Desfazendo os nós e os laços

texto359Apaguei o seu nome do fundo do verso do meu caderno. Você deve achar que estou fazendo papel de uma adolescente dramática e boba. Eu só terminei o que você começou: que foi me apagar da sua vida. Eu sei, que não sou tão boa quanto você nesse quesito de esquecer as pessoas. É que eu acabo criando laços que são difíceis de consegui desamarra-los. Eu tenho essa perspectiva que as pessoas vão permanecer eternamente ao meu lado. Ás vezes esqueço que nem tudo depende de mim.

Eu só queria que você tivesse permanecido aqui, como em todas as noites que eu precisava de um ombro amigo, de alguém para dividir todos os meus segredos e medos. E você, acabou deixando eu construí muros sem alicerce. Acho que você já sabe como isso terminou? Na primeira ventania que deu, desmoronou. Só bastou um sopro para que tudo acabasse. Acho que esse amor só existia nos meus sonhos. Quem sabe nunca existiu você e eu? Era apenas você e você, e nada mais.

Mas não se preocupe comigo, que, devagarinho eu vou superando você. Eu vou me desfazendo de todas as lembranças que você deixou aqui. Vou apagando cada uma delas com uma borracha, como em um papel em branco, fingindo que nunca existiu.

Então término aqui, o que você não teve coragem de terminar. Aqui eu desfaço os nós, os laços e tudo que um dia pode de uma forma nos ligar. Espero que não seja tarde para você percebe isso, e se um dia, você senti a minha faltar, lembre-se: que o amor pode ser substituído e, você também.