Música

Para ouvir hoje: os oito covers incríveis de J.Fla

Sabe quando a gente descobre uma  voz incrível, e quer sair compartilhando para o mundo inteiro ouvir? Foi o que aconteceu quando eu escutei o som da J-Fla (Kim Jeong Hwa) pela primeira vez. É dona de uma voz potente e tão linda, além do mais, é do país do K-pop! E em seu canal no Youtube, ela cantar músicas famosas que amamos –  só que acabar dando um toque mais especial nas canções. Todas merecem o seu play. Ouça com a gente!


Ed Sheeran – Shape Of You


Está música do Ed Sheeran, já tem uma vibe bem gostosinha de ouvir… Quando a J.Fla começa a cantar, você nota como ela manda bem. É quase impossível ouvir somente uma vez –  já pode adicionar na sua playlist. Ah, esse lindo cover tem mais  de 180 milhões de visualizações. UAUUU!


The Chainsmokers & Coldplay – Something Just Like This


Seu timbre é algo perfeito e essa música ficou deliciosa na sua interpretação. Aliás, ela faz até mesmo o som de instrumento com a boca, que legal, né? Essa música tem uma letra tão lindaaa! <3


Luis Fonsi – Despacito


Confesso, que não curto muito essa música, mas quando ouvir J. Fla cantando, acabei me rendendo (não conseguia para de ouvir), até porque, ela cantar a canção em espanhol, o que tornar ainda mais adorável esse cover… Sim, tem mais de 121 milhões de visualizações. Ela arrasar!


Imagine Dragons – Thunder 


Sou suspeita para falar sobre essa música (já que é a minha favorita), não conseguia imaginar uma versão tão incrível quanto do Imagine Dragons – mas ela acabou deixando tão legal quanto eles… Fora os efeitos especiais na música.


Kygo & Selena Gomez – It Ain’t Me


Achei essa versão tão boa conto a original, tem uma vibe bem contagiante e dançante! Alô, Selena, já pode marcar um feat com a J.Fla?


Camila Cabello – Havana


Essa música é um sucesso, não tem como negar. Então, J.Fla vez um belo cover que já contabilizar mais de 80 milhões de visualizações! É talento demais!


Rockabye – Clean Bandit


Eu me apaixonei com essa música na voz dela, gente! Acho que ficou excelente! O melhor que ela colocar emoção para cantar, ainda mais com essa letra cheia de sentimento… é muito amor.


The Chainsmokers – Close


E o que dizer quando ela faz as duas vozes? Sério, ela é muito talentosa! E não para por aí, também faz uma dancinha ao mesmo tempo que está cantando, é muito charme! Qual destas músicas você adicionaria a sua playlist? Compartilhar com a gente nos comentários!

O BTS vai dominar o mundo? Quatro músicas deles para você curtir

Se você é antenado no mundo da música, pode já ter visto o nome da banda BTS, na verdade é uma abreviação de Bangtan Boys. A boyband sul-coreana que é presença constante nos trending topics do Twitter está conquistando cada vez mais espaço na indústria. O grupo BTS se formou em 2013 e é composto por sete integrantes: Jin, Suga, J-hope, Rap Monster, Jimin, V e Jungkook. Além de cantarem, eles também dançam muuuito e são uns fofos! Considerada uma das maiores bandas de K-Pop da história, o grupo é um fenômeno que conquistou uma base sólida de fãs espalhada pelo mundo com a sua mistura única de hip-hop, eletrônica e elementos mais suaves. Confira alguns dos maiores sucessos do grupo. Ouça só:

Dope subiu para o seu pico no número 3 no Quadro Digital Mundial da Billboard apesar de ter sido lançado dois meses antes. Dope foi um grande sucesso! Afinal, como não se apaixonar pela batida e coreografia dessa música? <3

Lançado em 2016 o single ”Fire” ganhou 3 prêmios consecutivos. Esta é uma música intensa. O começo imediatamente o puxa com o forte cântico de “Fogo” apoiado por um instrumental enérgico. O vídeo clipe é bem legal, com fogos e com uma coreografia que é tão rápida, perfeitamente combinada com o ritmo da música. É a dança que continua sem interrupção até o fim. É tão épico e cheio de energia.

“Blood Sweat & Tears” é a música principal do álbum WINGS. O videoclipe quebrou o recorde de clipes da categoria K-Pop mais visto em 24 horas, com mais de 6,3 milhões de acessos em um único dia. As cenas do vídeo mostrar algo assombrado que explora ideias de destino, realidade, vida e também morte. O clipe de seis minutos mostra os membros do BTS perambulando por um corredor ecoante repleto de esculturas clássicas e anjos chorando e, alternativamente, mantidos em espaços escuros, amarrados e presos sem saída. Misturado com as imagens mais clássicas se encontram cenas brilhantes e referências ao pós vida, como sudários e véus.

Como previamente anunciado, o lançamento de ‘DNA’ também coincide com o novo mini álbum do BTS, ‘Love Yourself: Her’, o primeiro deles a ter uma maior distribuição fora da Coréia. Dirigido por YongSeok Choi, o vídeo traz a banda em um clima ainda mais pop do que já conhecido. Ele tem uma vibe divertida, cheia de cores e ainda conta com looks maravilhosos. Aprovadíssimo!

E ao contrário do que se possa imaginar, eles não cantam somente em coreano, mas muitas de suas faixas são em inglês e outros idiomas.

A ascensão em nível mundial do grupo de K-Pop ficou comprovada em 2017, quando a boyband não só foi indicada na prestigiada premiação da Billboard Music Awards na categoria Top Artista Social, como levou o prêmio, desbancando Justin Bieber, Ariana Grande, Selena Gomez e Shawn Mendes. Vale lembrar que eles foram o primeiro grupo de k-pop a ser premiado no Billboard Music Awards. É muito lacre! Desde então, as mais diversas publicações americanas e europeias se curvaram à popularidade dos meninos e os incluíram no painel de artistas que merecem atenção a cada novo lançamento e novidade.

 E aí, curtiu o som deles? Já tinha ouvido algumas dessas músicas? Espero que vocês tenham curtido conhecer o BTS. Me contem nos comentários qual vídeo vocês mais gostaram!

Seis músicas da Dua Lipa para adicionar aos seus favoritos

Se você ainda não conhece a Dua Lipa, trate de conhecer agora! Ela é uma cantora, compositora e modelo inglesa de origem albanesa. Como a filha de um músico, Lipa cresceu rodeada pela música. Sua carreira musical começou aos 14 anos, quando ela começou a fazer covers de músicas de artistas como Christina Aguilera e Nelly Furtado no Youtube. Em 2015, ela assinou com a Warner Bros e lançou seu primeiro single.

Atualmente com seus 22 anos, estreando seu álbum autointitulado com o seu próprio nome. Dua é uma das grandes apostas da música pop contemporânea, que vem conquistando cada vez mais espaço com suas letras e ritmos contagiantes. Provavelmente você já ouviu algum hit, só não sabia que era dela. Duvida? Então continue lendo para saber mais sobre ela e também para você dançar e cantar muito! Ouça só:

Em agosto de 2015, Dua lançou seu primeiro single autoralNew Love, produzido por Emile Haynie (conhecido por trabalhar com Lana Del Rey e Bruno Mars) e Andrew Wyatt (Miike Snow e Florence + The Machine). O vídeo já acumula mais de 15 milhões de visualizações no YouTube. O sucesso da música também fez com que a cantora figurasse na lista BBC Sound of 2016, da rede britânica. Aliás, o clipe não é cheio de efeitos visuais, mas tem uma simplicidade bem legal e uma fotografia incrível.

Seu segundo single, a música “Be The One”, foi lançado em outubro de 2015 e atingiu o Top 10 em charts na Alemanha, Áustria, Reino Unido, Bélgica e Suiça. O videoclipe da faixa já possui mais de 100 milhões de visualizações no YouTube. Lipa ainda disse que “Be The One” é a única faixa do álbum que não escreveu “[mas] eu não poderia descartá-la; é uma de minhas favoritas.”(é a minha preferida também). O refrão, sem dúvida, é o ponto máximo e vai ficar por alguns dias na sua cabeça (e será prazeroso, acredite).

Mas é em “Hotter than Hell” que ela aposta com mais força a sua chegada triunfal ao cenário fonográfico. De que forma? Investindo no estilo que vem contagiando todos nós há alguns meses, o tropical house. Dua Lipa surge maravilhosa em um barracão na companhia de amigos. O tom monótono é puro disfarce, enquanto a artista suplica pela atenção do amado.

Canção que se tornou sua primeira entrada na parada Hot 100, da Billboard norte-americana. A faixa ainda culminou a parada Dance Club Songs. Tendo o vídeo filmado em torno da arquitetura de Londres, o clipe conta com Dua Lipa e seu esquadrão feminino em meio a skates, casacos, cartazes e uma vibe ativista positiva. Há inclusive placas em que promovem a candidatura fictícia da cantora para presidente, além de uma referência a Meninas Malvadas com um “You Can’t Sit With Us”.

E como todo bom cantor, começou a fazer partições, como essa musica do Martin Garrix. O DJ tem a sorte de ter chamado Dua Lipa, que transformou a canção por meio de sua voz grave e sua personalidade que já conhecemos bem.

“New Rules” é uma canção derivada dos gêneros tropical house, EDM e electropop cuja instrumentação incluiu o uso de bateria e trompa. Liricamente, apresenta Lipa indicando uma lista de regras para terminar com um ex-namorado. E o vídeo traz toda essa temática: para esquecer o boy, Dua conta com a ajuda de várias amigas que passam a dar “novas regras” em sua rotina. O resultado ficou bem teatral, com cenas bem marcadas e com uma coreografia genial e impecável, contando coma uma sororidade feminina. New Rules não tinha como dar errado, né? E no final, Dua aprende a lição e passa a ensinar essas regras para outra amiga.

Em algumas entrevistas Lipa, disse: “Tive altos e baixos tentando me encontrar”, disse ela sobre o processo de descobrir o seu som… “Você tem que trabalhar muito, muito duro – não apenas para a música, mas para qualquer coisa que você faça na vida”, Lipa disse sobre o seu vir-a até a estrela pop. “Eu não acho que ter uma carreira como esta em meu alcance”, ela continuou. “Não há descanso para os maus. Sonhos tornam-se realidade”, ela diz na última linhas do documentário, sabendo que isso é apenas o começo.

E aí, curtiu o som dela? Já tinha ouvido algumas dessas músicas? Então vamos torcer para que venha muito mais hits bons por aí!

Covers incríveis para você ouvir de “Sign of the Times”, do Harry Styles

“Sign of the Times” é a primeira canção solo do cantor inglês Harry Styles. É o primeiro single do cantor fora da boy band One Direction. Não podemos negar que o seu primeiro single, é um verdadeiro sucesso em todo o mundo, no Brasil não é diferente. Tanto é, que acabou se tornando uma das minhas músicas favoritas e, todos os dias preciso ouvir. Com todo esse sucesso os covers começaram á surgir, aliás, as versões são todas incríveis! Vem ouvir: tenho certeza de que você vai curtir muito! 😀

  •  Jasmine Thompson e Sabrina Carpenter

Esse dueto ficou perfeito, né?! ♥ Além, do piano dando ainda mais um destaque em suas vozes, acabar deixando a canção com uma pegada mais emocionante e deixando ainda mais linda! O que falar, quando no final elas soltam o timbre?

  • ROllUpHills

A música já é perfeita por si só, mas essa interpretação, faz a gente cada vez mais viajar em cada estrofe! É incrível como ele mudar o timbre, deixando a canção com um ar mais apaixonante. É impossível, não se apaixonar, por essa voz tão suave e envolvente!

  • Samantha Harvey

Como não viajar com essa voz tão angelical? A forma como ela torce as notas no coro é algo muito épico. É um grande talento que todos devem ouvir!

  • Annie Pattison

Não poderia faltar uma versão em acústico! E, simplesmente, eu adorei! Annie tem um timbre tão calmante: deixando a gente com uma leveza na alma.

  • Tiffany Alvord & Future Sunsets

E, para finalizar, com esse excelente cover. Tem uma abordagem perfeita – ainda mais com esse arranjo tão incrível. Com uma misturar vocal bem produzida, deixando a música mais fantástica! <3

Just stop your crying. It’s a sign of the times

Welcome to the final show. Hope you’re wearing your best clothes

You can’t bribe the door on your way to the sky. You look pretty good down here

But you ain’t really good…

E aí, qual é a sua versão favorita? Já conhecia algum? Conta pra gente nos comentários! 

Nostalgia: músicas que vale a pena ouvir de novo

A internet é um meio de divulgação mais usada atualmente. E disso ninguém discorda, certo? Hoje em dia é um grande “empurrãozinho” para bandas e cantores independentes. Porém, antigamente não era bem assim, os artistas batalhavam muito para ter suas músicas reconhecidas e tocadas em rádios que, ás vezes, com sorte entrava nas paradas de sucesso do mundo inteiro. E, provavelmente, essas músicas seus pais ouviram muito durante a juventude. Quem sabe você não acabou ouvindo algumas delas? Com o intuito de ouvir canções que um dia fez tanto sucesso e marcou vida de muitas pessoas, resolvi fazer um breve flashback! Olha só, alguns clipes que valem a pena ouvir, dançar e cantar de novo. <3

  • Cher – Believe

Cher é uma das maiores ícones da música pop! <3 Believe foi um dos primeiros hits pop a usar auto tune e correção de tom para efeitos na voz. Cher pediu para o co-produtor Mark Taylor para introduzir um elemento semelhante em “Believe” e ele mexeu nas máquinas do estúdio, criando aquele som robótico da faixa. Cher ficou satisfeita, mas encontrou resistência na gravadora, que hesitou em lançar uma música que mascarava a sua voz tão reconhecida. O mais legal é que a música alcançou o 1º lugar (RAINHA!) do Hot 100. Também se tornou a música de 1999 e ganhou um Grammy por Melhor Gravação Dance.

  • Cyndi Lauper – Girls Just Want To Have Fun

Girls Just Want To Have Fun é uma música anos 80 interpretada pela cantora americana Cyndi Lauper. está no álbum de estreia de Cyndi Lauper She’s So Unusual (1983) e foi a canção de maior sucesso de Cyndi Lauper. A música foi escrita e cantada por Robert Hazard. Foi originalmente escrita a partir de um ponto de vista do sexo masculino. Para sua versão, Cyndi Lauper modificou ligeiramente a letra, sintetizado-a como um “hino” sobre o papel feminino na sociedade, e é considerado um clássico da era feminista.

  • Roxette – It Must Have Been Love

“It Must Have Been Love” é uma música composta por Per Gessle e lançada pela dupla pop sueca Roxette. Comercialmente, é seu single mais bem-sucedido nos Estados Unidos. Embora originalmente não fizesse parte de qualquer álbum do Roxette, “It Must Have Been Love” foi lançado como single em 23 de novembro de 1987 apenas na Suécia com o título “It Must Have Been Love (Christmas for the Broken Hearted), em seguida, lançada internacionalmente, em 1990, a partir da trilha sonora do filme Pretty Woman (Uma Linda Mulher).

  • Always – Bon Jovi

O sucesso do single fez com que a banda gravasse um videoclipe da canção. O clipe pode ser considerado um clichê do hard rock, por mostrar no decorrer do vídeo um casal dentro do carro dirigindo para o além e passando por diversas situações. Always é um clássico do gênero e fez muito sucesso na época. Foi incluída no álbum Cross Road (1994). Dizem que Bon Jovi escreveu essa música para o filme Romeo is Bleeding (de 1993, não assistir), mas parece que o Jon Bon Jovi, não curtiu o filme e decidiu manter a música na prateleira até que lembrou dela ao lançar o álbum. Always, que foi e, ainda é, um hit instantâneo. Uma canção com a letra romântica, dramática e gruda na sua cabeça. E muito gostosa de ouvir, claro!

  • 4 Non Blondes – What’s Up

Foi escrita por Linda Perry, a vocalista da banda, enquanto que a produção ficou a cargo de David Tickle. A sua gravação decorreu em 1992. Deriva de origens estilísticas de rock alternativo e blues rock. Liricamente, o tema descreve alguém que está entediado, esperando que algo aconteça, e reza para Deus por uma revolução em sua vida. A canção obteve um grande sucesso em países da Europa. E também fez parte de um cena da série da Netflix: Sense 8.

  • Madonna – Like A Prayer

Um dos singles mais controversos e brilhantes da carreira da Madonna. Lançado 1989, foi mais uma parceria de sucesso entre Madonna e o produtor Patrick Leonard, que já havia produzido várias faixas do álbum “True Blue”. A letra foi inspirada na criação católica que Madonna teve, embora deixe muitas dúvidas se fala sobre sua relação com Deus ou sobre o amor, aliada com uma mistura de guitarras, teclados e um coral de igreja, foi a fórmula perfeita para que música estourasse nas paradas de sucesso do mundo todo. Aclamada pelo público e pela crítica, a música é considerada uma das melhores de toda a carreira da Madonna, e prova disso é que ela está sempre presente nas turnês da cantora, e mesmo na era digital, virou um best seller, vendendo mais de 400 mil downloads.

Muita música boa, né? São clássicos atemporais – não importa quantos anos passem, nunca vão deixar de fazer sucesso, passando de geração em geração. Já sentiu saudades de uma época, que você não viveu? Pois é, sinto assim quando ouço cada uma dessas músicas. Se você tiver mais alguma pra indicar, é só conta nos comentários!