Por um amor recíproco

amor-recíprocoEla excluiu seu número do celular e apagou todas as mensagens que você havia enviado. Rasgou todas as fotos do mural de fotografias e deletou cada uma delas do Instagram. Desfez amizades com pessoas que os ligavam de alguma forma, somente para não ter nenhuma notícia sua. Ela quer começar uma nova fase na própria vida e você não está incluído, nesses novos planos. Consequentemente ela decidiu te esquecer, do mesmo jeito, que você sempre fazia questão de deixá-la de lado em sua vida. Sabe de uma coisa? Ela cansou de amar por dois.

Ela queria que você segurasse a mão dela perto dos seus amigos. Demostrasse mais afeto. A levasse para o lugar mais alto da cidade para ver o pôr-do-sol. Que curtissem mais momentos juntos. Preocupasse com seus medos e que fosse seu porto seguro. Desejou que se importasse mais com os sonhos que ela compartilhava com você. Confiava tanto em você que, acabou despindo a própria alma, em um amor de merda.

Você vai descobrir com o tempo que perdeu alguém que te amou de verdade. Uma pessoa extraordinária, pena que será tarde demais. Você vai a ver conhecendo outros caras, irá sentir como uma facada no peito, ainda mais quando ela te tratar com indiferença. Que para ela, você realmente deixou de fazer diferença. Ela quer ser feliz e não permitirá sofrer por mais nenhum amor vazio, ainda mais se for vindo de você, que feriu profundamente o que ela sentia.

Mais ela ainda continuar acreditando no amor, ainda mais quando vê histórias de casais que estão juntos quase a existência toda. Ela continua acreditando em cartas escritas a mão, declarações, histórias, loucuras, romances clichês e tudo que o amor pode envolver. E com você foi apenas uma chuva de verão.

Ela só quer um amor recíproco. Alguém que vai amá-la intensamente. Que irá partilhar cada um dos momentos que viver com ela. Vai ligar só para ouvir a sua voz e dizer que a ama. Pode parecer algo bobo, mas para ela é como se desse os anéis de Saturno. Logo então, você vai ouvir a canção favorita dela, entenderá que era para você, principalmente, aquele trecho que falar: “que realmente não creio que você seja tão forte assim…”. E aí você vai compreender, no final das contas, você que terminará sozinho.

Aliás, espero que você não se arrependa. Porque será tarde demais.

Você é o meu melhor sorriso

texto-amor-sorrisoSó sorvete de chocolate, ir ao cinema e ler um bom livro, só isso, já bastava pra me deixar contente. Eu que tinha tantas certezas das coisas, dos meus sentimentos e agora estava perdida neles. Sério, eu não conseguia acreditar como alguém consegue apaixonar apenas por um olhar. Foi então, que naquela festa os nossos olhos se encontraram em meio aquela multidão toda e, paguei a língua, de tudo que eu havia dito antes. Senti relativamente algo por você. Logo eu, que acreditava que não precisava de ninguém para ser feliz. Lá estava eu como sempre vestida como a minha armadura de gelo, acho que isso não foi suficiente a resistir ao seu jeito – existia uma vibe boa com você. Quando me dei conta já estava apaixonada.

Agora estamos nós dois, juntos tomando um pote de sorvete e assistindo um filme de comédia romântica. Sei que não é um dos seus gêneros de filmes favoritos, e, você faz questão de acompanhar comigo. Esses seus pequenos gestos me deixam muito feliz.

Com você acabei descobrindo uma parte de mim desconhecida, percebi que faltava algo, era você. Aliás, acabou me ajudando colorir o meu mundo, antes estava cinza. E agora, estamos pintando o nosso arco-íris. Também vamos colorindo o nosso mundo? Certo.

Quando me perguntam sobre você, já vem um sorriso bobo em meu rosto – pra falar a verdade, só de lembrar de você. Porque ao seu lado descobrir um ótimo lugar, onde eu vejo que eu quero sempre estar.

Obrigada, por fazer parte de tudo que um dia eu jamais imaginei. Que o seu amor continue me completando e, que você continue despertando, o meu sorriso mais sincero.

DEIXA DE ORGULHO, E VEM!

texto56Não vou começar esse texto com promessas. Que fique claro que não é que eu não tenha vontade de te prometer toda felicidade e amor do mundo, mas é que hoje, só hoje, quero focar nos fatos reais e cotidianos. Sinto sua falta. Pensou que eu nunca admitiria isso, não é? É que a saudade me acorda toda madrugada com um tapa na cara e eu apanho quieta. Tem seu lugar vazio no outro lado da cama, seus vestígios espalhados pelo quarto e eu me sentindo sufocada no meio de tanto espaço. Eu sei que nunca fomos perfeitos juntos e na verdade, eu nem quis que fôssemos. Não, porque eu gostava (e ainda gosto) do seu jeito meio inconsequente que batia sempre de frente com a minha razão. Desde o gosto musical a um ser mais caseiro e outro amante da balada, entende? As diferenças são complementares. E a beleza disso tudo era evidente, porque cada um fazia um esforço sob humano para se encaixar na rotina, no peito e no coração do outro. 

Cá entre nós, eu não quero mais ficar sozinha. E faço questão de remeter minhas palavras a você, porque a minha saudade é específica demais. Tem nome, sobrenome, endereço, telefone e um gosto musical horrível. Mas o sorriso encantador compensa todo o resto. Você sabe, meu amor por você é enorme e minha preguiça por coisas novas também. O novo nunca é o suficiente, nem preenche por muito tempo. E a culpa nem é dele, é minha, que só aceito um velho amor como consolo. Não quero encontrar novas saídas e caminhos, mas ficaria feliz em refazer nossas trilhas de mil modos diferentes. Quero amanhecer, dormir e enrolar uns minutos na cama ao teu lado. Quero você. Faz assim, esquece tudo o que passou e vem. Volta para o lugar de onde você nunca deveria ter saído e a gente esquece tudo de uma vez. 

Eu falto do trabalho, levo um atestado na faculdade e sumo do mapa com você. Dou-nos uma semana, só nossa, sem interrupções, que é pra gente refazer nossos planos e nos amarmos sem medidas. Aprendemos a cozinhar coisas novas. Vamos dar risada até a barriga doer e esquecer a falta de tempo que nos rouba tanto de nós mesmos. Vem, coloca teu orgulho naquela estante empoeirada da sua casa que é pra você olhar futuramente e se orgulhar de tê-lo abandonado. Não demora não, sua cerveja ainda tá na geladeira, seu cigarro na cabeceira e eu ainda estou aqui, tudo continua do jeitinho que você deixou.
Viu só? Eu poderia jurar que não falaria sobre promessas neste texto, mas como sempre, você me fez repensar minhas falas, atitudes e tudo mais. Então, abaixe suas armas de combate e levante a bandeira branca. Segundas chances são sempre bem vindas aqui, querido. Vem que eu te dou mil beijos, te faço um carinho e um poema. Vem, que já passou muito tempo e nosso destino foi escrito há vidas atrás. Aproveita que ainda é cedo e não se esqueça de que o nosso infinito começou há muito tempo. Aproveita essa segunda chance, e vem!
Sobre a autora: Raiane Ribeiro, 20 anos, publicitária em formação, psicóloga de amigas com relacionamentos frustrados. Leia o seu blog!

Filmes: Valentine’s Day

filme0

Ainda dá tempo de indicar alguns “filmes amorzinhos” para Valentine’s Day? Então, hoje é comemorado “São Valentim” em vários países. Eu sei que essa data não é muito conhecida, e nem comemorada no Brasil, mas resolvir fazer um post com filmes românticos. Como amanhã já é final de semana, então dar para aproveitar assistindo um desses filmes. E ficar imaginando viver um amor de cinema.filme-tile

* Idas e vindas do amor (Valentine’s Day):  Não tem como não ouvir Valentine’s Day e não se lembra do filme. O filme traz um elenco de astros e estrelas vivendo as histórias de um grupo de habitantes de Los Angeles com pouco em comum, cujas vidas se cruzam, em meio a romances e corações partidos, durante um São Valentim. Casais e solteiros vivenciam os altos e baixos de encontrar, manter ou terminar relacionamentos no dia do amor.

* Cartas para Julieta (Letters to Juliet): Sabe aquele filme que você assistir e ficar querendo viver um amor desses. Então, esse é o filme! Sophie e Victor viajam à Verona palco da história Romeu e Julieta para uma pré lua-de-mel. Só que Victor está mais interessado em fazer contatos para seu futuro restaurante em Nova York, enquanto Sophie se distrai com um grupo de voluntárias que responde cartas endereçadas a Romeu e Julieta, procurando conselhos amorosos. Enquanto ajuda as voluntárias, ela encontra uma carta escrita em 1957 de uma senhora chamada Claire . Sophie responde à carta. Claire acompanhada de seu neto Charlie  vão à Itália e tentam encontrar Lorenzo, o verdadeiro amor de Claire.

* Nick e Norah: uma noite de amor e música (Nick and Norah’s infinite playlist): O que pode acontecer quando dois adolescentes se conhecem por acaso em um caótico show de punk rock? Eles se apaixonam, é claro. Depois de um beijo, Nick e Norah vivem uma aventura pelos bastidores de NYC – um encontro repleto de alegria, ansiedade, confusão e entusiasmo, como deve ser a primeira vez. E o melhor que tem o livro, quero ler o livro também!

* ABC do Amor (Little Manhattan): O que é o que é: fofo, inocente, sincero, intenso, às vezes engraçado, e pode ser muito, mas muito dolorido? Sim, estou falando de amor, mas na sua forma mais pura. Aquele primeiro, aquele mesmo que você não esqueceu até hoje. É disso que se trata o filme. Gabe Burton  é um menino de dez anos e meio que se apaixona por uma menina chamada Rosemary Telesco, que estuda com ele desde que eram crianças. Quando menores os dois eram amigos, mas com o passar do tempo se distanciaram e voltando a se falar somente agora. Gabe percebe que está apaixonado, e fica atordoado ao saber que Rosemary vai para um acampamento no verão e logo depois para uma escola particular, o que significa que provavelmente jamais se veria de novo.

filmes45-tile

* Um Dia (One Day) Esse filme é muito encantador, e os lugares que ele foi filmado são perfeitos. Emma e Dexter  se conheceram na faculdade, em 15 de julho. Esta data serve de base para acompanhar a vida deles ao longo de 20 anos. A partir desse momento uma forte ligação acontece entre eles. Além de uma grande amizade, surge também um intenso amor. Neste período de 20 anos, Emma enfrenta dificuldades para ser bem sucedida na carreira, enquanto que Dexter consegue sucesso fácil, tanto no trabalho quanto com as mulheres. A vida de ambos passa por várias outras pessoas, mas sempre está de alguma forma interligada.

* Vestida para Casar (27 Dresses): Esse filme é para quem sonhar em casar, ou não! Jane é uma idealista e romântica, que jamais encontrou o amor de sua vida. Ela imagina tê-lo encontrado em George seu chefe, por quem nutre uma paixão secreta, mas sua irmã caçula Tess é mais rápida e conquista seu coração antes. Isto faz com que Jane repense sua vida, já que sempre foi boa em fazer com que as outras pessoas sejam felizes sem que ela própria seja.

* Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (Confessions of a Shopaholic): Para quem é consumista, esse é o filme. Rebecca Bloomwood (conhecida pelos amigos como Becky Bloom) é uma garota formada em jornalismo com uma compulsão por compras. A Revista onde trabalha está falida, e aquela onde ela queria trabalhar parece fora de alcance. Por um golpe do destino, acaba conseguindo um emprego numa revista sobre finanças, escrevendo para pessoas comuns sobre finanças pessoais enquanto foge desesperadamente dos cobradores que a perseguem.

* Jogo de Amor em Las Vegas (What Happens in Vegas): Imagine você dormi solteira e quando acorda esta casada e o pior com um desconhecido. Jack Fuller é um trintão inconsequente, e Joy McNally é uma corretora da Bolsa de Valores de Nova York perfeccionista. Eles tinham passado por momentos ruins. Jack, por exemplo, acabara de perder o emprego, demitido pelo próprio pai, enquanto Joy leva um fora do noivo na frente dos amigos. Ambos decidem chorar as mágoas em Las Vegas e, depois de uma noitada regada a álcool, acordam casados. Quando já estava prestes a anular a união, apostam uma última moeda no caça-níquel e ganham três milhões de dólares.

Curtiram a dica? Quais desses filmes vocês ainda não assistiram?  Qual filme vocês indicariam para assistir nesse Valentine’s Day? Comentem!