Nostalgia: músicas que vale a pena ouvir de novo

A internet é um meio de divulgação mais usada atualmente. E disso ninguém discorda, certo? Hoje em dia é um grande “empurrãozinho” para bandas e cantores independentes. Porém, antigamente não era bem assim, os artistas batalhavam muito para ter suas músicas reconhecidas e tocadas em rádios que, ás vezes, com sorte entrava nas paradas de sucesso do mundo inteiro. E, provavelmente, essas músicas seus pais ouviram muito durante a juventude. Quem sabe você não acabou ouvindo algumas delas? Com o intuito de ouvir canções que um dia fez tanto sucesso e marcou vida de muitas pessoas, resolvi fazer um breve flashback! Olha só, alguns clipes que valem a pena ouvir, dançar e cantar de novo. <3

  • Cher – Believe

Cher é uma das maiores ícones da música pop! <3 Believe foi um dos primeiros hits pop a usar auto tune e correção de tom para efeitos na voz. Cher pediu para o co-produtor Mark Taylor para introduzir um elemento semelhante em “Believe” e ele mexeu nas máquinas do estúdio, criando aquele som robótico da faixa. Cher ficou satisfeita, mas encontrou resistência na gravadora, que hesitou em lançar uma música que mascarava a sua voz tão reconhecida. O mais legal é que a música alcançou o 1º lugar (RAINHA!) do Hot 100. Também se tornou a música de 1999 e ganhou um Grammy por Melhor Gravação Dance.

  • Cyndi Lauper – Girls Just Want To Have Fun

Girls Just Want To Have Fun é uma música anos 80 interpretada pela cantora americana Cyndi Lauper. está no álbum de estreia de Cyndi Lauper She’s So Unusual (1983) e foi a canção de maior sucesso de Cyndi Lauper. A música foi escrita e cantada por Robert Hazard. Foi originalmente escrita a partir de um ponto de vista do sexo masculino. Para sua versão, Cyndi Lauper modificou ligeiramente a letra, sintetizado-a como um “hino” sobre o papel feminino na sociedade, e é considerado um clássico da era feminista.

  • Roxette – It Must Have Been Love

“It Must Have Been Love” é uma música composta por Per Gessle e lançada pela dupla pop sueca Roxette. Comercialmente, é seu single mais bem-sucedido nos Estados Unidos. Embora originalmente não fizesse parte de qualquer álbum do Roxette, “It Must Have Been Love” foi lançado como single em 23 de novembro de 1987 apenas na Suécia com o título “It Must Have Been Love (Christmas for the Broken Hearted), em seguida, lançada internacionalmente, em 1990, a partir da trilha sonora do filme Pretty Woman (Uma Linda Mulher).

  • Always – Bon Jovi

O sucesso do single fez com que a banda gravasse um videoclipe da canção. O clipe pode ser considerado um clichê do hard rock, por mostrar no decorrer do vídeo um casal dentro do carro dirigindo para o além e passando por diversas situações. Always é um clássico do gênero e fez muito sucesso na época. Foi incluída no álbum Cross Road (1994). Dizem que Bon Jovi escreveu essa música para o filme Romeo is Bleeding (de 1993, não assistir), mas parece que o Jon Bon Jovi, não curtiu o filme e decidiu manter a música na prateleira até que lembrou dela ao lançar o álbum. Always, que foi e, ainda é, um hit instantâneo. Uma canção com a letra romântica, dramática e gruda na sua cabeça. E muito gostosa de ouvir, claro!

  • 4 Non Blondes – What’s Up

Foi escrita por Linda Perry, a vocalista da banda, enquanto que a produção ficou a cargo de David Tickle. A sua gravação decorreu em 1992. Deriva de origens estilísticas de rock alternativo e blues rock. Liricamente, o tema descreve alguém que está entediado, esperando que algo aconteça, e reza para Deus por uma revolução em sua vida. A canção obteve um grande sucesso em países da Europa. E também fez parte de um cena da série da Netflix: Sense 8.

  • Madonna – Like A Prayer

Um dos singles mais controversos e brilhantes da carreira da Madonna. Lançado 1989, foi mais uma parceria de sucesso entre Madonna e o produtor Patrick Leonard, que já havia produzido várias faixas do álbum “True Blue”. A letra foi inspirada na criação católica que Madonna teve, embora deixe muitas dúvidas se fala sobre sua relação com Deus ou sobre o amor, aliada com uma mistura de guitarras, teclados e um coral de igreja, foi a fórmula perfeita para que música estourasse nas paradas de sucesso do mundo todo. Aclamada pelo público e pela crítica, a música é considerada uma das melhores de toda a carreira da Madonna, e prova disso é que ela está sempre presente nas turnês da cantora, e mesmo na era digital, virou um best seller, vendendo mais de 400 mil downloads.

Muita música boa, né? São clássicos atemporais – não importa quantos anos passem, nunca vão deixar de fazer sucesso, passando de geração em geração. Já sentiu saudades de uma época, que você não viveu? Pois é, sinto assim quando ouço cada uma dessas músicas. Se você tiver mais alguma pra indicar, é só conta nos comentários!

Os clipes que mais bombaram em 2015

clipes-mais-fizeram-sucesso-2015Quem nunca ficou ansiosa pela estreia de um clipe? 2015 foi um ano com muitos lançamentos de clipes legais! Acabou a época em que os videoclipes eram simples. Hoje são bem produzidos, com roteiro, efeitos incríveis dignos de cinema e com fotografias maravilhosas. Alguns acabam fazendo mais sucesso tanto quanto a música – ou, em alguns casos, são até mais melhores do que as próprias músicas! Confira a lista que contém os clipes que mais bombaram em 2015… até agora! Aperta o play:

Qual desses é o seu favorito? Estava ansiosa por algum desses clipes? Foram muitos clipes que fizeram sucesso esse ano, né? Alguns promete continuar nas paradas de sucesso por muito tempo. Eu amei muito fazer esse post, acabei descobrindo novos clipes e alguns cantores. Ebaaa! Gostou do post? Qual o clipe que não está na lista e deveria estar aqui? Conta pra gente nos comentários! \o/