Sorria para a vida

texto283É muito fácil dizer que tudo passa. Que um dia as coisas mudam. Ou que o tempo é o melhor remédio. Quero ver é fazer passar. Quero ver é querer mudar. Quero ver é deixar o tempo curar. Ouço choros silenciosos. Leio tristezas com erros de português e de vida. Presencio inúmeros amores que não são para serem amores.. Pior é quando vejo pessoas deixando um ‘não’ abalar tão profundamente suas vidas. O ser humano anda com uma carga muito baixa de amor próprio e um frasco de autoconfiança completamente vazio.

Que mania é essa de sofrer a qualquer custo, por qualquer motivo, por qualquer pessoa? Que péssimo hábito é esse de abaixar a cabeça para a primeira voz alta que te barra no caminho? Ei moça. Ei rapaz, o mundo é dos que se impõem. Dos que se atrevem. Dos que querem. Dos que lutam. Dos que debatem. Dos que enfrentam.

Levanta dessa cadeira do desgosto. Inclina a coluna e corrige essa postura. Eleva o teu nariz e bate firme com o pé no chão para a areia cair do sapato. Talvez você ainda esteja na metade da metade da vida e está vivendo – por vontade própria – como alguém que já está no fim. Ou não. Pois até mesmo os donos de cabelos brancos com pele cheia de linhas sabem aproveitar o pouco tempo que lhe resta. E quer saber por quê? Porque eles sorriem. E riem alto. Dão gargalhadas que lhe tiram lágrimas dos olhos em virtude de histórias bem vividas no seu passado. Já pensou em fazer o mesmo?

Quantas vezes você finge sorrir durante o dia? Quantas vezes você rir sem descolar os lábios? E quantas vezes você dá gargalhadas que queimam o estômago e são livres como o vento? Acho que deverias acrescentar o riso no seu dia-a-dia com mais frequência. Uma gargalhada tem o poder de mudar o seu dia muito mais do que uma mensagem de texto que você cria expectativas frustradas e não vem com as palavras que você gostaria de ter lido.

Abra os braços. Sinta o vento no rosto. Diga bom dia ao dia e faça-o ser bom. Faça um carinho na cabeça de um cachorro. Olhe-se no espelho e enxergue a pessoa linda que há em você. Abra as janelas desse quarto abafado. Deixe o sol entrar. Caminhe com mais firmeza. Sorria para a vida.

Amores vão e vem. Uns doem mais, outros nem. Oportunidades voam como pássaros, abra os braços e abrace as que lhe convém. De onde saiu um “não”, pode sair um “sim” também. Se há espaço para mais um no coração da sua mãe, com certeza há no seu também. Dê valor aos benefícios que você possui e viva bem.

Sobre o autor: Colaborado no blog da Isabela Freitas. Wesley Néry, mas pode chamar de Wes. Tem 19 anos, nasceu, vive em Manaus, e sonha em bater as asas em breve. Canceriano, perfeccionista, sonhador e um ótimo ouvinte. Desabafa pelos dedos no Word ou em qualquer linha torta que estiver mais próxima apenas pelo prazer de brincar com as palavras.

Dia dos Namorados, é só mais uma dia qualquer

texto38Para que ficar se lamentando porque você vai passa o dia dos namorados sozinha? É mais um dia qualquer como qualquer outro dia. Para ser sincera “O Dia dos Namorados” é uma mera data comemorativa criada pela mídia. Eu nunca importei com o dia dos namorados. Nunca fiquei neurótica “ai meu Deus, mas um dia que eu vou passar sozinha”. Não muito obrigada, estou muito bem assim. Não nasci para ficar mendigando o amor de ninguém. O verdadeiro amor é um dos sentimentos mais bonitos que possa existir, e não compeça ficar mendigando. O máximo que você vai receber são esmolas. Ás vezes ficar tão apreensiva em achar a sua cara metade e acabar namorando com um babaca.

Eu nunca concordei com essa frase. “Você só é feliz quando está namorando”. Eu discordo completamente, para mim a pessoa só é feliz quando ela tem o amor próprio por si, quando ela se amar de verdade. E não precisa de ninguém do lado para se sentir feliz. Se ame, e deixe que o resto venha até você. Você pode ter certeza que a sua cara metade irá aparecer.

Eu nunca liguei por passar o dia dos namorados sozinha. A vida é tão passageira para ficar ser importando com um dia qualquer. É só mais um dia, com significado qualquer. Não, eu não odeio o dia dos namorados, para mim são todos os dias. Não adianta nada a pessoa o ano todo age como um grande idiota e quando chegar essa data virar um santo.

Não preciso de ninguém para dizer que me amar, nunca precisei. Não é orgulho, é o amor por mim mesma. Quem vai poder me entender, mas do que eu? Acho que ninguém, né? Aprendi com a vida a gente nascer sozinha e morrer sozinha. Mas as pessoas não se conformam com esse fato. E então, elas buscam por alguém para completar o vazio dentro delas. Uns encontram e outras não, e acabam passando a vida toda procurando.

Tem uma coisa que a vida me ensinou também. Que borboletas só chegam perto de você, quando você não está correndo atrás delas. Por que não as deixa-las voar, pode ter certeza, que um dia, quando você menos esperar elas irão pousar em você. Eu acredito nisso…

Desculpe, mas eu prefiro ficar sozinha e quando chegar a hora irei encontrar um cara legal, que vale a pena chamar de namorado, e dividir esse dia com ele. Enquanto isso não acontece, deixa eu aqui sozinha. E pode ter certeza que estou feliz, mas do que muitos casais que existe por aí.

Eu quero apenas ser feliz

texto104
– Toc, toc.
– Quem é?
– É a felicidade!
– Oi felicidade seja bem vinda, estou surpresa com a sua visita, você nem sempre aparecer por aqui.
– Me desculpe não vir muito aqui. Mas sempre quando eu batia na sua porta quem me atendia era a tristeza, e ela sempre me disse: que você não precisa de mim.
– Ah, é que todos me abandonaram e ela foi à única que continuou comigo.
– Será que foram todos que te abandonaram, ou foi você que os trocou pela tristeza?
(Silêncio)
– Eu vir que a tristeza e a melancolia saíram logo cedo hoje! Então, resolvi te visitar.
– É as duas acordaram bem cedo, nem ficaram para o café. Mas que bom que você está aqui!
– Vejo que você precisa muito de mim…
(Suspiro)
– Não conseguir deixar de reparar os seus pulsos. Eles estão tão automutilados!
– Ah, foi à tristeza que me ajudou com a automutilação. Ela vem-me sugerindo a tomar um remédio que poder acabar com todo o meu sofrimento. Mas, pretendo não tomar!
– Me desculpe por te ter abandonado!
– Não se desculpe. Talvez foi eu que te abandonei. Apeguei-me tanto com a tristeza…
(Silêncio logo)
– Sabe felicidade o que dói não são essas automutilações, não é essa dor externa, e sim, a dor que eu carrego por dentro, a dor interna. Nenhum remédio resolver. Apenas quando adormeço as coisas melhoram.
– Mas eu estou aqui. Eu quero te ajudar e devolver toda a felicidade que você precisa. Irei ajudar você a cicatriza essas feridas que você carregar por dentro, e por fora.
(Silêncio com choros)
– Prometo que não vou deixar a tristeza entrar pela aquela porta. E caso ela resolver voltar irei dizer: “que aqui agora viver a felicidade, e quando ela consegue entrar, não tem espaço suficiente para a tristeza”.
– Por favor, não me abandone!
– Não irei te abandona. Eu nunca abandono, são as pessoas que acabam me trocando pela tristeza!
– Mas caso você resolver me deixar, às portas sempre vai ta aberta para você voltar, só não sei ser vai ser eu, ou tristeza que vai abrir a porta.
– Digo e repito “quando a felicidade entrar a tristeza não consegue voltar”.
– Promete!
– Eu prometo. Que de hoje em diante eu sempre estarei com você!
– Toc, toc!
– Quem é?
– Sou eu a tristeza! Posso entrar?
– Não. Estou com a felicidade, e não tem espaço para você mais aqui!
(Silêncio)
– Tristeza diga pra mim porque você tem tanta dor?
(Continuar em silêncio)
– Então, por favor, tristeza esqueça meu endereço quero ver você partir, e não volte nunca mais. Esqueça tristeza de mim. Eu, não te quero mal, apenas não te quero mais.
– Eu vou indo, mas quero que você saiba que eu posso voltar!
– Ah, tristeza não é querendo ser chata, mas levar a melancolia junto com você.