vida

Doses de realidade

texto83Ando um pouco assustada com a vida. As pessoas, por mais que eu não queira, vivem me surpreendendo. Algumas para o bem e outras para o mal. Sei que ninguém é santo nem demônio. Também sei que expectativas são apenas expectativas. Mas as pequenas decepções ocorrem diariamente, é inevitável. Eu decepciono você decepciona, eles decepcionam. E assim a vida segue um pouco decepcionada, mas com um tantinho de fé.

O mundo nunca vai ser um lugar seguro, tranquilo e mágico. Nada é como nas telas de Hollywood, nosso filme não anda em slow motion nas principais cenas, não existe a palavra perfeita, sua música preferida não começa a tocar em momentos especiais, você não é uma diva de cinema, o mundo não para você se recompor, nada é para sempre e nenhum sofrimento é eterno. É bem isso: nada é para sempre e nenhum sofrimento é eterno. Tudo tem fim, inclusive alegrias e tristezas. Sei que parece meio duro dizer isso, não pense que estou descrente, a realidade me visita de vez em quando e tenho essas crises de franqueza. É que não dá para viver de sonho, de luz, de esperança. Precisamos, também, viver de realidade e enxergar as coisas como elas são.

A vida é como um parque de diversões, nós somos crianças no gira-gira. Em alguns momentos ficar girando é legal, damos risadas, sentimos friozinho na barriga, ficamos felizes. Em outros momentos aquela “giração” toda começa a dar enjôo, aflição, tontura. Então precisamos parar, aceitar aquela tontura toda pegá-la no colo e fazê-la passar. Quando tudo se acalma decidimos se queremos tentar de novo ou não. A vida também é uma gangorra: uma hora estamos lá em cima, vendo o mundo sob outro prisma, abraçando as nuvens e outra hora estamos lá embaixo, com os pés no chão, avistando o horizonte de frente. A vida é um balanço: nós vamos para a frente e para a trás. Buscamos impulso, força, estímulo para seguir e recuamos, para pedir ajuda ao passado e andar de encontro ao futuro. A vida também é escorregador: subimos degraus, chegamos ao topo e num piscar de olhos descemos até o chão. Muitas vezes a queda é violenta, caímos de boca no chão, comemos areia, ralamos joelhos e cotovelos, nos machucamos e choramos.

Asperezas sempre existirão, bem como adversidades. Nada é bom para sempre, nada é ruim eternamente. Dias bons e ruins irão nos acompanhar até o último dia de nossas vidas. O grande questionamento é: como viver esses dias? O que fazer com eles? Como suportar medos e conflitos? Simples: vivendo. Não é sobrevivendo, é vivendo mesmo. Precisamos fazer o que podemos fazer. Nem mais, nem menos. Temos que encarar medos, sustos, passado, angústias, desamores e seguir. Encontrar algo que estimule e procurar viver da melhor forma que conseguirmos. Não dá para se achar mártir, não dá para desistir, não dá para pensar que nada tem jeito. As coisas têm, sim, jeito. Talvez não aquele que queremos, sonhamos ou desejamos. Mas tudo tem uma saída. Nossa grande missão é achá-la.

Sobre a autora: Clarissa  Corrêa escritora. Escreve crônicas, contos, receitas, bilhetes, cartas, cartões, títulos, textos. É redatora publicitária e autora do livro de crônicas “Um pouco do resto”. blog dela.

Pulseira Pandora

pandora9Pandora, na mitologia grega, foi uma mulher que Zeus criou com a ajuda de outros deuses e, por isso, deram a ela uma qualidade de cada um deles. Foi dai que nasceu o nome da pulseira que está super em alta entre as apaixonadas por jóias a bijuterias: a pulseira pandora. O modelo leva esse nome porque, é comum que possam acrescentar diversos pingentes diferentes que combinam com o estilo de cada mulher.pandora11O mais legal é que, por essa facilidade de combinações, é possível que a mesma pulseira se torne cada dia uma, misturando os pingentes e criando um novo modelo todo dia. Os pingentes são variados e permitem com que cada mulher escolha o que mais lhe agrada e combina com o seu estilo.panA ideia da Pandora é eternizar momentos, celebrá-los e fazer com que fiquem sempre com uma recordação palpável junto de nós.pandora6Esse acessório é ótimos para serem usados sempre, em qualquer ocasião ou lugar. É uma peça discreta, porém, super elegante e charmosa, que pode ficar no pulso por vários dias, como um acessório básico, ou pode ajudar a compor um visual super incrementado, se misturada com outros acessórios.

E você, já aderiu a essa nova moda?

Nem tudo é igual na Disney!

Imagem

Quando eu era criança achava que minha vida iria ser igual aos filmes da Disney. Achava que eu tinha um príncipe e que ele iria aparece em um cavalo branco lindo quando eu menos esperasse, achava  que quando alguém tentasse fazer alguma coisa de mal contra mim meu príncipe iria aparecer  para me proteger, eu achava pessoas más, tipo a bruxa do filme da branca de neve só existia na Disney. Mas fui crescendo e vir que conto de fadas só existiu na Disney, porque na vida real é tudo diferente! Termos que por conta própria proteger-nos mesmo, porque se ficamos esperamos nosso príncipe encantado acabaremos morrendo de tanto esperar, e que bruxas iguais da branca de neve na vida real são muito piores e perversas. Bem que a vida poderia ser igual o conto de fadas da Disney existe um príncipe e você é uma princesa e ele está a sua procurar. Mais eu cresci deixei de acreditar nos contos de fadas agora eu acredito que um dia encontrarei o cara que me complete que me ame como eu sou e que tenha seus defeitos. Não acredito mais em príncipe encantado. Nem em cavalos brancos. Eu cresci. Amadureci. Aprendi que é a essência que importa. Não tenho mais pressa. Uma hora ele vai chegar. E eu não vou estar na varanda com um vestido longo. Provavelmente, estarei com meu moletom antigo e meu all star surrado. Mas e daí? Eu quero é ser feliz e amar verdadeiramente.

Apenas um chá!

Imagem

Estava aqui sozinha na mesa de uma lanchonete tomando um simples chá. Sabe quando você tem que fica um pouco sozinha pra pensa um pouco, nas coisas que acontece e as que não aconteceram mais poderia te acontecido de alguma forma! Fiquei imaginando tudo isso. De repente me distraí tanto que acabei derramando chá na mesa e veio um garçom super simpático ele veio e limpou a bagunça que eu fiz. O garçom terminou de limpa a sujeira que eu acabei fazendo e ele saiu sorridente, pedir desculpa pela bagunça que acabei fazendo e ele olhou para mim e simplesmente sorriu.  Eu reparei em um simples detalhe enquanto o garçom limpava a mesa, por mas que passamos um pano na sujeira não limpa fácil. A vida é assim agente bagunça ela e tentamos limpa mas sempre vai acaba ficando o resto da sujeira. As vezes agente tem que fazer muita bagunça nas nossas vidas para poder limpa tudo aquilo, mas nunca vai limpa totalmente entenda, por mais que passamos uns dez panos ainda vai continuar aquela pequena manchinha. Continue tomando meu chá, e olhando pra aquela manchinha na toalha de mesa que o garçom não conseguiu limpa. Sorrir e pensei “será que essa manchinha não sair mais não?”… A vida é igual uma pequena xícara de chá e uma toalha de mesa.

Desapegue-se!

Imagem

Desapegue-se das pessoas, desapegue-se  dos lugares, desapegue-se dos amores,  desapegue-se da vida, desapegue-se desse mundo e viva. Viva como nunca viveu antes, rir de tudo e de todos, dance como fosse a última vez que fosse dança, cante, pule. Viaje curta cada lugar cada pessoa que você encontrar nesse lugar. Mas viva, converse com aquela pessoa que você queria conversar, faça novos amigos e nunca se esqueça dos velhos amigos. Saia com os seus amigos aproveite cada minuto e cada segundo. Mas nunca se apegue em nada nem ninguém, nessa vida apenas curta cada momento que a vida lhe proporciona.