O amanhã não nos pertence

texto2A gente nunca saber quando vai ser o último adeus. Encontramos com as pessoas que amamos e esquecemos de dizer o tanto que são especiais nas nossas vidas. De uma forma bem difícil, eu vivi isso, quando vi o meu pai em um leito de U.T.I., acabei percebendo que não estamos preparados para perder quem amamos. São tantos planos que, você só começar a viver de incertezas.

Acabei refletindo que estamos vivendo uma vida atrás de bens materiais, bom emprego, status, aquele curso dos sonhos e, acabamos esquecendo-se das pessoas que são especiais. E logo, acostumamos com a rotina do dia-a-dia. Saímos sem dizer o tanto que a pessoa é importante, esquecendo que aquele pode ser tornar o último momento juntos. O pior é saber que aquelas conversas pode se tornar lembranças do passado. E aquele último abraço de manhã, talvez, seja um adeus. E todas as fotografias vão acabar se tornando nostalgia.

Sabe qual é o nosso pior erro? Esquece que o dia do amanhã não nos pertence. Aproveite e diga “eu te amo”. Abrace como se a sua vida dependesse desse abraço. Veja como sua família e amigos são importantes pra você. Reflita e pense: e se hoje for o último dia das nossas vidas? Então, viva intensamente e, curta cada momento.

Descobri que no final do túnel sempre há uma luz. E graças a Deus, hoje faz cinco dias que meu pai saiu da U.T.I., e o melhor de tudo, sem nenhuma sequela. Aprendi que mesmo que as coisas estejam péssimas, pensamento positivo e emitir coisas positivas. Você vai acabar começando a atrair coisas positivas pra sua vida, e que, dias melhores virão, se não for hoje ou amanhã, será depois, mas chegará, confie em Deus, ele não faz nada em vão. 

Enquanto estou terminando esse texto. Eu só quero tomar um pote de sorvete com o meu pai e, com muita cobertura de chocolate. Porque são momentos pequenos assim, que se tornam inesquecíveis.

Estrelas

texto-estrelaOntem eu observei as estrelas no céu. Em meio aquela escuridão toda, elas conseguem ilumina a terra aqui em baixo. E com toda essa imensidão do universo, elas têm o seu próprio brilho. Observando daqui elas são tão pequenas, porém, lá em cima tão grandes. Umas brilham mais do que as outras, mas nunca, deixam de ofuscar umas as outras. Porque cada uma delas sabem o tanto que são importantes para forma esse espetáculo todo no céu.

Reparei que elas representam os sonhos. Com todo o brilho. Alguns sonhos são assim (encantador, distante, porém perto…). É isso, cada estrela carregar um sonho de alguém com ela, sonhos que foram destruídos, estão distantes ou que nunca foram alcançados. Só que no meio daquilo tudo algumas se encontram sozinhas, como muitas pessoas, só, que não deixam de brilhar. Então, as estrelas acabam me ensinando – mesmo estando sozinha continuar brilhando.

Olhar para um céu estrelado é isso, sentir paz. Você ver a imensidão do universo. E percebe que não está sozinho. Em algum lugar do mundo tem alguém agora olhando uma estrela.

Talvez seja por isso, que Deus, mantém um céu estrelado. Ele sabe que em cada uma delas vive o sonho de cada um de nós.

Agradeço, por elas está ali, mesmo não conseguindo alcançar.

Eu sabia que a minha estrela brilhava em algum lugar daquela imensidão, mais conhecida como universo. Caso eu não encontre a minha, não importa, o céu tem milhões e milhões de estrelas e cada uma representa um sonho para se realizar.