fim

Se fosse amor, não teria acabado

Se eu dissesse que tudo isso deixaria um de nós machucados, você teria embarcado nessa? Você teria segurando minha mão para eu não cair? Teria? Mas você preferiu solta quando teve a primeira chance, você lembra? E eu cair. Despedaçando inteira naquele chão frio. Doeu, ainda dói. Mas agora, consegui me reerguer. Lá no fundo eu sabia que, um dia chegaria ao fim – e mesmo assim, coloquei você em todos os meus sonhos e planos para o futuro. Só que, infelizmente, eu não tiver espaço nos seus. Até porque, o amor morreu antes mesmo de chegar ao fim.

Aliás, isso nunca foi amor. Se fosse amor, você não teria desistido da gente. Eu poderia fazer parte dessa papelada esparramada na sua mesa. Você poderia te comprado uma passagem de ida pra mim. Eu poderia atrasar meu relógio para a gente se encontrar na esquina daqui de casa. Ou talvez, agendasse um horário pra gente se vê de novo. Quem sabe me guardaria na sua medalhinha de foto, do lado do coração. Sei lá, só queria fazer parte da sua vida de algum jeito. Se fosse igual aos filmes, tudo se encaixaria e teríamos um bendito final feliz.

Olhando para o futuro, vejo que não vai ter mais lugar pra você. Estou tão ocupada comigo mesmo. Entrei na aula de violão. Sabe, do curso de desenho que eu te falava e, você achava perda de tempo? Pois é, comecei a fazer. É uma das melhores perda de tempo que estou tendo. Estou pensando em fazer uma viagem para um país diferente. E, graças a Deus, estou conhecendo pessoas novas. Tem caras legais aparecendo na minha vida. Não vai se por sua causa, que desistirei do amor. E, adivinha? Eu tenho que te dá parabéns, porque são pessoas iguais a você que a gente aprender a se blindar – e acabar percebendo o que vale a pena correr atrás.

Se fosse amor, você teria segurado a minha mão. Poderíamos cair, mas no final, estaríamos juntos. Dessa história, uma parte minha acreditou que existiu amor e a outra finge que nada aconteceu. Por isso, te digo: se fosse amor, todo universo iria conspirar ao nosso favor.

O último adeus

Acordei como qualquer outro dia. Tomei um banho rápido, me arrumei e preparei um café forte para enfrenta mais uma rotina do dia a dia. Resolvi ir a pé para o trabalho, já que a caminhada duraria meia hora. Só que, eu estava tão distraída, que nem prestei atenção em uma circunstância, em que eu estava passando em frente ao seu prédio – prometi a mim mesmo, que cortaria quarteirões para não passar naquele lugar, do nosso último adeus.

Ainda sou covarde. Não quero reviver nada daquilo. A pior parte de todas, acabei parando em frente a sua janela. Até porque, um pequeno detalhe me deixou feliz: as flores que eu cultivava ainda estavam na sacada. De uma forma ou de outra, eu ainda pertencia aquele lugar, mesmo sabendo que não fazia mais parte da sua vida. É claro, ainda dói saber que, o seu amor não me pertence mais.

Aliás, naquela mesma sacada, foi o nosso último beijo. O último abraço e também o último adeus. Acabei fazendo questão de exala o cheiro do seu perfume, que talvez, seja uma das últimas lembranças que levarei comigo. E com o tempo seu rosto vai desaparece da minha memória, em doses pequenas, o som da sua voz, vou acabar me esquecendo.

Eu não queria que tivesse acabado – sei que existia amor de ambas as partes. Mas sabe de uma coisa? É melhor assim, acabou nós dois ainda se amando, sem raiva, mágoa ou culpar. E também não estávamos preparados suficientemente para algo mais sério, precisamos nós descobrir. Ou, pelo menos, essa foi uma das melhores desculpas para terminamos.

Eu precisava voltar para minha rotina monotonia, mesmo desejando passar o dia todo em frente a sua janela. A vida tem que continuar, preciso seguir sem olhar para trás, está ciente, que o amor virou saudade. Se eu pudesse te disse algo, agora, seria somente: Obrigada, você me mostrou o significado do amor. Além disso, que o importante, o importante mesmo, foi eterno enquanto durou.

Sabe, não terminou como conto de fadas

Eu costumava ficar os observando. Todos sabiam que eles eram amigos. Ou melhor, dizendo, melhores amigos. Porém, o que todos sabiam mesmo era que, eles se amavam. Só eles que ainda não haviam percebido. Encontravam-se quase todos os finais da tarde na lanchonete da esquina. Conservam sempre dando atenção um para o outro. Sem mexer no celular, como se nada mais tivesse importância. Curtiam apenas o momento.

Ele, uma calmaria. Ela, uma grande tempestade. Totalmente opostos. Porém, ao mesmo tempo se completavam.

O rapaz, acabei percebendo, era muito centrado. Guiava-se pela razão, jamais pela emoção. Tinha os pés no chão. Sempre com um bom humor. Mas eu, identifiquei em seus olhos, um medo. Desconfio que, até ele mesmo desconheça.

E a moça, carregava quase sempre algum livro de Shakespeare. E também outros livros. Decorava, provavelmente, alguma peça de teatro. Em sua pele existia tatuagens enigmáticas. Constelações. Rosas. Borboletas voando. Lua. Unicórnio. De alguma forma todos os desenhos poderia ser uma grande definição sobre ela. Confesso que imaginava o significado de cada um deles em sua vida. Aliás, a primeira impressão dela é, uma garota sonhadora que viver com a cabeça nas nuvens.

Em um fim de tarde, como todos os outros, clientes já tinham ido embora e os dois continuavam sentados na mesa e, então, algo que todos imaginavam que ia acontecer. Aconteceu, eles se beijaram – não literalmente, porque quem teve a iniciativa do beijo foi ele. E ela correspondeu, mas depois saiu correndo, deixando ele sozinho. E não acabou, antes de ir embora, ele deixou um bilhete singelo na mesa “Desculpe pelo beijo, mas eu prometo não te incomodar mais”.

Nos dias seguintes, ela continuava o esperando no mesmo lugar. Ele não apareceu mais. Nem na segunda, terça e todo resto do mês. De telespectadora, fiz parte daquela história, entreguei o bilhete que ele havia deixado. Seus olhos lacrimejavam, enquanto lia mais de duas vezes aquele pequeno bilhete. Depois, guardou na bolsa o pequeno papel e foi embora se misturando no meio da multidão. Nunca mais ninguém os viu por ali.

Pena que, aquela história não terminou iguais aos contos de fadas. Cada  um seguiu o seu caminho.

Quem sabe, um dias eles se reencontram e descubram, o amor foi um dos sentimentos que mais os ligavam. Talvez, pode ser tarde. Além disso, quero que eles sejam felizes, mesmo não estando juntos. Pode ser que acabou, mas se foi bom, guardem as melhores memórias, porque são essas que merecem fazer parte das lembranças que viveram juntos. Até o fim.

Que ainda exista amor pra recomeçar

que-exista-amor-pra-recomecar-textoEu não acreditei quando você disse que iria embora –, para mim você estava blefando. De madrugada você me enviou uma mensagem se despedindo. Corri para suas redes sociais e lá encontrei uma penca de mensagens dos seus amigos. Meu corpo gelou naquele instante. Então você tinha feito sua escolha. Nem fez questão, de se preocupar com o que eu ia sentir. Durante alguns minutos queria que um meteoro caísse na sua cabeça. Que nada desse certo. E que você percebesse que era um erro, um grande erro, talvez um dos maiores da sua vida. Em fração de segundo, me sentir egoísta em querer prender você aqui comigo.

Olhei pela janela e calculei quantos lençóis eu tinha que amarrar pra tentar fugir de madrugada. Queria sair correndo até sua casa e pedir que não fosse embora. Iria falar que você é um estúpido, idiota e um bobo, que ninguém conseguiria viver longe de você, principalmente eu. Se fosse preciso sairia correndo até o aeroporto impedindo que você pegasse um voo, iguais essas cenas clichês dos filmes.

No entanto, você fez uma decisão e, eu não vou te impedir. Se essa for sua escolha então, vá. Eu só tenho que respeita. Sei que seus sonhos não estão aqui. Vai conquistar o mundo. Espero que encontre o que você tanto procurar. Vou ficar aqui torcendo por você. Eu só quero que você saiba que eu te amo e continuarei te amando. Estou abrindo mão da minha felicidade só pra te ver feliz. Acho que essa é uma grande prova de amor, né? Abrir mão da pessoa que amamos e ficar observando ela ir embora (…)

Talvez, por uns dias ou quem sabe pra sempre.

Por isso, que vou ficar desejando tudo de melhor na sua vida, mesmo não fazendo mais parte dela. E que nessa sua nova fase, venha conhecer pessoas incríveis, que te ensine coisas novas e que você possa ensiná-las também. Que tenha dinheiro, mas que não mude o seu caráter, apenas te dê mais aprendizagem e conhecimento. Bem, o que eu mais te desejo é: amor. Em todos os dias da sua vida. Desejo simplesmente amor. Que encontre alguém que te faça fica, porém, se ainda não encontrar esse alguém, que ainda exista amor pra você recomeçar. Somente isso.