Nostalgia: músicas que vale a pena ouvir de novo

A internet é um meio de divulgação mais usada atualmente. E disso ninguém discorda, certo? Hoje em dia é um grande “empurrãozinho” para bandas e cantores independentes. Porém, antigamente não era bem assim, os artistas batalhavam muito para ter suas músicas reconhecidas e tocadas em rádios que, ás vezes, com sorte entrava nas paradas de sucesso do mundo inteiro. E, provavelmente, essas músicas seus pais ouviram muito durante a juventude. Quem sabe você não acabou ouvindo algumas delas? Com o intuito de ouvir canções que um dia fez tanto sucesso e marcou vida de muitas pessoas, resolvi fazer um breve flashback! Olha só, alguns clipes que valem a pena ouvir, dançar e cantar de novo. <3

  • Cher – Believe

Cher é uma das maiores ícones da música pop! <3 Believe foi um dos primeiros hits pop a usar auto tune e correção de tom para efeitos na voz. Cher pediu para o co-produtor Mark Taylor para introduzir um elemento semelhante em “Believe” e ele mexeu nas máquinas do estúdio, criando aquele som robótico da faixa. Cher ficou satisfeita, mas encontrou resistência na gravadora, que hesitou em lançar uma música que mascarava a sua voz tão reconhecida. O mais legal é que a música alcançou o 1º lugar (RAINHA!) do Hot 100. Também se tornou a música de 1999 e ganhou um Grammy por Melhor Gravação Dance.

  • Cyndi Lauper – Girls Just Want To Have Fun

Girls Just Want To Have Fun é uma música anos 80 interpretada pela cantora americana Cyndi Lauper. está no álbum de estreia de Cyndi Lauper She’s So Unusual (1983) e foi a canção de maior sucesso de Cyndi Lauper. A música foi escrita e cantada por Robert Hazard. Foi originalmente escrita a partir de um ponto de vista do sexo masculino. Para sua versão, Cyndi Lauper modificou ligeiramente a letra, sintetizado-a como um “hino” sobre o papel feminino na sociedade, e é considerado um clássico da era feminista.

  • Roxette – It Must Have Been Love

“It Must Have Been Love” é uma música composta por Per Gessle e lançada pela dupla pop sueca Roxette. Comercialmente, é seu single mais bem-sucedido nos Estados Unidos. Embora originalmente não fizesse parte de qualquer álbum do Roxette, “It Must Have Been Love” foi lançado como single em 23 de novembro de 1987 apenas na Suécia com o título “It Must Have Been Love (Christmas for the Broken Hearted), em seguida, lançada internacionalmente, em 1990, a partir da trilha sonora do filme Pretty Woman (Uma Linda Mulher).

  • Always – Bon Jovi

O sucesso do single fez com que a banda gravasse um videoclipe da canção. O clipe pode ser considerado um clichê do hard rock, por mostrar no decorrer do vídeo um casal dentro do carro dirigindo para o além e passando por diversas situações. Always é um clássico do gênero e fez muito sucesso na época. Foi incluída no álbum Cross Road (1994). Dizem que Bon Jovi escreveu essa música para o filme Romeo is Bleeding (de 1993, não assistir), mas parece que o Jon Bon Jovi, não curtiu o filme e decidiu manter a música na prateleira até que lembrou dela ao lançar o álbum. Always, que foi e, ainda é, um hit instantâneo. Uma canção com a letra romântica, dramática e gruda na sua cabeça. E muito gostosa de ouvir, claro!

  • 4 Non Blondes – What’s Up

Foi escrita por Linda Perry, a vocalista da banda, enquanto que a produção ficou a cargo de David Tickle. A sua gravação decorreu em 1992. Deriva de origens estilísticas de rock alternativo e blues rock. Liricamente, o tema descreve alguém que está entediado, esperando que algo aconteça, e reza para Deus por uma revolução em sua vida. A canção obteve um grande sucesso em países da Europa. E também fez parte de um cena da série da Netflix: Sense 8.

  • Madonna – Like A Prayer

Um dos singles mais controversos e brilhantes da carreira da Madonna. Lançado 1989, foi mais uma parceria de sucesso entre Madonna e o produtor Patrick Leonard, que já havia produzido várias faixas do álbum “True Blue”. A letra foi inspirada na criação católica que Madonna teve, embora deixe muitas dúvidas se fala sobre sua relação com Deus ou sobre o amor, aliada com uma mistura de guitarras, teclados e um coral de igreja, foi a fórmula perfeita para que música estourasse nas paradas de sucesso do mundo todo. Aclamada pelo público e pela crítica, a música é considerada uma das melhores de toda a carreira da Madonna, e prova disso é que ela está sempre presente nas turnês da cantora, e mesmo na era digital, virou um best seller, vendendo mais de 400 mil downloads.

Muita música boa, né? São clássicos atemporais – não importa quantos anos passem, nunca vão deixar de fazer sucesso, passando de geração em geração. Já sentiu saudades de uma época, que você não viveu? Pois é, sinto assim quando ouço cada uma dessas músicas. Se você tiver mais alguma pra indicar, é só conta nos comentários!

Das páginas para as telas: filmes baseados em livros que deram certo

Tem algo que eu gosto muito é vê o meu livro favorito se transformando em um filme incrível! É tão legal, você ficar imaginando os personagens e depois os atores escolhidos são bem parecidos do que você fantasiou, ou ás vezes, não. Mas, o mais importante é atuação, né? 😛 Sei, que muitas vezes o filme deixar a desejar, já que o livro sempre é mais cheio de detalhes e que algumas passagens não estarão presentes nas telonas dos cinemas. O engraçado é que alguns filmes acaba me surpreendendo tanto quanto ou até mais que os livros nos quais foram inspirados. Por isso, gosto quando as artes se misturam. Muitas vezes, o resultado pode ser incrível e foi o que aconteceu comigo e assistindo a esses filmes. Vem ver:

  • A Menina que Roubava Livros

O filme é baseado no best-seller do autor Markus Zusak e já vendeu milhões de cópias ao redor do mundo. O filme se passa durante a Segunda Guerra Mundial e narra à história de uma jovem garota chamada Liesel, que sobrevive fora de Munique através dos livros que ela rouba. Ajudada por seu pai adotivo, ela aprende a ler e partilhar livros com seus vizinhos, incluindo um homem judeu que vive na clandestinidade.

  • Um dia

Baseado no livro de David Nicholls – que se tornou um best-seller mundial – “Um Dia” mostra a vida de um casal (interpretado por Anne Hathaway e Jim Sturgess) que se conhece em sua formatura, no dia 15 de julho. Então, pelos próximos 20 anos, eles se encontram sempre na mesma data. Muitas coisas acontece com esses dois, viu?

  • O Lado Bom da Vida

Esse filme foi inspirado no livro de Matthew Quick, que leva o mesmo título do filme. Por conta de algumas atitudes erradas que deixaram as pessoas de seu trabalho assustadas, Pat Solitano Jr. (Bradley Cooper) perdeu quase tudo na vida: sua casa, o emprego e o casamento. Depois de passar um tempo internado em um sanatório, ele acaba saindo de lá para voltar a morar com os pais. Decidido a reconstruir sua vida, ele acredita ser possível passar por cima de todos os problemas do passado recente e até reconquistar a ex-esposa. Embora seu temperamento ainda inspire cuidados, um casal amigo o convida para jantar e nesta noite ele conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma mulher também problemática que poderá provocar mudanças significativas em seus planos futuros.

  • Marley & Eu

É uma história real escrita pelo jornalista John Grohan. No filme John (Owen Wilson) e Jenny (Jennifer Aniston) resolvem adotar um cachorro. Marley, como é batizado o labrador, se revela um cão bagunceiro e incorrigível, mas também um grande companheiro da família durante toda a sua vida.

  • As Vantagens de Ser Invisível 

Uma história escrita e dirigida para as telonas do cinema pelo, Stephen Chbosky. Na história, Charlie (Logan) tem um relacionamento conturbado com sua família e está se recuperando de depressão. O garoto se sente tão isolado que se corresponde por cartas anônimas com uma pessoa. Mas tudo muda quando ele chega ao novo colégio e conhece Sam (Emma) e Patrick (interpretado pelo fofo Ezra Miller). Juntos o trio passará por várias descobertas. Tem dramas sobre a primeira vez, envolvimento com drogas e desilusão amorosa. Ao longo do filme Charlie ainda se apaixona pela Sam. É impossível não se amar a história.

  • Querido John

Foi baseado no livro de Nichollas Sparks, onde um jovem soldado, John (Channing Tatum), tira licença do trabalho e conhece a jovem Savannah (Amanda Seyfried). Quando ele precisa voltar ao exército, o casal de namorados passa a ser corresponder por cartas. Claro, o livro tem mais detalhes, mas o filme conseguiu ser bem fiel a história

  • O Diabo Veste Prada

É um livro best-seller, escrito por Lauren Weisberger. Ganhou uma adaptação cinematográfica de mesmo título em 2006. Conta a história de Andrea Sachs (Anne Hathaway), uma garota do interior recém-saída da faculdade, que consegue o emprego que seria o sonho de consumo de milhões de mulheres. é contratada como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), lendária editora da revista Runway. Mas é aí que começa seu real pesadelo, pois sua chefe é um verdadeiro demônio. Além de fazer toda a sociedade nova-iorquina temê-la por seu poder de erguer ou destruir uma carreira, transforma a vida de seus subordinados em um verdadeiro inferno, exigindo as tarefas mais absurdas 24 horas por dia.

  • Na Natureza Selvagem

No livro “Na natureza selvagem” lançado em 1996, o autor, Jon Krakauer refaz a trajetória de Chris McCandless. Em 2007 é lançado o filme homônimo, dirigido por Sean Penn. Início da década de 90, Christopher McCandless (Emile Hirsch) é um jovem recém-formado, que decide viajar sem rumo pelos Estados Unidos em busca da liberdade. Durante sua jornada pela Dakota do Sul, Arizona e Califórnia ele conhece pessoas que mudam sua vida, assim como sua presença também modifica as delas. Até que, após dois anos na estrada, Christopher decide fazer a maior das viagens e partir rumo ao Alasca. Como é inspirador em uma história real, é ainda mais interessante.

Desta vez a listinha ficou bastante variada, né? Lembrando que, já teve um post aqui no blog de filmes que foram inspirados em livros. Sim, são tantos livros que foram adaptados para o cinema que são incríveis, pretendo trazer no próximo post! E aí, já leu ou assistiu alguns desses? O que acharam?! Conta tudo nos comentários! 

Livros de autores nacionais que você vai amar ler

Esse post é feito especialmente para quem ama livros e autores nacionais! É incrível vê que os nossos autores brasileiros, vem ganhando espaço nas estantes e prateleiras por aí e o preconceito está indo embora. Até porque, temos muitos livros e autores bons, que merece todo o reconhecimento do mundo. Pensando nisso, selecionei os que mais fazem os olhinhos de qualquer leitor brilharem muito para que vocês possam conhecer (e claro, ler!). Se interessou? Então é só continuar lendo!

Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…

O Theatro José de Alencar estava prestes a passar por uma grande reforma. Marcelo, um arquiteto especialista em construções antigas, foi contratado para coordenar a obra. Sua missão era fazer com que a casa de espetáculos ficasse exatamente como era no dia da inauguração. Marcelo era viúvo e tinha uma filha, Anabela, que logo no primeiro dia de reforma viveu um encontro assustador com o fantasma de uma jovem bailarina que aparecia no teatro há muitos anos. Mesmo contra sua vontade, Anabela embarcou em uma viagem pelo passado daquele lugar e envolveu-se completamente em uma história de amor, medo e muito mistério, conduzida pelo hálito gelado e a presença diáfana da bailarina fantasma, que só poderia ir embora quando resolvesse, com a ajuda de Anabela, algo muito importante que mudaria a vida de várias pessoas.

Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor, que começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões: desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro dos laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor. Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade.

Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa… O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes… Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.
Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.

Por que alguém escolheria uma orquestra se pode ter uma banda de rock? Essa sempre foi a dúvida de Valentina Gontcharov. Entre o trabalho como gerente do mercado do bairro e as tarefas de casa, o sonho de viver de música estava, aos poucos, ficando em segundo plano. Até que, ao descobrir que tem ouvido absoluto e ser aceita na Academia Margareth Vilela, o conservatório de música mais famoso do país, a garota tem a chance de seguir uma nova vida na conhecida Cidade da Música, o lugar capaz de realizar todos os seus sonhos.No conservatório, Tim, como prefere ser chamada, terá que superar seus medos e inseguranças e provar a si mesma do que é capaz, mesmo que isso signifique dominar o tão assustador piano e abraçar de vez o seu lado de musicista clássica. Só que, para dificultar ainda mais as coisas, o arrogante e talentoso Kim cruza seu caminho de uma forma que é impossível ignorar. Em um universo completamente diferente do que estava acostumada, repleto de notas, arpejos, partituras, instrumentos e disciplina, Valentina irá mostrar ao certinho Kim que não é só ele que está precisando de um pouco de rock’n’roll, mas sim toda a Cidade da Música.

Uma releitura da história da Pequena Sereia, com a marca de Paula Pimenta, uma das mais importantes autoras brasileiras da atualidade Arielle Botrel é uma nadadora famosa, prestes a viver o maior desafio de sua vida: participar das Olimpíadas pela primeira vez. Porém, ao contrário do que todos pensam, ela não possui tudo que deseja. Por ser a filha caçula de uma grande família, a garota é muito protegida e, apesar das medalhas e dos troféus, sonha com uma vida diferente, onde possa ser livre. Até que um dia um acidente faz tudo mudar. Arielle é apresentada a um mundo diferente… E nele existe alguém que vira sua vida de cabeça para baixo. Porém, para conquistá-lo, ela terá que abrir mão de sua voz. Será que Arielle vai conseguir conquistar esse príncipe sem palavras? E se no coração dele já existir outra princesa?

Bernardo é um excelente jornalista e suas matérias investigativas são sempre muito elogiadas. Ele só tem uma limitação: odeia trabalhar em equipe. Uma grande decepção amorosa fez com que ele se tornasse fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela, a nova estagiária do jornal onde trabalha, para todos os lugares, pode parecer a receita certa para uma desgraça. Mas, com o passar dos dias, Bernardo e Rafaela descobrirão que têm muito mais em comum do que a paixão pelo jornalismo.

Após as férias de verão, Zeca se olhou no espelho e não reconheceu o garoto ali refletido. Ele tinha crescido e mudado muito. Parecia outra pessoa! Estava mais alto, com a voz mais grave, e o que mais causava espanto: seu repentino sucesso com as garotas! Então veio uma descoberta bastante confusa: ser adolescente não é nada fácil. Não é mais criança, mas também não é adulto ainda. E ali, no meio do caminho, um bocado de coisas novas (e bem estranhas!) passaram a acontecer. Além de lidar com a nova aparência e a popularidade, algumas perguntas começaram a provocar confusões na cabeça de Zeca…
Por que suas irmãs gêmeas viviam se arrumando, tirando selfies e falavam sem parar? Por que certas coisas que antes eram tão legais não tinham mais a mesma graça? Por que o perfume que a Júlia deixou no rosto de Zeca mexeu tanto com ele? E a principal questão: Por que ele não consegue parar de pensar nela?

Em “Depois do fim”, Daniel Bovolento conta a trajetória de todo mundo que terminou alguma coisa e tem que aprender a lidar com as diferentes dores e superações de quem perdeu um amor. São 50 textos em que se misturam crônicas e desabafos sobre recomeço, aprendizado e a esperança de um novo final feliz. “Cada um de nós encontra uma maneira diferente de encarar o fim. Cada um de nós passa por fins diferentes, por mais que tenhamos tido histórias parecidas.”

Às vezes, a gente insiste em viver um relacionamento que já chegou ao final faz tempo. Tentamos resistir, fazer de tudo para durar mais, lutando para trazer de volta os momentos mágicos do início. Mas, quando o amor acaba, no lugar do conforto e do carinho que existiam só restam feridas que vão doer por um bom tempo e deixar cicatrizes que não desaparecerão. Porque o amor nem sempre é para sempre. Com o fim vem a tristeza, a saudade, a mágoa, o desespero e a vontade de nunca mais sentir aquela dor. Aí fechamos as portas ao perigo de sermos machucados outra vez, mas também à chance de sermos amados de novo. Um belo dia, quando as lágrimas já secaram e nos esquecemos do desconforto, com muito cuidado abrimos uma fresta só para ver a vida lá fora. E, assim como um raio de sol que entra por qualquer brecha, de repente uma vontade de recomeçar nos invade e tudo volta a fazer sentido. E, sem nem saber como, no meio do caminho avistamos novamente o amor ¿ e a certeza de um novo começo!

Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação — em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números —, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.

Tantas dicas legais! Tem algum livro de autor brasileiro que não está aqui na lista e você recomendaria: qual é? E aí, já conhecia todos esses livros? Ficou com vontade de ler algum em especial? Compartilhar com a gente nos comentários! 

Conheça as incríveis músicas da Julia Michaels

Sabe quando você conhece cantores novos, e quer sair indicando para todo mundo? Pois é, sou assim! E como já tem, um bom tempo que eu não atualizo indicações por aqui! Pensando nisso, hoje trouxe uma cantora que vocês precisam ouvir, Julia Michaels. Ela tem 23 anos, nasceu em Davenport, mas mudou-se para Santa Clarita, California, no norte de Los Angeles. Porém, provavelmente você já curtiu alguma musica dela, ainda que você não (re)conheça. Mas calma, que antes de a gente falar mais sobre ela. <3 Vem conferir, seus deliciosos singles!

Em janeiro de 2017, Michaels lança seu primeiro single solo, “Issues”. Michaels afirma: “Era a primeira vez que eu escrevia uma canção que soava tanto como eu que não conseguia imaginar outra pessoa cantando”. De acordo com Michaels, muitos artistas importantes lutaram pela música, mas Michaels manteve-a para si mesma. Quer ouvir mais um pouquinho?! 

Aliás, ela cantou essa música aqui no Brasil, com o dj Kygo nas Olimpíadas do Rio. Lembram? Com uma voz rouca e delicada, vem cada dia ganhando espaço no meio musical.

Tanto que tem DUAS faixas no recente True Colors, novo álbum de Zedd, que contam os seus vocais, além de mais uma como compositora (Straight Into The Fire, Daisy e Papercut). São músicas, totalmente viciantes! Ainda mais, da forma como ela interpreta as canções. É demais!

E, para quem não saber, Julia é considerada uma das maiores compositoras dessa nova geração. SIM, senta e presta atenção na lista de músicas que a Julia escreveu e que viraram hits. Você não vai acreditar (ainda está faltando algumas!).

Ela é dona dos hits “Sorry“, de Justin Bieber; “Kingdom Come” e “Waitin for You“, da Demi Lovato; “Love Myself“, de Hailee Steinfeld; “Poison“, da Rita Ora; “Body Heat“, “Good for You (ft. ASAP Rocky)”, “Hands to Myself“, “Nobody“, “Perfect“, “Revival” e “Sober“, de Selena Gomez (todos hits do Revival); “Do You Wanna Come Over?” e “Slumber Party“, de Britney Spears (do Glory); “All in My Head (Flex) (ft. Fetty Wap)” e “Dope“, do Fifth Harmony; escreveu 12 músicas do álbum This Is What the Truth Feels Like da Gwen Stefani; “Close (ft. Tove Lo)” e “Chainsaw“, do Nick Jonas e escreveu também para a lenda, John Legend, as músicas “What You Do To Me” e “Surefire“, presentes no álbum Darkness and Light. Ah! E ela também escreveu uma música para o novo álbum do Ed Sheeran: Dive (3ª música). Ufaaa, terminou!

E aí, gostou da Julia ou já conhecia? Para acompanhar mais a sua carreira, é só segui-la no Facebook, em seu Instagram, na Vevo e também no YouTube! \o/ Conta tudo nos comentários o que achou da Julia!

O som que vai aquecer o seu coração: Hannah Trigwell

musica-cantora-hannah-trigwell-0Já escutaram o som da cantora Hannah Trigwell? Se você respondeu “não”, então vai conhecer agora essa incrível cantora! Acabar encantando qualquer pessoa com sua voz suave e calma. Hannah começou  a carreira musical  aos 17 anos. Cantava nas ruas de sua cidade natal Buenos Aires para quem quisesse ouvir. Ela começou a ter sucesso quando seus vídeos de covers e músicas da sua autoria  foram postados no Youtube. Em maio de 2010  ela lançou seu EP de estreia, “Hold My Heart” que  alcançou o número 6  no  iTunes. Agora, apenas 25 anos, ela passou a reunir milhares de fãs ao redor do mundo e já vendeu registros até Austrália, Nova Zelândia, Canadá e EUA… Quer conhecê-la melhor? Dê um play nos vídeos!


Eu conhecia essa voz maravilhosa por causa da música “Hallelujah” – é, uma das minhas regravações prediletas. O som é incrível e dá vontade de não para de ouvir. Impossível, não acaba-se emocionando com tanto talento de Hannah? Uma canção emocionante com uma cantora de um som ímpar.

Uma canção produzida por ela mesmo: mostra seu talento como cantora e compositora. O ritmo dessa canção é contagiante e com uma mais vibe alegre! Até fico imaginando: como ainda não ser tornou uma música ouvida no mundo todo?



E a banda Boyce Avenue fez algumas parceria incríveis com ela (dando ainda mais visibilidade a Hannah). Tanto é que, fez aberturas de alguns shows da banda. Com certeza, essa parceria deu super certo, já que ela tem uma calma e um jeito doce de cantar. Amei esses dois talentos juntos! <3

Quer ouvir mais um pouquinho?! É só visitar o seu canal no Youtube Hannah Trigwell. E aí, já conhecia essa voz imprecável ou acabou conhecendo, agora? Conta nos comentários!

Músicas que as letras dizem tudo sobre o amor

músicas-letras-romanticas-de-playlistExistem músicas que contém letras apaixonantes. Quando você ouve dá até uma aquecida no coração. Já sentiu algo assim? Ainda mais músicas que falar sobre o amor. Nem precisa está amando para se derrete com a letra – às vezes, apenas com a melodia já aflora a alma. São letras com grandes poemas e faz você querer filtrar cada trecho. Aposto que alguma delas vai fazer você reviver algum amor antigo ou atual. Então, nada melhor que músicas que tem letras sutis e tocantes. Aperta o play e curta cada estrofe – aposto que vai te deixar mais leve! <3

  • All Of Me – John Legend

Cause all of me
Loves all of you
Love your curves and all your edges
All your perfect imperfections
Give your all to me. I’ll give my all to you
You’re my end and my beginning
Even when I lose I’m winning
‘Cause I give you all of me
And you give me all of you

Tradução:

Porque tudo em mim. Ama tudo em você
Ama suas curvas e todos os seus limites
Todas as suas perfeitas imperfeições
Dê tudo de você para mim. Eu darei tudo de mim para você
Você é meu fim e o meu começo
Mesmo quando perco estou ganhando
Porque te dou tudo de mim
E você me dá tudo de você

Essa música destrói sentimentos de qualquer pessoa, né? Até mesmo quem não está apaixonado se apaixonar. Acho que é uma bela canção para um casamento ou algo bem romântico. Têm uma letra impecável que descrever bem o amor. Essa versão do clipe é minha favorita! <3

  • Jason Mraz – Love Someone

When you love someone
Your heartbeat beats so loud
When you love someone
Your feet can’t feel the ground
Shining stars all seem
To congregate around your face
When you love someone
It comes back to you

Tradução:

Quando você ama alguém
Seu coração bate tão alto
Quando você ama alguém
Seus pés não conseguem sentir o chão
Estrelas brilhantes se reúnem ao redor do seu rosto
Quando você ama alguém
Isso retorna para você

Outra canção que retratar o amor perfeitamente! Ainda mais na voz de Jason Mraz, não poderia ser um verdadeiro hino romântico. Como diz a letra: o coração bate mais forte e traz sensação de flutuar.

  • Rita Ora – Poison

I pick my poison and it’s you
Nothing can kill me like you do
You’re goin’ straight to my head
And I’m headin’ straight for the edge
I pick my poison and it’s you

Bittersweet ecstasy that you got me in
Fallin’ deep, I can’t sleep tonight
And you make me feel like I’m out of my mind
But it’s alright

Tradução:

Escolhi meu veneno, e é você
Nada me mata como você
Você está indo direto para a minha cabeça
E estou indo direto para o limite
Escolhi meu veneno, e é você

Êxtase agridoce que você me causa
Me apaixonando profundamente, não consigo dormir hoje
E você me faz sentir como se estivesse louca
Mas tudo bem

Essa é uma das minhas canções prediletas! Adoro muito essa letra. Dá vontade de sair cantando pelo mundo afora. Talvez no começo seja pouco confusa, mas é tão viciante, que depois você gravar cada estrofe que existe… “I pick my poison and it’s you”.

  •  Ed Sheeran – All Of The Stars

I can see the stars from America
I wonder, do you see them too?

So open your eyes and see
The way our horizons meet
And all of the lights will lead
Into the night with me

Tradução:

Eu posso ver as estrelas da América
Eu me pergunto, será que você as vê também?

Então abra seu olhos e veja
Os nossos horizontes se encontrando
E todas as luzes irão te guiar
Pela noite, comigo.

É impossível falar sobre amor e não citar Ed Sheeran, é algo aleatório – já que quase todas suas músicas são românticas. “All Of The Stars” é uma canção cheia de poesia, faz viajar sem sair do lugar. E não é atoa que fez parte da trilha sonora do filme “A culpa é das Estrelas”. Verdadeiramente, arrebatador!

  • Katy Perry – The One That Got Away

In another life
I would be your girl
We’d keep all our promises
Be us against the world
In another life
I would make you stay
So I don’t have to say
You were the one that got away
The one that got away

Tradução:

Em outra vida
Eu seria sua garota
Nós manteríamos todas as nossas promessas
Seríamos nós contra o mundo
Em outra vida
Eu faria você ficar
Para não ter que dizer
Que você foi aquele que foi embora
Aquele que se foi

Acho que retratar muito bem quando um amor acabar… Você sentir bastante emoção na letra e trás até um sentimento de nostalgia. Dá até uma leveza na alma! <3

  • Christina Perri – A Thousand Years

I have died every day waiting for you
Darling, don’t be afraid I have loved you
For a thousand years
I’ll love you for a thousand more

Tradução:

Eu morri todos os dias esperando você
Querido, não tenha medo eu amei você
Por mil anos
Eu amarei você por mais mil.

Essa canção tem uma melodia e um ritmo suave. Super fofa e com uma letra bem apaixonante também! E este piano no fundo? Cativante…

São letras encantadoras, concordam? Da próxima vez será músicas brasileiras. Se você conhecer alguma com uma letra cheia de amor, compartilhar aqui com a gente! Gostou das canções que selecionei? Qual foi a sua favorita? É só deixar nos comentários!

Eu li o livro: Como Eu Era Antes De Você

IMG_1621Desde quando o livro “Como eu era antes de você” foi lançado, entrou na minha listinha literária (que é enorme), o problema era que, eu comprava outros livros que estavam na frente dele. E eu precisava ler, antes do filme ser lançado e acabei comprando, porque eu tinha de ler antes de assistir ao filme. Sei que ainda muitos de vocês não leram ao livro, tenho que dizer; vale muito a pena dar uma chance. Então, achei que seria legal resenhar o livro aqui no blog! \o/

Autora: JoJo Moyes | Editora: Intrínseca | Páginas: 318 

Esta resenha NÃO tem spoilers!

IMG_1588Sinopse: O livro conta a história da Louisa Clark – mais conhecida como Lou -, que aos 26 anos, se vê desempregada, morando com os pais, sem perspectivas quanto ao futuro e em um relacionamento duvidoso. A única opção de trabalho que ela encontra na sua cidadezinha é como cuidadora de Will, um homem de 35 anos que, após um grave acidente, ficou tetraplégico. Como o salário é bom – já que a família de Will é rica e ninguém sabe lidar com ele -, Lou acaba aceitando. Para ela, trabalhar na casa dos Traynor é um enorme desafio. Primeiro, por ser um emprego diferente de qualquer outro que ela já teve, mas principalmente porque Will é uma pessoa muito difícil: hostil, mal humorado, sarcástico e amargo.

IMG_1610Desde a primeira vez que li a sinopse desse livro, imaginei um enredo bem diferente do que é! Pensei que seria uma história, que sempre, estamos acostumados de ver em livros. De quando alguém entrar na vida da pessoa e acabar mudando tudo. Mas, vai muito, além disso! O livro falar sobre a depressão, relacionamentos familiares e afetivos, abuso, entre outros assuntos. Jojo mostrou dois mundos totalmente diferentes e pessoas opostas: de um lado temos o Will, um homem bem sucedido, que adorava se aventurar e de repente precisa viver em uma cadeira de rodas, sendo totalmente dependente dos outros. Dou outro lado, temos a Lou é contente com a vida que leva, não tem ambições nenhuma, viver para os outros e não sabe aproveitar a vida.

IMG_1608Acabei criando muitas expectativas e no final não aconteceu nada do que eu imaginava! Não vou contar o motivo, porque sei que muitas pessoas ainda não leram e seria um spoiler dos grandes. Só posso dizer que, me fez refletir muito nas coisas da vida. Jojo também mostra grandes dificuldades que os cadeirantes têm que enfrenta todos os dias. Não é apenas no livro que isso acontecer, e sim, na vida real. O livro ensina que a gente poder fazer o que quiser, mas acabamos sentados e reclamando da vida, enquanto, outras pessoas estão lutando para viver. Um grande tapa na nossa cara!

IMG_1606Ser atirada para dentro de uma vida totalmente diferente — ou, pelo menos, jogada com tanta força na vida de outra pessoa a ponto de parecer bater com a cara na janela dela — obriga a repensar sua ideia a respeito de quem você é. Ou sobre como os outros o veem. (página 58)

Se eu leria ele outra fez? Sim. Tanto é que, eu recomento MUITO ‘Como eu era antes de você’, para quem amar narrativa delicada, comovente, reflexiva e amores impossíveis. É apaixonante.

Daqui uns dias estou querendo ler a continuação – que chama “Depois de Você” -, espero que me surpreenda tanto quanto esse! <3

E aí, me conta: vocês já leram ou tem vontade de ler esse livro?

Dez filmes incríveis que são inspirados nos livros

ME BEFORE YOUOs livros são incríveis. Tem o poder de levar a nossa mente para outro universo. Permitindo que a gente viva diversas vidas em uma só. Demais né? Os livros nós ajudar aprender, pensar, crescer, viajar e se divertir. É uma grande viagem o mundo da leitura. É por isso que hoje em dia muitos filmes são baseados nos best – sellers. Com narrativas e personagens profundos, detalhados e com histórias que nós passam mensagens valiosas. Pensando nisso, acabei fazendo uma listinha com diversos filmes inspirados nos livros. Olha só?

  • A Culpa é das Estrelas


Romance do autor mais adorado pelos jovens atualmente John Green: “A Culpa é das Estrelas” foi um dos filmes mais esperados do ano de seu lançamento. De forma leve e descontraída, conta a história de Hazel Grace, diagnosticada com câncer na tireoide e metástase nos pulmões – e como sua vida mudou após conhecer Gus, o garoto que gostava de metáfora e tinha medo de ser esquecido.

  • Simplesmente Acontece


Essa comédia romântica pode parecer bobinha de início, mas ela tem um grande sentimento implícito no roto. Rosie desistiu do seu sonho de fazer faculdade de hotelaria em Boston para cuidar do seu bebê, enquanto Alex vai para Harvard. Essas coisas simplesmente acontecem e às vezes, não se tem o controle. E sobre a relação de Alex e Rosie, já se sabe que tem um clima rolando entre dois, mas quando ele se muda, é de partir o coração.

  • O Diário da Princesa


Mia era uma adolescente de 15 anos que mora com a mãe em Manhattan e tinha uma vida normal até que descobre que seu pai era príncipe de Genóvia, um pequeno país da Europa. Logo, ela conhece sua avó paterna que nunca tinha ouvido falar mas que é uma Rainha e está decidida a transformar Mia em uma princesa. Entretanto, Mia fica balançada em ser apenas uma garota normal de Manhattan ou se mudar para Genóvia para ser uma futura Rainha. A história conta com dez livros e dois spin-off (é essa a palavra?) escrito pela maravilhosa Meg Cabot e dois filmes lançados para o cinema, tendo a atriz Anne Hathaway interpretando a Princesa Mia.

  • Se Eu Ficar

Mia Hall (Moretz) acreditava que a decisão mais difícil que enfrentaria em sua vida seria ter que escolher entre seguir seus sonhos na escola de música Juilliard ou trilhar um caminho diferente para estar com o amor de sua vida, Adam (Blackley). Mas o que deveria ter sido um passeio despreocupado com sua família muda tudo repentinamente e agora sua própria vida está em jogo. Quando se vê entre a vida e a morte, Mia tem pela frente uma decisão que irá determinar não somente seu futuro, mas também seu destino.

  • O Menino do Pijama Listrado


Um filme tocante e pesaroso baseado no romance homônimo de John Boyne. Retrata o mundo inocente de duas crianças durante a Segunda Guerra Mundial, sendo que uma (Shmuel) é judia e outra (Bruno) é filho de um oficial nazista.Bruno vive isolado no jardim da casa próxima onde seu pai trabalha, que é um campo de concentração, e começa a explorar o local. Logo ele cria uma amizade com Shmuel, um judeu preso no campo.

  • Comer, Rezar e Amar


O filme do livro “Comer, Rezar, Amar”, de Elizabeth Gilbert, também é um sucesso. Na trama, Elizabeth (Julia Roberts) resolve largar tudo – marido, trabalho, amigos – e parte para a Índia, Itália e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de autoconhecimento. No filme, a viajante conhece um brasileiro por quem se apaixona.

  • Anna Karenina


Baseado em um grande clássico do escritor russo Liev Tolstói, este filme conta a história de uma aristocrata que, apesar de ter uma vida cheia de riquezas e beleza, sente-se vazia. Logo ela se apaixona por Conde Vronsky e inicia um caso amoroso que causa muitas reviravoltas. Enquanto isso, a narrativa acompanha também Konstantin Levin, um camponês que tem o sonho de se casar com Kitty, irmã de Dolly, esposa do irmão de Anna Karenina. O filme é contado em forma de teatro, e tudo ocorre de forma bem dinâmica. Uma história cheia de revelações e questões filosóficas sobre os relacionamentos humanos.

  • Um Amor para Recordar

O livro do Nicholas Sparks que virou filme já fez muitas pessoas chorar horrores (inclusive eu). O romance é sobre uma improvável história de amor entre um jovem popular Landon  e pela mocinha e nerd Jamie. O problema é que Jamie, a garota, tem uma doença grave. O casal que tinha tudo para nem ser apaixonar, mas o destino vai acabar de uni-los. E o fim da história vai te causar fortes emoções. Vai preparando os lencinhos.

  •  Orgulho e Preconceito

Baseado no livro homônimo, Orgulho e Preconceito narra a história de cinco irmãs da aristocracia rural inglesa envoltas em questões de casamento, moralidade e preconceito. Keira Knightley interpreta Elizabeth Bennet, uma das irmãs, que é contra o casamento e a favor de uma vida mais produtiva – isto é, até se deparar com o belo e esnobe Sr. Darcy (Matthew Macfadyen). É um filme apaixonante.

  • Como Eu Era Antes de Você


Estou começando a ler o livro – até o momento estou amando. Com certeza, esse foi o best-seller mais esperado do ano. O livro conta a história da Louisa Clark – mais conhecida como Lou -, que aos 26 anos, se vê desempregada, morando com os pais, sem perspectivas quanto ao futuro e em um relacionamento duvidoso. A única opção de trabalho que ela encontra na sua cidadezinha é como cuidadora de Will, um homem de 35 anos que, após um grave acidente, ficou tetraplégico. Como o salário é bom – já que a família de Will é rica e ninguém sabe lidar com ele -, Lou acaba aceitando. Para ela, trabalhar na casa dos Traynor é um enorme desafio. Primeiro, por ser um emprego diferente de qualquer outro que ela já teve, mas principalmente porque Will é uma pessoa muito difícil: hostil, mau humorado, sarcástico e amargo.

Não se pode negar que esse tipo de adaptação acabar levando quem não curte muito a leitura se aproximar mais dos livros – interessante né?! É como se os filmes fossem extensão para o livro. E que todos os filmes baseados no livros, que sejam, fiéis a cada parte. E claro, o melhor de tudo é as trilhas sonoras apaixonantes. Estou até planejando uma parte dois desse post – já que é um assunto que todos nós amamos, filmes e livros juntinhos.  <3

Qual desses filmes é o seu favorito? Curtiu a lista? Conta tudo pra gente nos comentários!

Instagram: perfis inspiradores para você seguir

cliques-instagramVocê gosta de seguir novos perfis no Instagram? Então esse post é pra você. Aposto que sua timeline vai ficar ainda mais interessante. Sei que vocês gostam muito de inspirações de fotografias, não é mesmo? Por isso, escolhi perfis que despertam ainda mais o nosso lado criativo e inspirador. Quem saber cada um deles mereça o seu follow? Escolhi perfis que despertam ainda mais o nosso lado criativo e inspirador. E claro, garanto que o seu feed ficará magicamente mais encantador!

cliques-perfeitos-no-instagramVocê gosta daquelas fotos estilo Tumblr? Então, vai ser encantar com cada uma das fotografias registradas nesse perfil. As fotos da Julia são simplesmente perfeitas! Com certeza, você já deve ter se deparado em algum momento com alguma fotografia dela. Dá vontade de morar dentro do feed da Ju (tão linda que é, cada uma das suas fotografias)<3.

cliques-perfeitos-no-instagram-3Esse feed é um verdadeiro conto de fadas e grande mar de inspirações! As suas fotografias são de lugares incríveis e paisagens maravilhosas. Perfeito para quem adorar acompanhar viajantes e acabar viajando nas imagens.

cliques-perfeitos-no-instagram-2Acho que o nome do perfil já diz tudo, né? Por acaso, você sonhar em conhecer Londres? Dave Burt registrar cliques encantadores da cidade, mostrando todos os detalhes do lugar e acabar fazendo você se sentir como se estivesse naquele local. PER-FEI-TO!

cliques-perfeitos-no-instagram-1Para quem curte ilustrações esse é o perfil perfeito! Como eu particularmente adoro, não poderia deixar de fora desta listinha. Ela costumar desenhar mais flores, pássaros e também faz outros tipos de desenhos. Deixando o seu feed ainda mais encantador!

cliques-perfeitos-no-instagram-4Olha quantas fotografias maravilhosas! O perfil da Nadja é um verdadeiro paraíso, você vai encontrar uma variedade enorme (dá nem vontade de sair do seu user!). Tem até fotografias que dá vontade de reproduzir. Jamais posso esquecer, tem muitas flores e céus maravilhosos.

cliques-perfeitos-no-instagram-0As fotos da Kessara são um estilo bem monocromático. Uma das coisas que destacar suas fotografias são as cores, costuma usar mais cinza e um toque clean – não deixar de ser interessante. Ótimo para quem ama perfis que mesclar bem as cores.

Nunca pensei que sentiria tanta faltar em fazer esse post. Acabar despertando ainda mais a nossa criatividade. Muitos perfis incríveis, né? São perfis distintos um do outro, mas cada um traz cenas diferentes, lugares e pessoas, por isso, que vale a pena acompanhar. Diversificar um pouco, conhecendo perfis novos! E você, já conhecia algum deles? Qual destes perfis foi o seu predileto? Compartilhar com a gente seu comentário! 

Comprando botas estilosas na internet

comprando-botas-estilosas-na-internetQuem ai estava com saudades dos dias frios? Confesso que eu estava muito \o/! É tão bom pode tirar os casacos do guarda roupa e todas as outras peças quentinhas, como as botas. Sapatos fechados não podem faltar nesses dias, né? Não existe nada melhor que botas para enfrentar o friozinho. Com certeza, você dever está desejando um modelinho novo ou mesmo precisando compra botas novas, né? O melhor de tudo é que você tem diversas opções para escolher como: over the knee, ankle, coturnos, montaria, cano baixo e médio, chelsea entre outros modelos. Acabei vasculhando lojas online e encontrei modelos muito bonitos e com um preço bacana. Confere só a listinha!

1. Bota Dijean Solado Tratorado da Zattini – R$ 127, 42
2. Bota FiveBlu Franja Cano Curto da Dafiti – R$ 84, 99
3. Coturno Mooncity Brilho Zíper da Zattini – R$ 99, 90
4. Bota Vizzano Montaria Resinada da Dafiti – R$ 125, 99
5. Bota PVC Zaxy Preta da Lojas Pompéia – R$ R$ 99,90
6. Bota Petite Jolie Coturno da Zattini – R$ 110, 42
7. Bota Moleca em Camurça da C&A – R$ 129, 99
8. Bota Mississipi Cano Curto da Dafiti – R$ 99, 99
9. Coturno de Camurça Moleca da Marisa – R$ 139, 99
10. Bota com Fivela Beira Rio da Marisa – R$ 179, 99
11. Bota Cano Curto Moleca da Marisa – R$ 139, 95
12. Bota Crysalis Metal Marrom da Dafiti – R$ 139, 99
13. Bota de Salto com Franjas da Lojas Pompéia – R$ 159, 00
14. Bota Salto Grosso Beira Rio da Zattini – R$ 139, 90
15. Bota Country Moleca Cano Curto da Dafiti – R$ 149,90
16. Coturno Vivaice Vira Metal da Zattini – R$ 99,90

Muito amor envolvido, né?! O bom das botas é que pode ser bem versátil pra se usar com vestidos, saias, calças e shorts. Todos os modelos selecionados são tendências é, uma ótima escolha para você apostar nesse inverno.

O mais legal que essas de cano curto ou os coturnos você pode usar em dias mais quentes, combinando com uma peça fresquinha. Não é porque você morar em lugares mais tropical que não pode ter uma botinha pra chamar de sua. E você, qual foi a sua favorita? Conta nos comentários!