Você não apareceu na primavera

texto998Eu adorava deitar nos seus braços e ouvir Legião Urbana e ficávamos cantarolando cada trecho. Ás vezes, dançávamos no meio da chuva, sem música nenhuma. Foi em um dia de outono você resolveu partir e prometeu que voltaria na primavera. No dia seguinte, comecei a cultivar flores e todas as manhãs cuidava delas. Os dias iam passando e as flores começavam a nascer. A primavera vinha se aproximando. Eu corria para janela e ficava te esperando. E a quem dizia que você não voltaria, e, eu torcia o nariz, mas lá no fundo, eu tinha medo que isso acontecesse. Então a primavera chegou e as flores do jardim começaram a florir, e, todos os dias eu te esperava. Mas os dias foram passando e a primavera foi indo embora. E as flores do jardim começaram a morrer, e por fim, morreram.

Te esperei em todas as estações. 

Dois anos se passou e você conheceu um novo amor e seguiu outro caminho.

Hoje enquanto caminhava no meio do jardim que um dia existiram flores. Acabei percebendo que as flores foram iguais ao nosso amor, acabaram morrendo. Não é porque eu sentia tantas coisas especiais que você sentia o mesmo. Aliás, me joguei de cabeça, mergulhei de corpo e alma. Acabei plantando amor em um coração vazio, e o que restou colher, foi dor.

A partir de agora, vou plantar flores para mim. Regá-las e cultivá-las todos os dias. E como uma borboleta no jardim, um dia vai aparecer alguém que vai me ajudar a colher cada uma delas.


Comentar via Facebook

Comentário(s)

20 comentários sobre “Você não apareceu na primavera

  1. Simone disse:

    Lindo texto, devemos nos amar primeiro.
    http://www.charme-se.com

  2. Você escreve tão bem, com uma intensidade surreal. Adoro seus textos!
    http://grandemetamorphose.blogspot.com.br/

  3. Luana Souza disse:

    Que belo texto, gostei bastante hein <3 beeijos
    http://www.blogbelezamake.com

  4. caroline disse:

    amor é complicado ou é 8 ou 80.
    ou você se joga por completo ou apenas larga de mão, mas faz parte da vida, amores vem e vão, é o que nos deixa vivos! Sofrer faz parte, ajuda a crescer eu sei muito bem disso.
    beijo.
    texto ótimo!

    http://entrevereviver.blogspot.com.br/

  5. Amanda Souza disse:

    Quando a gente gosta e se entrega a alguém, estamos sujeitos a esse tipo de coisa. Algumas pessoas vão voltar pra primavera, outras não. Mas o importante é que nós sempre cuidemos dos nossos jardins.

    Beijinhos

  6. Amar os outros é muito bom, mas nada é mais importante do que o amor próprio, certo? Adorei o texto, o estilo da sua escrita é encantador <3
    Beijos!

    http://www.obstrelando.com

  7. Infelizmente isso acontece bastante nas nossas vidas. As flores no texto são como nossos sentimentos e como a dedicação num relacionamento: uns cultivam e podem cuidar de flores reais, outros só tem sucesso com flores de plástico que não murcham e nem morrem. Gostei do que escreveu e, principalmente, da evolução da personagem: “(…) A partir de agora, vou plantar flores para mim. Regá-las e cultivá-las todos os dias. E como uma borboleta no jardim, um dia vai aparecer alguém que vai me ajudar a colher cada uma delas.”
    Cultivar o amor próprio é uma das melhores coisas! Ainda mais sabendo que há primavera todo ano. rs

    Beijos, Blog Mudei Modei ♥

  8. Paula Lopes disse:

    Lindo texto… o negócio é sempre cuidar por que realmente outras borboletas virão. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

  9. BlahOestraich disse:

    Que texto lindo, fiquei imaginando as cenas <3
    mas fiquei triste que ele não voltou.. mas acima de tudo, devemos nos amar em primeiro lugar! *-* um bigbeijo

    http://www.blahoestraich.com.br

  10. Carla Hurst disse:

    Que texto lindo e cheio de emoção. Ficou muito bom! Mesmo sendo um texto sobre um amor que não deu certo, acredito que cada vez que nos apaixonamos e dá errado não é algo ruim, pois de certa forma aprendemos lições valiosas! Beijoss

    http://apaixonadaporfinaisfelizes.blogspot.com.br/

  11. Yone Thais Buzzi disse:

    Nossa, conheci a poucos dias seus textos, você escreve muito bem, estou gostando bastante de suas postagens

Deixe uma resposta