Girl power: filmes de empoderamento da minha infância

Na minha infância não se falava muito de empoderamento feminino – para falar a verdade esse tema começou a ser discutido de alguns anos para cá! Ainda bem, né?! Porém, esses dias atrás eu comecei a pensar que o empoderamento feminino sempre esteve presente na minha vida. Sim, principalmente nos filmes, a parte incrível de ter crescido no começo dos anos 2000 é que eu tive a oportunidade de ver, quando ainda era criança, filmes adolescentes e comédias românticas com protagonistas legais! Essas garotas mostraram que eu não tinha que seguir estereótipos e, por conta disso, acabaram inspirando uma geração de garota. Elas não vai ser a representação perfeita ou um resumo do feminismo, mas todos tem um quê de girl power! 

  • Mulan

Mulan é uma das minhas princesas favoritas! Uma heroína que resolveu ir no lugar do pai para lutar na guerra. Ela sabia que não era fisicamente tão forte (ainda haha) quanto os outros soldados, então ela usou sua mente fantástica para encontrar outras formas de completar o treinamento. Ela sabia que dependia dela, e só dela, provar que era capaz. E ela conseguiu. Mulan poderia ter desistido facilmente. Ninguém acreditava nela. Ninguém levava ela a sério. Mas ela não desistiu.  Isso é algo que todos almejam, e Mulan nos inspira a continuar almejando. Ela é mais do que um simples desenho — ela é uma verdadeira guerreira.

  • Ela é o Cara

Quem na infância não foi proibida de fazer “coisas de garotos”? Na época do ensino fundamental, as meninas não podiam jogar futebol, então, eu e as minhas colegas de classe fizemos um abaixa assinado com assinaturas dos pais. E o filme “Ela é o Cara”, que fez a gente ver que não poderíamos aceitar tais regras do colégio. Aliás, a história é de Viola, joga no time feminino de sua escola, mas descobre que a equipe será fechada e deixará de existir, para a sua infelicidade. Em uma situação com poucas soluções, finge ser o irmão para poder jogar e vive uma vida dupla. Ela mostrar que precisamos lutar pelo que sonhamos.

  • Meninas Malvadas 

“Chamar alguém de gordo não vai te deixar mais magro, chamar alguém de burro não vai te deixar mais inteligente.” Uma história de padrões e como nenhuma garota se encaixa perfeitamente neles. Nós podemos tentar, mas, no final das contas, as pessoas são diferentes e aceitar isso é importante. Uma mensagem que eu precisei ouvir na minha infância.

  • As Patricinhas de Beverly Hills

Cher talvez seja a primeira personagem do cinema a ter uma verdadeira squad – e, quem sabe, se tornou a inspiração de Taylor Swift por causa disso. Ao lado de Dionne e Tai, ela faz o possível para lidar com a imaturidade dos garotos do colégio e os ônus e bônus de ser uma garota rica de Beverly Hills. Cher Horowitz não liga pros haters, pra garotos pegajosos nem pra quem acha que ela é burra.

  • Legalmente Loira

Estrelado por Reese Witherspoon, Legalmente Loira conta a história de Elle Woods, uma loira super popular que foi dispensada pelo namorado, que a achava fútil demais. Para provar seu valor para o ex e reconquistá-lo, ela se matrícula na Universidade de Direito de Harvard, porém – conforme vai entrando no mundo da advocacia – ela percebe que não precisa provar nada para ninguém.

  • 10 Coisas que Eu Odeio em Você

E, para finalizar, com um dos clássicos do cinema! Nos traz algumas visões de ideais feministas, principalmente através de Kat, personagem interpretada por Julia. Kat Stratford representa a rebelião, tanto em termos de estilo quanto em sua existência. Ela não é o que as pessoas esperam que ela seja. Ela arranca pôsteres do baile de formatura das paredes da escola, feminista e não liga para o que seus colegas de escola pensam a seu respeito.

Terminei esse post com vontade de assistir de novo todos esses filmes! Até porque, te inspirações de girl power nunca é demais! E aí? Também se identificou com algum desses filmes? Contem pra gente o que acharam nos comentários? Beijos e you go girl! <3

Nostalgia: músicas que vale a pena ouvir de novo

A internet é um meio de divulgação mais usada atualmente. E disso ninguém discorda, certo? Hoje em dia é um grande “empurrãozinho” para bandas e cantores independentes. Porém, antigamente não era bem assim, os artistas batalhavam muito para ter suas músicas reconhecidas e tocadas em rádios que, ás vezes, com sorte entrava nas paradas de sucesso do mundo inteiro. E, provavelmente, essas músicas seus pais ouviram muito durante a juventude. Quem sabe você não acabou ouvindo algumas delas? Com o intuito de ouvir canções que um dia fez tanto sucesso e marcou vida de muitas pessoas, resolvi fazer um breve flashback! Olha só, alguns clipes que valem a pena ouvir, dançar e cantar de novo. <3

  • Cher – Believe

Cher é uma das maiores ícones da música pop! <3 Believe foi um dos primeiros hits pop a usar auto tune e correção de tom para efeitos na voz. Cher pediu para o co-produtor Mark Taylor para introduzir um elemento semelhante em “Believe” e ele mexeu nas máquinas do estúdio, criando aquele som robótico da faixa. Cher ficou satisfeita, mas encontrou resistência na gravadora, que hesitou em lançar uma música que mascarava a sua voz tão reconhecida. O mais legal é que a música alcançou o 1º lugar (RAINHA!) do Hot 100. Também se tornou a música de 1999 e ganhou um Grammy por Melhor Gravação Dance.

  • Cyndi Lauper – Girls Just Want To Have Fun

Girls Just Want To Have Fun é uma música anos 80 interpretada pela cantora americana Cyndi Lauper. está no álbum de estreia de Cyndi Lauper She’s So Unusual (1983) e foi a canção de maior sucesso de Cyndi Lauper. A música foi escrita e cantada por Robert Hazard. Foi originalmente escrita a partir de um ponto de vista do sexo masculino. Para sua versão, Cyndi Lauper modificou ligeiramente a letra, sintetizado-a como um “hino” sobre o papel feminino na sociedade, e é considerado um clássico da era feminista.

  • Roxette – It Must Have Been Love

“It Must Have Been Love” é uma música composta por Per Gessle e lançada pela dupla pop sueca Roxette. Comercialmente, é seu single mais bem-sucedido nos Estados Unidos. Embora originalmente não fizesse parte de qualquer álbum do Roxette, “It Must Have Been Love” foi lançado como single em 23 de novembro de 1987 apenas na Suécia com o título “It Must Have Been Love (Christmas for the Broken Hearted), em seguida, lançada internacionalmente, em 1990, a partir da trilha sonora do filme Pretty Woman (Uma Linda Mulher).

  • Always – Bon Jovi

O sucesso do single fez com que a banda gravasse um videoclipe da canção. O clipe pode ser considerado um clichê do hard rock, por mostrar no decorrer do vídeo um casal dentro do carro dirigindo para o além e passando por diversas situações. Always é um clássico do gênero e fez muito sucesso na época. Foi incluída no álbum Cross Road (1994). Dizem que Bon Jovi escreveu essa música para o filme Romeo is Bleeding (de 1993, não assistir), mas parece que o Jon Bon Jovi, não curtiu o filme e decidiu manter a música na prateleira até que lembrou dela ao lançar o álbum. Always, que foi e, ainda é, um hit instantâneo. Uma canção com a letra romântica, dramática e gruda na sua cabeça. E muito gostosa de ouvir, claro!

  • 4 Non Blondes – What’s Up

Foi escrita por Linda Perry, a vocalista da banda, enquanto que a produção ficou a cargo de David Tickle. A sua gravação decorreu em 1992. Deriva de origens estilísticas de rock alternativo e blues rock. Liricamente, o tema descreve alguém que está entediado, esperando que algo aconteça, e reza para Deus por uma revolução em sua vida. A canção obteve um grande sucesso em países da Europa. E também fez parte de um cena da série da Netflix: Sense 8.

  • Madonna – Like A Prayer

Um dos singles mais controversos e brilhantes da carreira da Madonna. Lançado 1989, foi mais uma parceria de sucesso entre Madonna e o produtor Patrick Leonard, que já havia produzido várias faixas do álbum “True Blue”. A letra foi inspirada na criação católica que Madonna teve, embora deixe muitas dúvidas se fala sobre sua relação com Deus ou sobre o amor, aliada com uma mistura de guitarras, teclados e um coral de igreja, foi a fórmula perfeita para que música estourasse nas paradas de sucesso do mundo todo. Aclamada pelo público e pela crítica, a música é considerada uma das melhores de toda a carreira da Madonna, e prova disso é que ela está sempre presente nas turnês da cantora, e mesmo na era digital, virou um best seller, vendendo mais de 400 mil downloads.

Muita música boa, né? São clássicos atemporais – não importa quantos anos passem, nunca vão deixar de fazer sucesso, passando de geração em geração. Já sentiu saudades de uma época, que você não viveu? Pois é, sinto assim quando ouço cada uma dessas músicas. Se você tiver mais alguma pra indicar, é só conta nos comentários!

Comprando itens legais holográficos na internet

Diretamente dos anos 80 (vem voltado timidamente), é o: print holográfico! A holografia é uma técnica de registro de padrões de interferência de luz, que podem gerar ou apresentar imagens em três dimensões, como o que vemos nos versos de CD. Trazer a holografia para o mundo da moda, beleza e também da decoração é algo bem interessante e muito moderno, nem sempre precisa ser exagerado. Sim, pode ser discretos! Pensando nisso, acabei fazendo uma seleção com diversos itens bem legais de lojas online brasileiras que você confere abaixo!

1. Almofada com Bottons Stay da Imaginarium
2. Cartela Adesivos da Imaginarium 
3. Mochila Holográfica da Softgrunge Store
4. Sandália Ouro Horográfico da Dafiti
5. Esmalte Glitter da Americanas
6. Bolsa de Colcha da Fashion’s Killer
7. Cropped Alien da Fashion’s Killer
8. Case Holográfica da Onyx Shop
9. Choker Holográfico da La Petite Fleur
10. Balão de Coração da Americanas
11. Slider Mermaid Prata da Fiever 
12. Glitter Holográfico da Americanas
13. Bolsa Tiracolo da Dafiti
14. Caneca Sleppy Club da Imaginarium
15. Necessaire Donuts da Fashion’s Killer
16. Saia Holográfica da Fashion’s Killer
17. Pochete Holográfica da Softgrunge Store
18. Sandália Prata Tratorada da Dafiti

Geralmente, o que é holográfico também tem uma pegada metálica, mas nem todo metálico é holográfico. O mais legal disso tudo é que você pode combiná-los entre si sem ficar over e aproveitar duas tendências que estão bombando!

E aí, curtiu vibe tumblrzinha da listinha de compras? Conta tudo nos comentários!

Das páginas para as telas: filmes baseados em livros que deram certo

Tem algo que eu gosto muito é vê o meu livro favorito se transformando em um filme incrível! É tão legal, você ficar imaginando os personagens e depois os atores escolhidos são bem parecidos do que você fantasiou, ou ás vezes, não. Mas, o mais importante é atuação, né? 😛 Sei, que muitas vezes o filme deixar a desejar, já que o livro sempre é mais cheio de detalhes e que algumas passagens não estarão presentes nas telonas dos cinemas. O engraçado é que alguns filmes acaba me surpreendendo tanto quanto ou até mais que os livros nos quais foram inspirados. Por isso, gosto quando as artes se misturam. Muitas vezes, o resultado pode ser incrível e foi o que aconteceu comigo e assistindo a esses filmes. Vem ver:

  • A Menina que Roubava Livros

O filme é baseado no best-seller do autor Markus Zusak e já vendeu milhões de cópias ao redor do mundo. O filme se passa durante a Segunda Guerra Mundial e narra à história de uma jovem garota chamada Liesel, que sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo, ela aprende a ler e partilhar livros com seus vizinhos, incluindo um homem judeu que vive na clandestinidade.

  • Um dia

Baseado no livro de David Nicholls – que se tornou um best-seller mundial – “Um Dia” mostra a vida de um casal (interpretado por Anne Hathaway e Jim Sturgess) que se conhece em sua formatura, no dia 15 de julho. Então, pelos próximos 20 anos, eles se encontram sempre na mesma data. Muitas coisas acontece com esses dois, viu?

  • O Lado Bom da Vida

Esse filme foi inspirado no livro de Matthew Quick, que leva o mesmo título do filme. Por conta de algumas atitudes erradas que deixaram as pessoas de seu trabalho assustadas, Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) perdeu quase tudo na vida: sua casa, o emprego e o casamento. Depois de passar um tempo internado em um sanatório, ele acaba saindo de lá para voltar a morar com os pais. Decidido a reconstruir sua vida, ele acredita ser possível passar por cima de todos os problemas do passado recente e até reconquistar a ex-esposa. Embora seu temperamento ainda inspire cuidados, um casal amigo o convida para jantar e nesta noite ele conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma mulher também problemática que poderá provocar mudanças significativas em seus planos futuros.

  • Marley & Eu

É uma história real escrita pelo jornalista John Grohan. No filme John (Owen Wilson) e Jenny (Jennifer Aniston) resolvem adotar um cachorro. Marley, como é batizado o labrador, se revela um cão bagunceiro e incorrigível, mas também um grande companheiro da família durante toda a sua vida.

  • As Vantagens de Ser Invisível 

Uma história escrita e dirigida para as telonas do cinema pelo, Stephen Chbosky. Na história, Charlie (Logan) tem um relacionamento conturbado com sua família e está se recuperando de depressão. O garoto se sente tão isolado que se corresponde por cartas anônimas com uma pessoa. Mas tudo muda quando ele chega ao novo colégio e conhece Sam (Emma) e Patrick (interpretado pelo fofo Ezra Miller). Juntos o trio passará por várias descobertas. Tem dramas sobre a primeira vez, envolvimento com drogas e desilusão amorosa. Ao longo do filme Charlie ainda se apaixona pela Sam. É impossível não se amar a história.

  • Querido John

Foi baseado no livro de Nichollas Sparks, onde um jovem soldado, John (Channing Tatum), tira licença do trabalho e conhece a jovem Savannah (Amanda Seyfried). Quando ele precisa voltar ao exército, o casal de namorados passa a ser corresponder por cartas. Claro, o livro tem mais detalhes, mas o filme conseguiu ser bem fiel a história

  • O Diabo Veste Prada

É um livro best-seller, escrito por Lauren Weisberger. Ganhou uma adaptação cinematográfica de mesmo título em 2006. Conta a história de Andrea Sachs (Anne Hathaway), uma garota do interior recém-saída da faculdade, que consegue o emprego que seria o sonho de consumo de milhões de mulheres. é contratada como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), lendária editora da revista Runway. Mas é aí que começa seu real pesadelo, pois sua chefe é um verdadeiro demônio. Além de fazer toda a sociedade nova-iorquina temê-la por seu poder de erguer ou destruir uma carreira, transforma a vida de seus subordinados em um verdadeiro inferno, exigindo as tarefas mais absurdas 24 horas por dia.

  • Na Natureza Selvagem

No livro “Na natureza selvagem” lançado em 1996, o autor, Jon Krakauer refaz a trajetória de Chris McCandless. Em 2007 é lançado o filme homônimo, dirigido por Sean Penn. Início da década de 90, Christopher McCandless (Emile Hirsch) é um jovem recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após dois anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca. Como é inspirador em uma história real, é ainda mais interessante.

Desta vez a listinha ficou bastante variada, né? Lembrando que, já teve um post aqui no blog de filmes que foram inspirados em livros. Sim, são tantos livros que foram adaptados para o cinema que são incríveis, pretendo trazer no próximo post! E aí, já leu ou assistiu alguns desses? O que acharam?! Conta tudo nos comentários! 

Situações que só quem usa óculos já viveu (ou viver!)

Ah, se não fossem os óculos! O que seria de muita gente, não é mesmo? Inclusive, eu sei o que é isso: miopia e astigmatismo (aliás, não pode viver sem óculos!). Até porque, está invenção certamente é um efeito positivo na vida de qualquer pessoa que precisam deles. São essenciais! Por isso, que selecionei situações hilárias que só quem usa óculos vai entender. Será que você já passou por cada uma dessas também? Veja se você se identifica!

  • Usar óculos 3D: eis a questão!

Quem nunca passou raiva com óculos 3D? Você precisa encaixá-los sobre os que você já usa, e isso pode ser uma tarefa difícil ou uma verdadeira missão impossível!

  • Ter que limpar os óculos sempre, e às vezes, com tecido errado.

Trágico! Se você usa óculos sabe que é necessário limpá-lo o tempo todo. Não importa o que faça, eles vão sempre sujar. E o pior, você também pode sofrer ao tentar limpá-los com o tecido errado, como lã, por exemplo.

  • Tentar se deitar sem esmagá-los ou entortá-los

É uma verdadeira missão a ser cumprida cada vez que você deita. Achar uma posição confortável para ler um livro ou até mesmo assistir uma série, não é mesmo? Sim, eu sei, é uma situação horrível.

  • E quando você tomar chuva…

Para quem usa óculos esse é um dos piores momentos para sair de casa. É difícil ter que escolher entre tirar os óculos e não enxergar nada ou continuar com eles (cheio de gotículas flutuantes) e enxergar menos ainda.

  • Ouvir de vez em quando “ei, quantos dedos têm aqui?”.

Uma das situações mais clássicas! Se você nunca ouviu essa frase, não se preocupe, a sua hora vai chegar! Sempre vai ter um engraçadinho que vai perguntar: “ei, quantos dedos têm aqui?”. Ou quando alguém pede os seus óculos e manda você contar quantos dedos está mostrando.

  • Sempre alguém com visão boa pede para experimentar seus óculos

Aposto que isso já aconteceu com você diversas vezes?! Como se eles fossem magicamente melhorar a visão delas também. Só que em vez disso, acabar fazendo com que vejam tudo como um grande borrão e ainda dá uma baita dor de cabeça.

  • Maquiagem é um dos maiores desafios

Ahhh! Entre duas opções: espera o rímel secar ou é o seu óculos que vai usar o rímel. Ainda um pouco pior, passar rímel e armação tampa a sua obra de arte. Eta, como é difícil!! Dá até vontade de desistir. Mas, no final compensar! \o//

  • Alguém diz pra você olhar alguma coisa toda vez que você tira os óculos

Quem nunca? É só você tira o seu óculos, que parece que começa acontecer diversas coisas ao seu redor, e daí você precisa colocá-los novamente.

  • Quando seu óculos fica embaçado

Tomar bebidas quentes, quando você cozinha ou mudança de temperatura, acabar acontecendo esse famoso embaçamento. São alguns segundos de agonia, que logo passam e tudo fica bem.

  • E quando o seu óculos fica escorregando

Seja por atividade física, calor ou pele oleosa. Você sempre ajeitando no seu rosto, numa tentativa de não deixá-lo escapar do rosto. E o pior: acaba fazendo várias vezes ao dia, por habito mesmo.

  • Se virar como pode quando seus óculos quebram

Até conseguir um par de óculos novos e muitas vezes é necessário usar a criatividade.

  • Ei, segura meu óculos?

Mas, por faaavor, não toca na lenteeee! Porém, acaba triscando na lente (espero que seja sem querer).

  • Cadê meu óculos???

A sensação em não encontrar ele é a mesma sensação de quando você coloca a mão no bolso, cadê o meu celular? Mas ele sempre surge, ou não.

  • Aquela sensação quando o grau não aumentou

Quando você vai no oftalmo e ele diz: “que seu grau NÃO aumentou, ou ainda melhor, diminuiu o grau”. Dá vontade de sair pulando de alegria! Com certeza, é maravilhoso ouvir isso.

  • Ouvir pessoas te aconselhando a usar lentes de contato (Nãooo!)

Algumas pessoas ficam falando constantemente para você usar lentes de contato, como se fosse à coisa mais fácil do mundo enfiar uma coisa no seu olho.

  • Ou ouvir as pessoas dizendo “você fica melhor sem óculos”.

Acontece quando você esquecer de usá-los, ou tira para limpa e, ás vezes, você saiu em uma foto sem óculos, por estes motivos o comentário foi feito. Não se importe com esses tipos de comentários. Óculos também significar personalidade.

No final das contas, a gente ama muito eles e não consegue viver sem! <3 E aí, se identificou com algum desses dramas? Qual deles? Colocaria mais algum na lista? Já pode ir contando tudo nos comentários!

Inspiração: quer começar um bullet journal e não sabe como?

Nós últimos anos, uma técnica conhecida como “bullet journaling” ficou extremamente popular na internet. Mas o que é? Trata-se de um sistema de organização de agendas criado pelo designer Ryder Carrol, no qual, por meio de várias etapas, as pessoas conseguem “acompanhar o passado, organizar o presente e planejar o futuro”. Os bullet journals, no entanto, não é uma técnica fácil ou intuitiva, ainda assim foi adotada por milhares de pessoas – é só buscar o termo “buJo ou bullet journal” no Pinterest, no Tumblr, no We Heart It e também no Instagram para encontrar diversas imagens maravilhosas de pessoas que organizam suas vidas com o esse método. Ao usar esse sistema, é possível colocar vários tópicos de toda a sua vida em um só lugar, ajudar a priorizar as tarefas e estar sempre de olho naquele caderninho, assim, não se esquecer do que precisa fazer.

  • Mas como fazer um bullet journal?

O primeiro passo é criar um índice no início da agenda. Em seguida, enumere as páginas e coloque o que cada uma corresponde. Por exemplo: iniciar novas atividades na página 2, resoluções do dia a dia na página 8 e por ai vai. Ao acrescentar uma espécie de menu no seu caderno, você não precisa ficar procurando em qual página está. E em seguida, nas primeiras páginas após o índice, faça um mini-calendário dos próximos meses do ano, ao lado dos quais, pode anotar os principais acontecimentos daqueles dias: aniversários, pagamento, consultas médicas, contas a ser pagas e entre outras coisas. Depois, você pode dedicar à próxima pagina a um calendário mensal. Dessa forma poderá visualizar o mês por inteiro e ter uma noção do que cada dia te reserva.

Você pode mapear também sua lista de tarefas da semana ou do dia, como preferir. Lembrando que o objetivo é fazer o que é mais prático e que condiz com a sua rotina. A melhor dica é você priorizar suas tarefas mensais, usando símbolos para indicar quais devem ser feitas nos próximos meses, quais devem esperar um tempo e quais devem ser riscadas.

  • O que devo colocar no meu bullet journal?

Faça uma lista Coloque tudo que você sempre quis fazer, mas nunca deu tempo ou deixou para depois. Até por que, não precisar ter limites, escreva tudo que desejar como se exercitar mais, conhece pessoas novas, mudar alimentação, viajar para Machu Picchu, não importam quais são os seus desejos, o céu é o limite. Determine prioridade Mesmo a lista sendo imensa, porém tudo precisa ser colocado em ordem de suas maiores prioridades. Coloque prazos Agora você precisa ter prazos para colocar as coisas em prática. Determine coisas de curto, médio e longo prazo, mas não se esqueça colocar datas para as coisas acontecerem. Plano de ação – Agora para cada uma das ideias tem que rolar um planejamento. Ou o que tô chamando de um plano de ação, por exemplo: Se você vai comprar algo, quanto você precisa juntar de dinheiro? Onde você aplicar seu dinheiro? e por aí vai…

  • O que mais posso fazer no meu bullet journal?

Tudo que você quiser. É bem legal, você separar uma página para marcar livros que você quer ler ainda esse ano, filmes que pretende assistir e também seriados que pretende vê. Também dever fazer um “gratitude log ou log da gratidão” é uma das ideias para buJo mais famosas na internet, uma página para anotar diariamente, coisas pelas quais você é grata. É uma forma de colocar as coisas em perspectiva e perceber que sempre existe um motivo para agradecer. Cuide da saúde metal: Separe uma página para anotar o que você sente ou para desabafar. Mas lembre-se em deixar um espaço limitado para escrever – até desabafar tem um limite saudável, negatividade demais é como um bumerangue, vai e volta. Você encontrar ainda mais dicas sobre esse tópico “como monitorar sua saúde mental“, no BuzzFeed. E por último, não tão menos importante, guarde dinheiro, ideias para bullet journal que envolvem dinheiro são muitas, uma forma simples de ajudar você a começar uma poupança e guardar ainda mais o seu dinheiro, anotando em seu caderno é uma forma mais fácil de ir em direção a meta que você tanto desejar. 

  • Qual a melhor forma de organizar o meu bullet journal 

Não importa que ele tenha uma página bonitinha ou não, afinal a coisa mais importante é fazer um bujo que funcione para você. Sempre tenha em mente isso.

Você pode começar organizado por cores, não só por razões estéticas, mas é um dos jeitos mais fácil de lista todos os tópicos e também para encontrar. Separar os dias da semana. É o mais comum e mais usado. Separar os períodos do dia. Você pode selecionar três cores de marcador e usar para destacar as coisas a fazer de manhã, a tarde e a noite. Separar coisas mais importantes. Etiqueta por cores para tarefas de prioridade alta, média e baixa. E se por acaso, você não gosta de canetas coloridas, mas ainda assim quer colocar um pouco mais de cor no seu bullet journal, pode fazer o uso de post-its ou ainda washi tape, fitas no estilo durex que são de um material mais resistentes, coloridos e com desenhos. A dica mais legal é que você não precisa usar cor nenhuma se não quiser.

Existem quem prefere apenas canetas pretas ou azul e até mesmo lápis e tudo bem. Faça o que é melhor para você, ok? Aliás, a quem prefere fazer desenhos, acabar dando uma graça extra para as tarefas diárias, mas é algo bem opcional.

Quanta coisa, né? Olhando assim parece ser bem complicado, né? Porém, quando você colocar na prática é algo bastante fácil e divertido para fazer. Se você quer começar o seu bullet journal, dê uma olhada nesses link do BuzzFeed: 1 e 2. Vai acabar te ajudando ainda mais. Mas como ressalta Levitin, não existe um método que funcione para todo mundo. O que a ciência comprova que funciona é externalizar seus pensamentos, anseios e objetivos de alguma forma, como isso será feito cabe a você.

E aí, me conta nos comentários: você já tem um caderninho assim? Ou está pretendendo começar um, assim como eu? Vamos juntas criar um bujo tão legal e divertido.

Lista: livros legais para ler nas férias

Que tal aproveitar as férias e colocar a leitura em dia? É tão bom pode ler os livros que a gente estava com vontade e também conhecer novos! Férias, com certeza é o melhor momento pra isso… <3 Então se segura, porque montei uma um post com títulos legais pra ler durante esse período de descanso (pelo menos da escola ou da faculdade, né?). Desde o romance ao suspense. E claro, tem diversas opções pra todos os gostos! Olha só todas as indicações!

Para Todos Os Garotos Que Já Amei – Jenny Han – Editora Intrínseca

O que você escreveria para todos os garotos que amou? Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.

O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares – Ransom Riggs – Editora Casa da Palavra

No livro, tudo começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, numa jornada até essa ilha na costa do País de Gales, onde ele descobre as ruínas do orfanato da Srta. Peregrine. Enquanto o garoto explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do lugar são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que possa parecer -, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante e envolvente. E ganhou adaptação no cinema pelo cineasta Tim Burton.

Sonata Em Punk Rock – Babi Dewet – Gutenberg

Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar. Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.

Os 13 porquês – Jay Asher – Editora Ática

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Uma Curva No Tempo – Dani Atkins – Editora Arqueiro

A noite do acidente mudou tudo… Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim… Ou funciona? A noite do acidente foi uma grande sorte… Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

A Guardiã de Histórias – Victoria Schwab – Editora Record

Imagine um lugar onde, como livros, os mortos repousam em prateleiras. Cada corpo tem uma história para contar, uma vida disposta em imagens que apenas os Bibliotecários podem ler. Aqui, os mortos são chamados de Histórias, e o vasto domínio em que eles descansam é o Arquivo. Mackenzie Bishop é uma implacável Guardiã, cuja tarefa é impedir histórias, geralmente violentas de acordar e fugir do arquivo. Naqueles domínios, os mortos jamais devem ser perturbados, mas alguém parece estar, deliberadamente, alterando histórias e apagando seus trechos essenciais. A menos que Mac consiga juntar as peças restantes, o próprio Arquivo sofrerá as consequências.

Não Sou Uma Dessas – Lena Dunhan – Editora Intrínseca

Lena conta a história de sua vida e faz um balanço das escolhas e experiências que a conduziram à vida adulta. Lena é conhecida pela polêmica que desperta e por sua forma única e excêntrica de se expressar e encarar a vida. Engajada, a autora revela suas opiniões sobre sexo, amor, solidão, carreira, dietas malucas e a luta para se impor num ambiente dominado por homens com o dobro da sua idade.

A Fera Em Mim – A História do Príncipe da Bela

Um príncipe amaldiçoado se isola em seu castelo. Poucos o viram, mas aqueles que conseguiram tal proeza afirmam que seus pelos são exagerados e suas garras são afiadas – como as de uma fera! No entanto, o que levou esse príncipe, que já foi encantador e amado por seu povo, a se tornar um monstro tão retraído e amargo? Será que ele conseguirá encontrar o amor verdadeiro e pôr um fim à maldição que lhe foi lançada? Em “A Fera Em Mim”, conheça a história por trás de um dos mais cativantes e populares contos Disney de todos os tempos: A Bela e a Fera!

A Garota No Trem – Paula Hawkins – Editora Record

Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. O livro ganhou até uma adaptação no cinema neste ano, com a atriz Emily Blunt dando vida à protagonista.

Em Algum Lugar nas Estrelas – Clare Vanderpool – Editora Darkside Books

A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai… bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden. Early, uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor. Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam para casa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta – ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.

A Bailarina Fantasma – Socorro Acioli – Editora Seguinte 

Anabela mal podia conter a empolgação quando seu pai foi o arquiteto escolhido para coordenar uma obra no Theatro José de Alencar, em Fortaleza. A proposta era que aquela casa de espetáculos maravilhosa mantivesse as mesmas características de quando foi inaugurada há mais de um século, em 1910. Em pouco tempo vira rotina para Anabela passar as tardes naquele teatro antigo fazendo a lição de casa enquanto o pai trabalha. Mas essa reforma acaba desenterrando mistérios escondidos há muitos e muitos anos… Para a surpresa de Anabela, uma bailarina translúcida e vestida de azul aparece dançando no palco e passeando pelos corredores, perseguindo Anabela. O que será que ela está fazendo ali? E por que será que apenas a garota consegue enxergá-la? Quem é essa bailarina e por que ela aparece?

Depois de Você – Jojo Moyes – Editora Intrínseca

Quando uma história termina, outra tem que começar. Lou ainda não superou a perda de Will. Morando em um flat em Londres, ela trabalha como garçonete em um pub no aeroporto. Certo dia, após beber muito, Lou cai do terraço. O terrível acidente a obriga voltar para a casa de sua família, mas também a permite conhecer Sam Fielding, um paramédico cujo trabalho é lidar com a vida e a morte, a única pessoa que parece capaz de compreendê-la. Ao se recuperar, Lou sabe que precisa dar uma guinada na própria história e acaba entrando para um grupo de terapia de luto. Os membros compartilham sabedoria, risadas, frustrações e biscoitos horrorosos, além de a incentivarem a investir em Sam. Tudo parece começar a se encaixar, quando alguém do passado de Will surge e atrapalha os planos de Lou, levando-a a um futuro totalmente diferente.

Boneco de Neve – Jo Nesbo – Editora Record

Tão assustador e eletrizante quanto o silêncio dos inocentes. No dia da primeira neve do ano, na fria cidade de Oslo, o inspetor Harry Hole se depara com um psicopata cruel, que cria suas próprias regras; O terror se espalha pela cidade, pois um boneco de neve no jardim pode ser um aviso de que haverá uma próxima vítima. No caso mais desafiador da sua carreira, Hole se envolve em uma trama complexa e mortal, com final surpreendente.

A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard – Editora Seguinte

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.

Princesas Das Águas – Paula Pimenta – Editora Galera Record

Arielle Botrel é uma nadadora famosa, prestes a viver o maior desafio de sua vida: participar das Olimpíadas pela primeira vez. Porém, ao contrário do que todos pensam, ela não possui tudo que deseja. Por ser a filha caçula de uma grande família, a garota é muito protegida e, apesar das medalhas e dos troféus, sonha com uma vida diferente, onde possa ser livre. Até que um dia um acidente faz tudo mudar. Arielle é apresentada a um mundo diferente… E nele existe alguém que vira sua vida de cabeça para baixo. Porém, para conquistá-lo, ela terá que abrir mão de sua voz. Será que Arielle vai conseguir conquistar esse príncipe sem palavras? E se no coração dele já existir outra princesa?

Só pelas sinopses, podemos ver que as histórias são bem contagiantes, certo? Quais desses títulos chamou mais sua atenção? Ficou com vontade de ler algum? Contém nos comentários quais livros vocês estão lendo no momento! <3

Cinco projetos fotográficos que você precisa conhecer

projetos-interessantes-de-fotografiasSabe quando você se depara com uma série de fotografias interessantes? E tem curiosidade para saber mais um pouco? Pois é, hoje em dia podemos encontrar diversos projetos fotográficos que é um verdadeiro espetáculo de criatividade e com uma variedade enorme de temas. São simplesmente temas, que podem ou não ser acompanhados por características específicas. Cada fotógrafo acabar criando seu próprio cenário e mergulhar fundo nas suas ideias. É por isso, que são totalmente únicos e inovadores. Não tem como não amar, cada um desses projetos, né? Então, acabei fazendo uma seleção com cinco projetos fotográficos que são os meus favoritos! Confira só, alguns ensaios que são um poço de inspirações e com talentos incríveis! Você vai adorar cada um deles. Olha só?

  • The Most Intimate Moments of Couples  – Os momentos mais íntimos de Casais

projetos-fotograficos-momentos-intimos-de-casaisParis já é a cidade mais romântica do mundo, certo? Mas fotografar Maud Chalard foi além, registrou pequenos momentos íntimos de casais. As imagens são naturais e espontâneas, capturadas como se os casais não percebesse que as fotos estavam sendo tiradas. E, como ela mesma disse: “Tento captar o profundo sentimento do amor e compartilhar esperança para a geração que acredita que ele se perdeu“. Depois dessas imagens, acabei até ficando apaixonada com tanto amor. Veja um pouco mais o projeto: clicando aqui.

  • Moon games – Brincando com a Lua

projetos-fotograficos-bricando-com-a-luaUm dos projetos mais maravilhosos! Vamos brincar com a lua? O fotógrafo Laurent Laveder fez uma série de fotos na qual as pessoas interagem com a lua como se ela fosse um objeto próximo. O resultado eu não preciso nem dizer que é incrível né? \o/ Veja um pouco mais o projeto: clicando aqui.

  • Flower Skirt – Saia de flor

projetos-fotograficos-saia-de-flores-dancandoFlores sempre dá um encanto nas fotografias, concordam? Uma fotografa da Rússia Tatiana Mikhina. Ela brincou com o ângulo e o desfoque para que a flor presente na cena ficasse parecendo uma saia. É um projeto super delicado e feminino. Veja um pouco mais o projeto: clicando aqui.

  • Dear photography – Querida fotografia

projetos-fotograficos-querida-fotografiaVocê é um tipo de pessoa que gostar de reviver lembranças? A ideia de Taylor Jones é misturar o passado e o presente na mesma fotografia, trazendo uma sensação de nostalgia. Colocou uma foto antiga no mesmo cenário, encaixo e click! Ele recebe fotos do mundo todo. Que tal mandar a sua? <3 Veja um pouco mais o projeto: clicando aqui.

  • Hopeless Romantic – As fases de um relacionamento

projetos-fotograficos-as-fases-de-um-relacionamentoOs relacionamentos têm diversas fases. Do inicio, meio ou, infelizmente, ao fim. Com isso, a fotografar Julien Mauve criou uma história de amor da trajetória de um casal e as diferentes maneiras que se comportam. Protagonizado por Alice Pol e Gregoire Ludig, mostrar um ensaio de series com um roteiro já vivido pela maioria das pessoas. E qual fase você está vivendo? Veja um pouco mais o projeto: clicando aqui.

Gostou dos projetos escolhidos? É tão legal, descobrir tantos trabalhos encantadores assim, né? Aliás, dá até vontade de se inspirar em criar projetos assim, não é mesmo? E aí, qual foi o seu favorito? Conta nos comentários!

Instagram: perfis para quem ama gastronomia

instagram-food-gastronomia-fotos-seguir-perfisUma das oitavas maravilhas do mundo, com certeza, é a comida. E logo hoje em dia, com tantos programas culinários. Que até dá vontade de entrar na tv. Se você gosta de acompanhar esse universo da gastronomia, selecionei alguns perfis que dão água na boca. São feeds que mostrar não apenas a comida, mas harmonia e a criatividade das fotos. Vem conhecer cada um deles!

instagram-comidas-gastronomia-cannellevanilleAran Goyoaga tem um perfil dedicado as suas receitinhas. Ela fotografar as comidas que faz e compartilhar essas delícias com a gente. Que bom, né? Fora que os pratos são bem produzidos e elaborados!

instagram-comidas-gastronomia-vickieComo alguém consegue faz algo tão delicioso ser algo tão fofo? A Vickie sabe muito bem fazer isso. Seus biscoitinhos e bolinhos são tão criativos e que parecem que não foram feitos para comer, mas sim, ficar de enfeite… Tem algumas que dar até dó de comer com tanta delicadeza. Quero pode guardar tudo em um potinho.

instagram-comidas-gastronomia-ediblelivingDiretora da revista de gastronomia americana “Real Simple Magazine”, Sarah Copeland compartilha na rede tudo aquilo que prepara para seus filhos. E é cada comidinha boa, viu? =)

instagram-comidas-gastronomia-nikoleherriottNikole é mais um instam que você precisa seguir! Além das fotos de dar água na boca, de pratos bem produzidos e organizados. Como não se apaixonar por esse feed? <3

instagram-comidas-gastronomia-sweetapolitaA Rosie Alyea é dona dessa conta do Instagram, além de ter uma própria loja de confeitos coloridos, está explicado o por que, de tantos bolos e sobremesas de encher os olhos. O melhor de tudo, são as fotografias lindas e inspiradoras.

instagram-comidas-gastronomia-yuanxisunYuanxi é dona do seu próprio restaurante, e claro, as fotos são dedicadas à decoração dele e a sua gastronomia. É tudo tão delicado e incrível! Só pelas fotografias já dá pra ter noção de como é tudo bem organizado.

Confesso que não foi nada fácil fazer esse post… Terminei morrendo de fome e com vontade de comer um de cada. Hahaha. Então bora seguir todos esses perfis, quem saber os próximos feeds assim, sejam o de vocês aparecendo aqui no blog? Eu iria amar. <3 Já conhecia algum desses feeds? Gostou do post? Conta aí nos comentários! 

Músicas que as letras dizem tudo sobre o amor

músicas-letras-romanticas-de-playlistExistem músicas que contém letras apaixonantes. Quando você ouve dá até uma aquecida no coração. Já sentiu algo assim? Ainda mais músicas que falar sobre o amor. Nem precisa está amando para se derrete com a letra – às vezes, apenas com a melodia já aflora a alma. São letras com grandes poemas e faz você querer filtrar cada trecho. Aposto que alguma delas vai fazer você reviver algum amor antigo ou atual. Então, nada melhor que músicas que tem letras sutis e tocantes. Aperta o play e curta cada estrofe – aposto que vai te deixar mais leve! <3

  • All Of Me – John Legend

Cause all of me
Loves all of you
Love your curves and all your edges
All your perfect imperfections
Give your all to me. I’ll give my all to you
You’re my end and my beginning
Even when I lose I’m winning
‘Cause I give you all of me
And you give me all of you

Tradução:

Porque tudo em mim. Ama tudo em você
Ama suas curvas e todos os seus limites
Todas as suas perfeitas imperfeições
Dê tudo de você para mim. Eu darei tudo de mim para você
Você é meu fim e o meu começo
Mesmo quando perco estou ganhando
Porque te dou tudo de mim
E você me dá tudo de você

Essa música destrói sentimentos de qualquer pessoa, né? Até mesmo quem não está apaixonado se apaixonar. Acho que é uma bela canção para um casamento ou algo bem romântico. Têm uma letra impecável que descrever bem o amor. Essa versão do clipe é minha favorita! <3

  • Jason Mraz – Love Someone

When you love someone
Your heartbeat beats so loud
When you love someone
Your feet can’t feel the ground
Shining stars all seem
To congregate around your face
When you love someone
It comes back to you

Tradução:

Quando você ama alguém
Seu coração bate tão alto
Quando você ama alguém
Seus pés não conseguem sentir o chão
Estrelas brilhantes se reúnem ao redor do seu rosto
Quando você ama alguém
Isso retorna para você

Outra canção que retratar o amor perfeitamente! Ainda mais na voz de Jason Mraz, não poderia ser um verdadeiro hino romântico. Como diz a letra: o coração bate mais forte e traz sensação de flutuar.

  • Rita Ora – Poison

I pick my poison and it’s you
Nothing can kill me like you do
You’re goin’ straight to my head
And I’m headin’ straight for the edge
I pick my poison and it’s you

Bittersweet ecstasy that you got me in
Fallin’ deep, I can’t sleep tonight
And you make me feel like I’m out of my mind
But it’s alright

Tradução:

Escolhi meu veneno, e é você
Nada me mata como você
Você está indo direto para a minha cabeça
E estou indo direto para o limite
Escolhi meu veneno, e é você

Êxtase agridoce que você me causa
Me apaixonando profundamente, não consigo dormir hoje
E você me faz sentir como se estivesse louca
Mas tudo bem

Essa é uma das minhas canções prediletas! Adoro muito essa letra. Dá vontade de sair cantando pelo mundo afora. Talvez no começo seja pouco confusa, mas é tão viciante, que depois você gravar cada estrofe que existe… “I pick my poison and it’s you”.

  •  Ed Sheeran – All Of The Stars

I can see the stars from America
I wonder, do you see them too?

So open your eyes and see
The way our horizons meet
And all of the lights will lead
Into the night with me

Tradução:

Eu posso ver as estrelas da América
Eu me pergunto, será que você as vê também?

Então abra seu olhos e veja
Os nossos horizontes se encontrando
E todas as luzes irão te guiar
Pela noite, comigo.

É impossível falar sobre amor e não citar Ed Sheeran, é algo aleatório – já que quase todas suas músicas são românticas. “All Of The Stars” é uma canção cheia de poesia, faz viajar sem sair do lugar. E não é atoa que fez parte da trilha sonora do filme “A culpa é das Estrelas”. Verdadeiramente, arrebatador!

  • Katy Perry – The One That Got Away

In another life
I would be your girl
We’d keep all our promises
Be us against the world
In another life
I would make you stay
So I don’t have to say
You were the one that got away
The one that got away

Tradução:

Em outra vida
Eu seria sua garota
Nós manteríamos todas as nossas promessas
Seríamos nós contra o mundo
Em outra vida
Eu faria você ficar
Para não ter que dizer
Que você foi aquele que foi embora
Aquele que se foi

Acho que retratar muito bem quando um amor acabar… Você sentir bastante emoção na letra e trás até um sentimento de nostalgia. Dá até uma leveza na alma! <3

  • Christina Perri – A Thousand Years

I have died every day waiting for you
Darling, don’t be afraid I have loved you
For a thousand years
I’ll love you for a thousand more

Tradução:

Eu morri todos os dias esperando você
Querido, não tenha medo eu amei você
Por mil anos
Eu amarei você por mais mil.

Essa canção tem uma melodia e um ritmo suave. Super fofa e com uma letra bem apaixonante também! E este piano no fundo? Cativante…

São letras encantadoras, concordam? Da próxima vez será músicas brasileiras. Se você conhecer alguma com uma letra cheia de amor, compartilhar aqui com a gente! Gostou das canções que selecionei? Qual foi a sua favorita? É só deixar nos comentários!