Sabe, não terminou como conto de fadas

Eu costumava ficar os observando. Todos sabiam que eles eram amigos. Ou melhor, dizendo, melhores amigos. Porém, o que todos sabiam mesmo era que, eles se amavam. Só eles que ainda não haviam percebido. Encontravam-se quase todos os finais da tarde na lanchonete da esquina. Conservam sempre dando atenção um para o outro. Sem mexer no celular, como se nada mais tivesse importância. Curtiam apenas o momento.

Ele, uma calmaria. Ela, uma grande tempestade. Totalmente opostos. Porém, ao mesmo tempo se completavam.

O rapaz, acabei percebendo, era muito centrado. Guiava-se pela razão, jamais pela emoção. Tinha os pés no chão. Sempre com um bom humor. Mas eu, identifiquei em seus olhos, um medo. Desconfio que, até ele mesmo desconheça.

E a moça, carregava quase sempre algum livro de Shakespeare. E também outros livros. Decorava, provavelmente, alguma peça de teatro. Em sua pele existia tatuagens enigmáticas. Constelações. Rosas. Borboletas voando. Lua. Unicórnio. De alguma forma todos os desenhos poderia ser uma grande definição sobre ela. Confesso que imaginava o significado de cada um deles em sua vida. Aliás, a primeira impressão dela é, uma garota sonhadora que viver com a cabeça nas nuvens.

Em um fim de tarde, como todos os outros, clientes já tinham ido embora e os dois continuavam sentados na mesa e, então, algo que todos imaginavam que ia acontecer. Aconteceu, eles se beijaram – não literalmente, porque quem teve a iniciativa do beijo foi ele. E ela correspondeu, mas depois saiu correndo, deixando ele sozinho. E não acabou, antes de ir embora, ele deixou um bilhete singelo na mesa “Desculpe pelo beijo, mas eu prometo não te incomodar mais”.

Nos dias seguintes, ela continuava o esperando no mesmo lugar. Ele não apareceu mais. Nem na segunda, terça e todo resto do mês. De telespectadora, fiz parte daquela história, entreguei o bilhete que ele havia deixado. Seus olhos lacrimejavam, enquanto lia mais de duas vezes aquele pequeno bilhete. Depois, guardou na bolsa o pequeno papel e foi embora se misturando no meio da multidão. Nunca mais ninguém os viu por ali.

Pena que, aquela história não terminou iguais aos contos de fadas. Cada  um seguiu o seu caminho.

Quem sabe, um dias eles se reencontram e descubram, o amor foi um dos sentimentos que mais os ligavam. Talvez, pode ser tarde. Além disso, quero que eles sejam felizes, mesmo não estando juntos. Pode ser que acabou, mas se foi bom, guardem as melhores memórias, porque são essas que merecem fazer parte das lembranças que viveram juntos. Até o fim.

Inspiração: fotografando as suas próprias fotos

inspiraçãofotos24É isso mesmo que você acabou de ler no título é fotografar as suas próprias fotos! Sim elas, são tão fotogênicas quanto qualquer coisa que você fotografar. E com algo tão simples que você tem em casa render cliques perfeitos, sabia? O melhor de tudo que você vai reviver lembranças antigas e momentos incríveis! Por isso, reunir as fotos mais legais para você se inspirar e tirar usando todas as suas fotografias impressas. Confere só!

inspiração-fotos-de-fotografias-0inspiração-fotos-de-fotografiasinspiração-fotografias-de-fotos-0inspiração-fotografias-de-fotos-1inspiração-fotos-de-fotografias-2inspiração-fotografias-de-fotos-5inspiração-fotografias-de-fotos-6Muitas fotos legais! Use como base de inspiração, assim, você tirar fotografias bem criativas e bonitas. Gostou dos cliques escolhidos? Já tirou algum foto nesse modelo? Conta tudo aqui nos comentários!

Hoje é o melhor dia da sua vida

texto471Acorda vem sempre àquela sensação que o dia vai ser ruim. Vai ser mais um dia como qualquer outro cheio de rotinas para seguir. Ás vezes nossa vida é tão entediante é por nossa culpa. Acorde com novas metas, novos sonhos, não se prender apenas na rotina. Tenha liberdade para fazer o que você deseja, não ligue para o que os outros vão dizer. Não vire apenas a plateia, seja protagonista da sua vida. Mude o roteiro, vire a diretora do seu próprio filme. Isso só vai mudar ser você querer, não se limite, corra, arrisque. Não fica parada aí, não. Não se acomode tanto ao ponto de acreditar em tudo o que te dizem. Vá atrás das tuas verdades, dos teus anseios, crie novos medos e ria de você mesmo por ser mole demais às vezes. Mas viva intensamente, não deixar nada te colocar pra baixo.

Você tem em suas mãos as escolhas que pode fazer na sua vida, tudo cabe você querer. Acredite em você, ninguém tem que fazer isso, basta você mesma. Não deixe que ninguém diga que você não vai consegui realizar os seus sonhos, ninguém além de você é capaz de colocar uma parede na frente dos  seus sonhos. Então, por favor, não deixe ninguém afugentar os seus sonhos.

Acorde sempre com a certeza que hoje vai ser melhor dia da sua vida, amanhã, depois, e depois… Claro, sempre pode acontecer algo que aquele dia se torne um dia péssimo, mas é assim, um dia nós rimos e no outro choramos, isso chamar – se vida. Cada dia nasce com o propósito de criar mais uma experiência na sua vasta lista guardada na memória… Não adianta você tentar se esconder dela, ou fugir. Enfrente seus problemas, os medos, tome as rédeas da sua vida. Tudo depende de você: a forma como você vive e as coisas que você recebe como recompensa.

Saiba viver. Saiba ir além. Descubra quais são seus limites e ultrapasse-os. Esteja por um triz para que alguém te salve ou brinde a insanidade de viver a vida verdadeiramente.

*Texto inspirado na música “Best Day Of My Life”, da banda American Authors.

 Acompanhe o blog pelas redes sociais: Twitter  Fan Page ❤ Google +