A última carta

texto753Leia essa carta com atenção, aqui vai se encerrar um ciclo. Por favor, não deixe de ler nenhum trecho. Resolvi te escrever. Queria ter coragem suficiente, para dizer tudo isso na sua frente. Como não sou boa com as palavras, o que me resta é escrever. Essa vai ser a primeira e a última carta que eu vou te enviar.

É que hoje você veio na minha memória lembranças suas, até as que eu pensei que havia esquecido. Espero que você esteja bem. Que conseguiu trilhar o seu caminho. Espero que você tenha encontrado alguém, – de verdade, que te ame, mais do que o amor que puder te oferece, que compartilhe dos mesmos sonhos e, que se case e tenha filhos – coisa que eu nunca quis. Por favor, conte para eles de um amor antigo. Que um dia você foi loucamente apaixonado. Não, melhor não! Guarde-me nas suas lembranças e no seu coração, não se esqueça de mim, por favor!

Caso um dia nos encontramos por ai, não troque de calçada, e muito menos olhe para o chão, para não ter que me olhar. Olhe-me nos olhos – aqueles que sempre te amou. Não precisa me cumprimenta, apenas não me ignore.

Eu te peço, por favor, não me odeie e não guarde magoa.

Nossos caminhos eram diferentes, não compartilhávamos os mesmos sonhos. Jamais, pense que o que ouve entre a gente foi uma perca de tempo. Conseguimos viver um amor curto e ao mesmo tempo duradouro. Conheço casais que estão juntos há vários anos e não viveu a metade do nosso amor. Fizemos loucuras um pelo outro. Se amamos intensamente. Quando nos encontrávamos era eu e você. O mundo deixava de existir. Cada uma das nossas brigas terminava sempre com um pedido de desculpas. Caso conheça alguma garota, ame ela o tanto que você me amou. Não se torne uma pessoa fria para o amor. Juro, que não queria ter te magoado. Continue sendo aquele cara que um dia eu conheci. Não mude por ninguém e por nada nesse mundo.

Nessa ida e vinda da vida, vou encontrar outros amores, vou viver outras paixões. Só que, você vai continuar sendo o meu grande amor, aquele que vai permanecer guardado no meu coração.

Com todo amor do mundo. Aquela que nunca te esqueceu e que nunca vai te esquecer. Aquela que cada dia vai aprendendo a viver com a sua ausência. E que guardar um grande amor por você.

Por favor, não se esqueça de mim, porque eu vou lembrar de você toda manhã que eu acordar. Não, isso é um grande equívoco meu. Melhor você me esquecer! Leia a carta e jogue no lixo, pra você não ter nenhuma lembrança minha, assim vai ser melhor para você.

Você se foi, mas o amor permanece aqui e, a vontade de te proteger também.


Comentar via Facebook

Comentário(s)

16 comentários sobre “A última carta

  1. Lolla disse:

    Eu não sei porquê hahahaha mas lendo seu texto me lembrei da música Morada da Sandy, tipo, não tem nada igual, masok hahaha
    Amei o que você escreveu, não tem como definir realmente porquê tem muito sentimento aí! mas você escreve muito bem!

    Beijos,
    rodoviadezenove.blogspot.com.br

    • Dose de Ilusão disse:

      Obrigada Lolla, não sabe o quão feliz fico em ler um comentário assim <3
      ps: Acabei de ouvir a música, e achei muito parecida hahaha... E olhar, que não escrevi ouvindo.

  2. Duane disse:

    Lindo demais! Me identifiquei, até lembrei de amores antigos…
    Beijos.

    http://www.imperfeitaas.blogspot.com.br

  3. Adorei a carta. Euu costumava escrever. Agora parei.

  4. Clay disse:

    Essas palavras!! Quem nunca teve que dizer um “adeus” mesmo não querendo? =(

    O texto é lindo, Fran!

  5. patty disse:

    Amei o texto é perfeito que nunca passou por isso ne! Bjs

    http://www.maniasdapatty.com

  6. Nathália Elizabeth disse:

    Nossa esse texto fala exatamente as minhas palavras á um ser que ficou pra trás, mas que ainda habita nos meus pensamentos ☺ Parabéns! Estou lendo seus textos e são maravilhosos, as lágrimas vão descendo sem querer. Continue brilhando!

Deixe uma resposta