar em viver um amor igual, de tão fofo que eles são. Um nerd tentando conquistar o coração de uma garota popular. Amava ver esses dois juntos. É o casal mais fofo de toda série, fora a química maravilhosa que havia entre eles. E muitas coisas atrapalhar o romance deles, mas no final, o amor sempre vence! <3

Ah, o amor é liiindo! Eu ia colocar na minha lista Roberta e Diego de “Rebelde Mexicano”. Só não sei ser é novela ou seriado =P E aí, quais os seus casais favoritos dos seriados? Tem algum na lista? Conte tudo nos comentários!

Seis curtas legais para você assistir

large (3)Quem ai é fã de curtas metragens? Sabe aqueles filmes que são bem curtinhos e mesmo assim faz muito sucesso. É um dos meus posts favoritos – acho que já disse isso um montão de vez, né? Difícil é não amar. A maioria dos grandes cineastas e produtores de cinemas começa por curtas-metragens para depois ir para uma longa, mas há os que preferem continuar apenas nas animações. Essas animações sempre trazem mensagens positivas e muitas vezes são bem motivacionais. Hoje o post é com seis curtas legais para você assistir, tem para todos os gostos, desde um pouco de suspense e os mais fofos, que tocar lá no coração. Olha só!

♡ Slimtime

Esse curta-metragem discutir sobre estereótipos de beleza. Animação sensacional, desde parte técnica e estética até o roteiro. Slimtime é o projeto de graduação de Bertrand Avril, Pierre Chomarat, David Dangin e Thea Matland, estudantes do Supinfocom Arles, que se formaram em 2010. O curta conta a história de André, um sujeito que acompanha sua esposa numa clínica para emagrecimento e, enquanto ela está no tratamento, ele resolve fazer um tour nesse centro completamente incomum. E nós mostrar que o verdadeiro amor não tem aparência. O mais legal é como ele recebe a esposa no final.

♡ Dia de Los Mortos

Produzido por Ashley Graham, Kate Reynolds, e Lindsey St. Pierre, na faculdade Ringling de arte e design. Eis aqui um curta de animação super bonitinho sobre uma garotinha em meio ás festas do Dia dos Mortos, no México. Essa festa comemora-se entre os dias 1 e 2 de Novembro, para relembrar ás pessoas queridas que já faleceram e celebrar em sua memória, dando oferendas e boas vindas aos espíritos que vêm do Além. Nessa data, acredita-se que os mortos “retornam” ao mundo dos vivos para visitar seus entes queridos. Ela acabar embarcando na terra dos mortos. Onde ela descobre o verdadeiro significado do feriado mexicano Dia de los Muertos.

♡ Francis

“Francis” é uma curta-metragem realizada por Richard Hickey, a partir de um guião de Dave Eggars. Esta “curta” de animação, que necessitou de uma equipa de 40 animadores, foca a história cativante e tensa de acontecimentos inexplicáveis num lago, situado no meio de uma reserva natural, no Ontário. É um curta de muito suspense.

Tuurngait

É uma curta metragem animada que conta a história de um garoto que se afasta da sua aldeia enquanto persegue um pássaro e perde-se. O pai percebe que o seu filho desapareceu e vai procura-lo, antes que a neve esconda todo o rasto. Esta animação foi o trabalho de conclusão de curso de 5 estudantes de cinema em França. A equipe levou um ano e meio para finalizar a obra, o filme já foi exibido em mais de 50 festivais de cinema e até agora já ganhou 9 prêmios.

♡ Dragonboy

É um curta-metragem dirigido por Lisa Allen, Zhang Shaofu e Bernardo Warman. A história se passa em um teatro qualquer, onde um garoto vestido de dragão está apaixonado pela princesa da peça, coleguinha de cena. No entanto o dragãozinho tem dois problemas: não sabe como chegar na garota e o outro é um cavaleiro metido a “machão” que também quer conquistar a princesa, porém de qualquer jeito, passando por cima de qualquer um. Esta animação encantadora abrange muito do que você poderia esperar de uma bom filme do gênero: um cavaleiro, a princesa e um dragão. Três crianças pequeninas e uma batalha épica de amor luta e honra.

♡ A Color Of Evil

Phillip Simon e Alyse Miller criou uma divertida animação curta-metragem sobre uma menina e um demônio. Como um projeto para o Colégio Ringling de Arte e Design. Como são os demônios, seriam eles maus, horripilantes e aterrorizantes, ou seriam essas características apenas visões distorcidas pelo medo e o desconhecimento destes seres. Traz a história de uma criança que em busca de vingança contra uma patricinha invoca um demônio com a missão de aniquila-la. Mas logo ela percebe que as coisas sobrenaturais são muito diferentes daquelas imaginadas em seus sonhos e fantasia. Será que coisas doces e fofas não podem nos ferir, será que toda doçura e ternura não desaparecem quando aqueles que mais amamos são ameaçados?

Curtas são tão incríveis. Como não amar esse tipo de produção? E as trilhas sonoras é impecáveis e as imagens são muito elaboradas. Tem uns que são bem emocionantes, isso que é legal nos curtas, com uma duração tão pequena, mas que traz sempre uma boa mensagem para passar pra nós. Você gostou desses curtas? Já assistiu algum desses da lista? Conta pra gente tudo nos comentários!