garota

Eu não sou a garota dos seus sonhos

Eu poderia ter fingido ser a garota dos seus sonhos. Aquela que toda vez que você pensar vem um sorriso bobo no rosto. Aquela que transmite tranquilidade e uma paz em sua vida. Que faz você se sentir como se estivesse no paraíso. Aquela que inspirar textos, descrever músicas e que rimar poemas. Aquela que sua mãe se orgulharia em ter como nora. Ou aquela que apreenderia fazer a sua comida favorita pra te agradar. E que se esforçaria para se dar bem com seus amigos. E até acompanharia você em todas as baladas e, até mesmo, não se descontrolaria de ciúmes. E até nos domingos sem graça. Eu teria fingido gosta de assistir futebol – só para te a sua companhia. Mesmo detestando tudo isso. Eu poderia ter fingido…

É que eu não posso satisfazer as suas expectativas. Um dia a máscara iria cair. E eu não conseguiria fingir ser o que não sou. Sabe? Com esse temperamento difícil de lidar. Cheia de inseguranças e com muitos medos. E que lutar constantemente contra ansiedade. Seria como uma verdadeira avalanche em sua vida. Uma grande bomba relógio, que se não souber manusear, podendo, até explodir em suas mãos. Porque você é sólido e eu sou líquido, e agora, você buscar calmaria em meio à tempestade.

Seguindo a lei de Coulomb, os opostos se atraem – se até mesmo as leis da física comprovam isso, não tem como prova ao contrário. Entende? Não adianta tentar encontrar alguém que seja igual a você, no final de tudo, os iguais se repelem. Se por acaso, encontrar quem supra as suas expectativas, é meu bem, você perdeu a chance de embarcar em uma viagem alucinante. Que seria algo inesquecível em sua vida. Por isso, posso não ser a garota dos seus sonhos. Porque no fundo, você sabe, como eu também sei: que sou a única que pode te fazer feliz. E aí, você quer ser feliz?

A garota que aprendeu acreditar em si

Ela chutou o balde. Colocou o seu vestido favorito azul com estampas de margaridas. Soltou os cabelos e saiu pelas ruas da cidade. Passou na sorveteria da esquina e pediu um sorvete sabor chiclete. Sentiu uma leveza na alma, como se estivesse voltando na infância. Era uma sensação que ela não conseguia explicar a ninguém – aliás, nem ela mesma compreendia. Depois de tanto se esconder dos seus medos, já estava na hora de enfrentar cada um deles.

Foi naquele dia que ela começou a acreditar em si.

Pegou as coisas que estava atrasando a sua vida e jogou tudo pela janela a fora. Sem sentir culpa nenhuma. E todas aquelas coisas que ela não disse, acabou dando um nó em sua garganta. Ela gritar bem alto e acabar ecoando por toda casa. Ela está determinada a começar tudo de novo. Uma nova história e também com novos personagens, até mesmo com uma nova trilha sonora. Dessa vez, está disposta a seguir o seu coração, sem se importar com as opiniões alheias: porque ela cansou das pessoas querer decidir por ela.

Ela caiu tantas vezes, não tinha ninguém que ajudasse a se levantar. Mas, sabia que o seu lugar não era no chão. Então ela encontrou um jeito de se levantar. De agora em diante, ela tem um mundo para descobrir. E sair voando para novos horizontes – e, assim, descer deste carrossel que sua vida se tornou: sempre girando, sem sair do lugar, assistindo tudo e não vivendo nada.

Ela está com um novo brilho em seus olhos. Os deixando ainda mais lindos! Ela encontrou a felicidade que tanto desejava. Quem a conheceu no passado, não vai reconhecer essa garota forte que ela se tornou. Uns dizem que ela cresceu e amadureceu. Eu digo que ela se encontrou. Afinal, encontrou a liberdade de ser quem ela é. 

Inspiração: fotografando as suas próprias fotos

inspiraçãofotos24É isso mesmo que você acabou de ler no título é fotografar as suas próprias fotos! Sim elas, são tão fotogênicas quanto qualquer coisa que você fotografar. E com algo tão simples que você tem em casa render cliques perfeitos, sabia? O melhor de tudo que você vai reviver lembranças antigas e momentos incríveis! Por isso, reunir as fotos mais legais para você se inspirar e tirar usando todas as suas fotografias impressas. Confere só!

inspiração-fotos-de-fotografias-0inspiração-fotos-de-fotografiasinspiração-fotografias-de-fotos-0inspiração-fotografias-de-fotos-1inspiração-fotos-de-fotografias-2inspiração-fotografias-de-fotos-5inspiração-fotografias-de-fotos-6Muitas fotos legais! Use como base de inspiração, assim, você tirar fotografias bem criativas e bonitas. Gostou dos cliques escolhidos? Já tirou algum foto nesse modelo? Conta tudo aqui nos comentários!

Inspiração: fotos dentro de casa

texto630Vamos fotografar dentro de casa? A nossa casa é um dos lugares que mais passamos a maioria do tempo, né? O tema do post de hoje é, inspiração: fotos dentro de casa! Mesmo que você trabalhe e fiquei a maior parte do tempo fora de casa, sempre vai ser o seu maior refúgio. Acho que não existe um melhor lugar para tirar fotos. Revirei a internet de cabeça pra baixo procurando inspirações e acabei achando mais do que imaginei! Você vai ter muitas ideias legais para colocar em prática. Essas são algumas seleções que eu trouxe para compartilhar aqui. Confere só! Que tal reproduzir?

inspiração-fotos-dentro-de-casainspiração-fotos-dentro-de-casa-0inspiração-fotos-dentro-de-casa-2inspiração-fotos-dentro-de-casa-4inspiração-fotos-dentro-de-casa-5
inspiração-fotos-dentro-de-casa-12inspiração-fotos-dentro-de-casa-6inspiração-fotos-dentro-de-casa-7inspiração-fotos-dentro-de-casa-3inspiração-fotos-dentro-de-casa-11inspiração-fotos-dentro-de-casa-8inspiração-fotos-dentro-de-casa-9inspiração-fotos-dentro-de-casa-10inspiração-fotos-dentro-de-casa-14O legal é você aproveitar a luz da janela e fotografar! Repare que clicks na janela dar um ótimo contraste. Sua casa não precisa ser tão chique. Tem modelos de fotos de casas mais simples iguais as fotos acima e as fotos ficar incríveis! Você só tem que usar a sua criatividade e eu sei que você tem! Uma observação: Não precisa copiar as roupas e nem o estilo das meninas. Foque no ângulo da fotos e ideias de poses para fazer. E seja você, o importante é que se divirta! E você costumar tirar fotos dentro de casa? Curtiu as dicas e tem alguma ideia pra compartilhar com a gente?

Ela se perdeu de si mesma

texto258

Leia o texto ouvindo:
Acendeu um cigarro e levou a boca. Suas mãos estavam trêmulas e estava sozinha em meio aquela rua cheias de pessoas. Sua alma gritava por socorro. E em uma tragada e outra, lágrimas escorria pelo seu rosto. As pessoas passava por ela, fingindo não ver. Ela abraçava os joelhos, com medo. Isso faz com que ela se sinta mais protegida. Mas no meio daquela escuridão toda ela sabia que nada daquilo adiantaria.

A noite ia ficando mais fria e orvalho caia sobre sua pele. Ela esfregava as mãos uma na outra para poder se aquecer, e o pior, que a única coisa que aquecia era aquele cigarro entre seus dedos. Sentia o amargo na sua boca, mas aquilo, aliava o que estava sentindo por dentro. Ela fechava os olhos e desejava poder acordar daquele pesadelo. Seus dias eram sempre os mesmos, tão tristes e solitários. Quantas vezes ela queria apenas poder abraçar alguém. Só que ela contava apenas com a sua solidão que sempre estava ao seu lado, até mesmo quando não era convidada.

Ela se perdeu de si mesma, não conseguia entender o que tinha acontecido na sua vida. Sentiu como se o mundo a odiasse.

Barulhos de sirene, nada daquilo assustava mais. Já era altas horas da madrugada e as pessoas continuavam indo e vindo. E ela, continuava sentada nos degraus da escada. Só que agora o orvalho tinha se transformado em uma tempestade. Sua roupa se ensopava e o seu corpo tremia todo de frio. O que ela queria, era sua cama quentinha. Ela queria agora pode estar em casa. Só que sua casa tinha tomado outros rumos.

Fechou os olhos e desejo do fundo do coração que alguém ajudasse. De repente sentiu que não cair mais chuva nela. Seus olhos se abriram, reparou que ao seu lado havia alguém de pé segurando um guarda-chuva. Era um rapaz alto, não conseguiu ver muito o seu rosto, mas tinha cabelos na altura do ombro. Agachou-se e entregou a capa de chuva que estava vestindo e o seu casaco. Aliviando frio que ela sentia. O seu rosto tinha traços marcantes, olhos cor de caramelo e o seu sorriso era capaz de desarmar uma guerra. Ele foi embora naquela tempestade e a chuva caia sobre ele. Ela continuava observando sua imagem sumindo em meio às ruas e os carros.

Ela sabia que ele era o seu anjo. Jogou a caixa de cigarros fora. Solto o cabelo e deixou que o vento soprassem todos os fios vermelhos dele. Ela levantou-se daquele chão molhado e frio. Enxugou com as costas das mãos as lágrimas que fazia questão de continuar escorrendo, mas agora, brigava com um sorriso gentil em seu rosto. Ergueu a cabeça e saiu daquele lugar. Ela foi em direção ao horizonte, deixando para trás tudo aquilo que não a pertence mais. Ela sabia que não tem como passar pelas felicidades da vida sem antes conhecer a tristeza. Então é isso, ela acabou percebendo que depois da tempestade sempre vem o arco íris.