Quem te ama

Vi que você não andar bem. Ouvir dizer que está com o coração partido. Vem se escondendo do mundo. O seu quarto se tornou o seu novo abrigo. Dizem que você não sorrir mais como antes. Aguente firme. Este pode ser tornar o seu declínio, e quando se der conta, estará em um grande abismo. Enxugue essas lágrimas que insiste em cair. Desta vez, não deixe que ele te magoei de novo, garota.

Jogue fora as cartas que ele te escreveu, os poemas sem rimas – que você guardava por achar fofo. Tire do porta retrato a foto de vocês dois juntos, acho que é a melhor forma de você ir esquecendo, de um jeito ou de outro, você terá que fazer isso, por que não agora? Apague dos seus arquivos todas as fotos dele. Exclua o número dos seus contatos. E não atenda mais nenhuma das suas ligações, mesmo que seja, para uma conversa de amigos. Coloque um fim, antes que você se machuque mais. Eu não quero ser clichê, mas nesse jogo, alguém sempre sair machucado. Surpresa: no fundo você sabe, quem sairá mais ferido nessa história toda.

No começo vai doer. Você vai sentir falta do sorriso dele, do abraço que era como seu porto seguro, dos seus doces beijos que te fazia flutuar. Vai sentir o cheiro do seu perfume por todos os lugares que ir, as músicas que ouviam juntos começará a tocar em todas as rádios. Mas tem algo que é inevitável, levará para sempre todas as memórias. Ás vezes você vai sentir saudades, mas não vai querer isso de volta.

No fim, o melhor lugar para ele está é no seu passado. Até porque, você não merece sofrer por quem não te ama.

Um dia você vai me agradece por todos os conselhos. E de agora em diante, a sua única prioridade é ser feliz. Independente do que acontecer. Divirta-se mais com as pessoas que você ama. Viaje para novos lugares, conheça novas pessoas, viva intensamente. E quando encontrar um novo amor, não tenha medo. Porque ele vai saber o tanto que você já sofreu e, vai te amar tanto (tanto!) a ponto de você esquecer quem um dia te magoou e de todos os amores, que já viveu. Vai descobrir quem te ama, não te faz sofrer. Quem te ama, vai te mostrar o verdadeiro significado do amor. Quem te ama, vai fazer de tudo para estar em todos os momentos ao seu lado. Então você vai ver, que o amor é isso, querer estar sempre juntos. Até o infinito e além. 

Se fosse amor, não teria acabado

Se eu dissesse que tudo isso deixaria um de nós machucados, você teria embarcado nessa? Você teria segurando minha mão para eu não cair? Teria? Mas você preferiu solta quando teve a primeira chance, você lembra? E eu cair. Despedaçando inteira naquele chão frio. Doeu, ainda dói. Mas agora, consegui me reerguer. Lá no fundo eu sabia que, um dia chegaria ao fim – e mesmo assim, coloquei você em todos os meus sonhos e planos para o futuro. Só que, infelizmente, eu não tiver espaço nos seus. Até porque, o amor morreu antes mesmo de chegar ao fim.

Aliás, isso nunca foi amor. Se fosse amor, você não teria desistido da gente. Eu poderia fazer parte dessa papelada esparramada na sua mesa. Você poderia te comprado uma passagem de ida pra mim. Eu poderia atrasar meu relógio para a gente se encontrar na esquina daqui de casa. Ou talvez, agendasse um horário pra gente se vê de novo. Quem sabe me guardaria na sua medalhinha de foto, do lado do coração. Sei lá, só queria fazer parte da sua vida de algum jeito. Se fosse igual aos filmes, tudo se encaixaria e teríamos um bendito final feliz.

Olhando para o futuro, vejo que não vai ter mais lugar pra você. Estou tão ocupada comigo mesmo. Entrei na aula de violão. Sabe, do curso de desenho que eu te falava e, você achava perda de tempo? Pois é, comecei a fazer. É uma das melhores perda de tempo que estou tendo. Estou pensando em fazer uma viagem para um país diferente. E, graças a Deus, estou conhecendo pessoas novas. Tem caras legais aparecendo na minha vida. Não vai se por sua causa, que desistirei do amor. E, adivinha? Eu tenho que te dá parabéns, porque são pessoas iguais a você que a gente aprender a se blindar – e acabar percebendo o que vale a pena correr atrás.

Se fosse amor, você teria segurado a minha mão. Poderíamos cair, mas no final, estaríamos juntos. Dessa história, uma parte minha acreditou que existiu amor e a outra finge que nada aconteceu. Por isso, te digo: se fosse amor, todo universo iria conspirar ao nosso favor.

O amor chegar sem avisar

O amor bateu na porta. Corri para abrir. Ele entrou sem pedir licença e nem fazer barulho algum. Deixando um buquê de gérberas no centro de mesa. Sentou-se na poltrona de frente para a janela. Depois, ofereci um pouco de café. Ele acabou recusando. Sua presença fazia o meu coração acelerar e as minhas mãos suarem. Então a gente se encarar, como se acabássemos de nos conhecer. O mais assustado é que sempre esteve escondido em algum canto destas paredes. Em seguida, ele vai em direção à vitrola em cima da estante e colocar uma música romântica para tocar. Fecho meus olhos para sentir ainda mais aquela canção. O silêncio pairava na sala. A música tinha terminado e o amor havia ido embora.

Antes de partir, deixou borboletas voando por todos os cantos. Textos esparramados pela escrivaninha e uma paz dentro de mim.

O amor não vai aparece quando você estiver esperando. Ele é sorrateiro. Entra pelas frestas da janela ou qualquer lugar que puder. Nos deixa desorientada, sem rumo e com uma felicidade que não consegue explicar de onde vêm. Ele nos ensina a voar mais alto e segurar a nossa mão, para não cair. É recíproco. Não dói. Te faz se sentir em êxtase e você viajar em seus próprios devaneios. Consegui sentir isso!? É você fechar os olhos e mesmo com medo da escuridão, sabe que está seguro.

Por isso, que as histórias de amor fazem sentido. E o final feliz, não nada é clichê. Com o amor sua vida é mais colorida, o céu é ainda mais azul e as flores são ainda mais perfumadas. As estrelas vão está ainda mais brilhantes. Porque o amor sempre traz o melhor pra nos. Então mais uma vez, não tenha medo do amor, quando ele chegar. O abrace e convide-o para entrar. Dê preferência ofereça um chá.

Citações: Do lado de cá

Precisei atravessar um oceano, riscar meu corpo, colorir meus cabelos. Tive que abandonar seguranças e certezas, amigos e família. Deixei para trás emprego, casa, travesseiro, língua, lembranças e passados que não passavam. Deixei meus amores, tantos que me deixaram um buraco. Deixei minhas paixões, tolas, que só me fizeram ver que o buraco era eu.

Precisei me afastar de tudo o que eu amo para me amar, precisei mudar completamente o que eu sou pra me ser.

Aqui nessa cidade gelada, verde e cinza, planta e prédio, tantas pessoas de tantos lugares. Aqui onde posso confundir domingo e quinta-feira e gastar minha meias no chão de casa. Onde as horas são minhas e as escolhas também. São tantas as novidades todos os dias, novos rostos para novos começos. Tantas línguas e culturas. Tanta gente e tanta solidão.

O momento que era de fim se fantasiou de começo e me permitiu começar. O ano em que tudo acabaria sobreviveu e eu sobrevivi. A vida me chamou, bagunçou meu mundo, virou minha existência de cabeça para baixo, decapitou minha existência. O fim virou começo. E eu me permiti começar.

Sobre o autor: Verônica Heiss – também conhecida como Verônica H. – é um personagem ficcional (heterônimo) que surgiu em meados de 2005. Sua autora, de identidade desconhecida, nunca revelou muito sobre si. (…) Verônica surgiu como um escape, uma máscara. É justamente o fato da Verônica não ter uma idade, um local onde vive ou uma opinião absoluta que a torna um pouco de todos nós. Porque na verdade todos nós somos obrigados a negar as várias idades que temos: ora somos novos e imaturos, ora somos velhos e sábios, pertencemos a vários lugares e somos essa incrível contradição. Verônica veste contradição e sai na rua, é fácil se identificar ou se inspirar nisso.”

*Já tinha um bom tempo que não atualizava a tag “citações” com textos incríveis de autores brasileiros.

Por um amor recíproco

amor-recíprocoEla excluiu seu número do celular e apagou todas as mensagens que você havia enviado. Rasgou todas as fotos do mural de fotografias e deletou cada uma delas do Instagram. Desfez amizades com pessoas que os ligavam de alguma forma, somente para não ter nenhuma notícia sua. Ela quer começar uma nova fase na própria vida e você não está incluído, nesses novos planos. Consequentemente ela decidiu te esquecer, do mesmo jeito, que você sempre fazia questão de deixá-la de lado em sua vida. Sabe de uma coisa? Ela cansou de amar por dois.

Ela queria que você segurasse a mão dela perto dos seus amigos. Demostrasse mais afeto. A levasse para o lugar mais alto da cidade para ver o pôr-do-sol. Que curtissem mais momentos juntos. Preocupasse com seus medos e que fosse seu porto seguro. Desejou que se importasse mais com os sonhos que ela compartilhava com você. Confiava tanto em você que, acabou despindo a própria alma, em um amor de merda.

Você vai descobrir com o tempo que perdeu alguém que te amou de verdade. Uma pessoa extraordinária, pena que será tarde demais. Você vai a ver conhecendo outros caras, irá sentir como uma facada no peito, ainda mais quando ela te tratar com indiferença. Que para ela, você realmente deixou de fazer diferença. Ela quer ser feliz e não permitirá sofrer por mais nenhum amor vazio, ainda mais se for vindo de você, que feriu profundamente o que ela sentia.

Mais ela ainda continuar acreditando no amor, ainda mais quando vê histórias de casais que estão juntos quase a existência toda. Ela continua acreditando em cartas escritas a mão, declarações, histórias, loucuras, romances clichês e tudo que o amor pode envolver. E com você foi apenas uma chuva de verão.

Ela só quer um amor recíproco. Alguém que vai amá-la intensamente. Que irá partilhar cada um dos momentos que viver com ela. Vai ligar só para ouvir a sua voz e dizer que a ama. Pode parecer algo bobo, mas para ela é como se desse os anéis de Saturno. Logo então, você vai ouvir a canção favorita dela, entenderá que era para você, principalmente, aquele trecho que falar: “que realmente não creio que você seja tão forte assim…”. E aí você vai compreender, no final das contas, você que terminará sozinho.

Aliás, espero que você não se arrependa. Porque será tarde demais.

O último adeus

Acordei como qualquer outro dia. Tomei um banho rápido, me arrumei e preparei um café forte para enfrenta mais uma rotina do dia a dia. Resolvi ir a pé para o trabalho, já que a caminhada duraria meia hora. Só que, eu estava tão distraída, que nem prestei atenção em uma circunstância, em que eu estava passando em frente ao seu prédio – prometi a mim mesmo, que cortaria quarteirões para não passar naquele lugar, do nosso último adeus.

Ainda sou covarde. Não quero reviver nada daquilo. A pior parte de todas, acabei parando em frente a sua janela. Até porque, um pequeno detalhe me deixou feliz: as flores que eu cultivava ainda estavam na sacada. De uma forma ou de outra, eu ainda pertencia aquele lugar, mesmo sabendo que não fazia mais parte da sua vida. É claro, ainda dói saber que, o seu amor não me pertence mais.

Aliás, naquela mesma sacada, foi o nosso último beijo. O último abraço e também o último adeus. Acabei fazendo questão de exala o cheiro do seu perfume, que talvez, seja uma das últimas lembranças que levarei comigo. E com o tempo seu rosto vai desaparece da minha memória, em doses pequenas, o som da sua voz, vou acabar me esquecendo.

Eu não queria que tivesse acabado – sei que existia amor de ambas as partes. Mas sabe de uma coisa? É melhor assim, acabou nós dois ainda se amando, sem raiva, mágoa ou culpar. E também não estávamos preparados suficientemente para algo mais sério, precisamos nós descobrir. Ou, pelo menos, essa foi uma das melhores desculpas para terminamos.

Eu precisava voltar para minha rotina monotonia, mesmo desejando passar o dia todo em frente a sua janela. A vida tem que continuar, preciso seguir sem olhar para trás, está ciente, que o amor virou saudade. Se eu pudesse te disse algo, agora, seria somente: Obrigada, você me mostrou o significado do amor. Além disso, que o importante, o importante mesmo, foi eterno enquanto durou.

Sabe, não terminou como conto de fadas

Eu costumava ficar os observando. Todos sabiam que eles eram amigos. Ou melhor, dizendo, melhores amigos. Porém, o que todos sabiam mesmo era que, eles se amavam. Só eles que ainda não haviam percebido. Encontravam-se quase todos os finais da tarde na lanchonete da esquina. Conservam sempre dando atenção um para o outro. Sem mexer no celular, como se nada mais tivesse importância. Curtiam apenas o momento.

Ele, uma calmaria. Ela, uma grande tempestade. Totalmente opostos. Porém, ao mesmo tempo se completavam.

O rapaz, acabei percebendo, era muito centrado. Guiava-se pela razão, jamais pela emoção. Tinha os pés no chão. Sempre com um bom humor. Mas eu, identifiquei em seus olhos, um medo. Desconfio que, até ele mesmo desconheça.

E a moça, carregava quase sempre algum livro de Shakespeare. E também outros livros. Decorava, provavelmente, alguma peça de teatro. Em sua pele existia tatuagens enigmáticas. Constelações. Rosas. Borboletas voando. Lua. Unicórnio. De alguma forma todos os desenhos poderia ser uma grande definição sobre ela. Confesso que imaginava o significado de cada um deles em sua vida. Aliás, a primeira impressão dela é, uma garota sonhadora que viver com a cabeça nas nuvens.

Em um fim de tarde, como todos os outros, clientes já tinham ido embora e os dois continuavam sentados na mesa e, então, algo que todos imaginavam que ia acontecer. Aconteceu, eles se beijaram – não literalmente, porque quem teve a iniciativa do beijo foi ele. E ela correspondeu, mas depois saiu correndo, deixando ele sozinho. E não acabou, antes de ir embora, ele deixou um bilhete singelo na mesa “Desculpe pelo beijo, mas eu prometo não te incomodar mais”.

Nos dias seguintes, ela continuava o esperando no mesmo lugar. Ele não apareceu mais. Nem na segunda, terça e todo resto do mês. De telespectadora, fiz parte daquela história, entreguei o bilhete que ele havia deixado. Seus olhos lacrimejavam, enquanto lia mais de duas vezes aquele pequeno bilhete. Depois, guardou na bolsa o pequeno papel e foi embora se misturando no meio da multidão. Nunca mais ninguém os viu por ali.

Pena que, aquela história não terminou iguais aos contos de fadas. Cada  um seguiu o seu caminho.

Quem sabe, um dias eles se reencontram e descubram, o amor foi um dos sentimentos que mais os ligavam. Talvez, pode ser tarde. Além disso, quero que eles sejam felizes, mesmo não estando juntos. Pode ser que acabou, mas se foi bom, guardem as melhores memórias, porque são essas que merecem fazer parte das lembranças que viveram juntos. Até o fim.

Que ainda exista amor pra recomeçar

que-exista-amor-pra-recomecar-textoEu não acreditei quando você disse que iria embora –, para mim você estava blefando. De madrugada você me enviou uma mensagem se despedindo. Corri para suas redes sociais e lá encontrei uma penca de mensagens dos seus amigos. Meu corpo gelou naquele instante. Então você tinha feito sua escolha. Nem fez questão, de se preocupar com o que eu ia sentir. Durante alguns minutos queria que um meteoro caísse na sua cabeça. Que nada desse certo. E que você percebesse que era um erro, um grande erro, talvez um dos maiores da sua vida. Em fração de segundo, me sentir egoísta em querer prender você aqui comigo.

Olhei pela janela e calculei quantos lençóis eu tinha que amarrar pra tentar fugir de madrugada. Queria sair correndo até sua casa e pedir que não fosse embora. Iria falar que você é um estúpido, idiota e um bobo, que ninguém conseguiria viver longe de você, principalmente eu. Se fosse preciso sairia correndo até o aeroporto impedindo que você pegasse um voo, iguais essas cenas clichês dos filmes.

No entanto, você fez uma decisão e, eu não vou te impedir. Se essa for sua escolha então, vá. Eu só tenho que respeita. Sei que seus sonhos não estão aqui. Vai conquistar o mundo. Espero que encontre o que você tanto procurar. Vou ficar aqui torcendo por você. Eu só quero que você saiba que eu te amo e continuarei te amando. Estou abrindo mão da minha felicidade só pra te ver feliz. Acho que essa é uma grande prova de amor, né? Abrir mão da pessoa que amamos e ficar observando ela ir embora (…)

Talvez, por uns dias ou quem sabe pra sempre.

Por isso, que vou ficar desejando tudo de melhor na sua vida, mesmo não fazendo mais parte dela. E que nessa sua nova fase, venha conhecer pessoas incríveis, que te ensine coisas novas e que você possa ensiná-las também. Que tenha dinheiro, mas que não mude o seu caráter, apenas te dê mais aprendizagem e conhecimento. Bem, o que eu mais te desejo é: amor. Em todos os dias da sua vida. Desejo simplesmente amor. Que encontre alguém que te faça fica, porém, se ainda não encontrar esse alguém, que ainda exista amor pra você recomeçar. Somente isso.

Entrelinhas

texto772Você deveria ter prestado mais atenção no jeito em que eu te olhava. Aliás, não foi atoa que me matriculei naquele curso de fotografia. Vi seu nome escrito lá, então, era o único jeito de ficar mais perto de você – até porque, eu nunca gostei de fotografar. Mas eu amava como você retratava cada uma das suas fotos. Havia tanto sentimento em todas elas e eu conseguiria passar a vida inteirar admirando-as. Mas existia um, porém, você se escondia por trás daquelas armações de óculos horríveis e sem graça.

E, foi na sexta feira, a penúltima aula de auto-retrato, o professor pediu que você escolhesse alguém para auto-retratar. Na minha plena consciência eu nem estaria na sua lista – já que a gente tinha trocado poucas palavras e se falava somente sobre fotografias. Você olhou para minha direção e sorriu, e falou para o professor que queria me fotografar. Estava autêntico no meu rosto que eu fiquei sem reação. Eu esperava você escolhesse qualquer pessoa, menos eu.

Foi naquele dia que nos conhecemos melhor. Só te conhecia pelo o que os outros me contavam – vi que você é um cara totalmente diferente. Com um jeito divertido e riso contagiante, que poucos conheciam. Eu estava conhecendo uma parte de você totalmente desconhecida, melhor do eu poderia imaginar.

Depois você me mostrou a foto que havia tirado. Um ângulo que eu não conhecia e com toda modéstia, era tão lindo.

Havia capturado a essência dos meus olhos. Eles brilhavam tão intensamente. Quantos sentimentos havia guardados ali dentro? Será que você percebeu? Parecia que há tempos vinha estudando como capturar cada detalhe meu. E como não consegui perceber antes? Acho que estava ocupada demais fingindo ser quem não era, para que você prestasse mais atenção em mim. Acabei lembrando, uma vez na aula de português da sétima série, que perguntaram a professora “o que eram entrelinhas”. Ela explicou para todos da classe: Significa compreender uma mensagem não explicita na frase ou fala.

Então, percebi que você era as entrelinhas e precisava se compreendido. E não era nas suas palavras, mas nas suas atitudes. Aquela vez que segurou a porta pra eu passar. Quando rebobinou a minha câmera analógica e isso custou o seu tempo. Teve o dia que estava chovendo e você me deu seu guarda-chuva. Ou quando dividiu o seu único bombom comigo, não foi somente gentileza. Foi naquele momento, sentir que você e eu estávamos tendo um sentimento recíproco em ambas as partes.

Você me mostrou que o amor está nas pequenas atitudes, que às vezes passam despercebidas e, é o mais importante. E que nem tudo precisa ser dito, apenas demonstrado.

Por fim, vou adorar fazer parte das entrelinhas da sua vida.

Você não me amou o suficiente

texto870E hoje acabei me perdendo em suas fotografias, aquelas que eu faço questão de guardar na minha caixinha de lembrança. Só para relembrar dos teus traços, do seu sorriso, do seu olhar, do desenho dos teus lábios e a moldura do seu sorriso. O teu cheiro me persegue, às vezes sinto seu perfume pairando no ar. Se eu pudesse te voltado naquela nossa última discussão, tinha deixado o meu orgulho de lado. Teria passado por cima dele. Teria sufocado o meu ego. Mas… essa não seria eu.

Agora você parece estar feliz. Vi que você encontrou alguém, que talvez, saiba como conduzir um amor. Era pra mim está alegre e curtindo mais a vida, mas eu ainda relembro todos os momentos que passamos juntos. Basta eu ver um casal de namorados, ou quando vou ao cinema ou só de passar perto de uma sorveteira. Consigo lembrar quando eu sujava o seu nariz com sorvete, depois rimos horrores. O mais engraçado que, eu sinto falta até do seu silêncio.

Acho que a gente não era pra ter dar certo mesmo. Por que se não, o universo conspirava ao nosso favor. Mas, pelo ao contrário, a gente só foi se afastando um do outro. Até que você me esqueceu. Você conseguiu, eu não. Quem se machucou nessa história toda fui eu. Você não foi capaz de suportar meus momentos insanos, era nesses que eu mais precisava de você. Olha que eu te dei o melhor de mim para te fazer feliz. Talvez, não fosse suficiente para você, mas era o que tinha a oferecer. Porque se você tivesse um pouquinho de amor, não teria pulado fora na primeira brigar, como um verdadeiro covarde. Acho que você percebeu que eu era intensa demais para você. E viu que nunca aceito amor pela metade.

Você não me amou suficientemente. E eu como trouxa que sou ainda, continuou te amando. E eu tentei, tentei mesmo, que a gente tivesse dado certo. Mas eu fico feliz que tudo tenha acabado, não quero ninguém comigo por pena. E espero que um dia, perceba o erro que cometeu em sua vida. E só para acrescentar, não faça questão de me procurar. Porque nesse dia, vai está tudo cicatrizando aqui, eu vou está feliz seguindo o meu caminho. E quem sabe, com alguém que me ame de verdade e que valorizar esse sentimento que carrego no peito. Porque o amor, tem que vir dos dois lados.