Seis coisas que você deve fazer sozinha pelo menos uma vez

Quantas vezes você saiu sozinha para ir nos lugares? É algo bastante inevitável, né? Sempre procuramos chamar uma amiga, namorado ou ir com os pais para se sentir mais sociável… enfim, talvez você possa se sentir meio alone, por exemplo, em ir ao cinema ou viajar desacompanhada. E aliás, pode ser algo mais natural possível do que você consegue imaginar, sabia? Para provar que isso é mais comum e legal, listei seis coisas que você deve fazer sozinha pelo menos uma vez. Olha só?

  • 1. Ir ao shopping

Você pode andar por todos os lugares, entrar em todas as lojas que quiser e experimentar quantas peças de roupas tiver vontade. É algo bastante libertador, hein? Sem se sentir culpada em deixar alguém esperando, aliás, sem ninguém para te apressar…

  • 2. Ir ao cinema

Talvez no começo possa parecer meio desconfortável… porém, você vai pode escolher o filme que quiser, chorar a vontade e rir muito, sem te ninguém pra te julgar. Outra parte: não te ninguém para dizer o que achar que vai acontecer. E ver antes de ouvir as opiniões dos outros. E quando, estiver algo em cartaz que você quer muito assistir, mas não tem com quem ir? Relaxa e aproveite a sua própria companhia!

  • 3. Sair para comer

Se a gente sair por aí imaginando: “o que as pessoas vão pensar?”, provavelmente, não faríamos nada. Depende do ponto de vista de cada um; alguns vai sentir pena, outros vai ficar olhando e há pessoas que vai te achar com uma autoconfiança incrível – vão até te invejar com toda sua confiança. Por isso, não espere ninguém te convidar para ir ao restaurante ou lanchonete… O melhor de tudo, você pode escolher a comida predileta e comer tanto que quiser, sem ninguém te julgando. Plmdds você não vai nem precisa dividir sua comida com ninguém. HAHAHA

  • 4. Viajar

Já pensou em fazer uma viagem sozinha? Definitivamente esse é um dos pontos de vista mais assustadores. Porém é algo totalmente libertador. Não precisa ser uma viagem para fora do país, em uma cidade interessante ou um final de semana em alguma praia no Brasil, mas caso queira sair totalmente da zona de conforto, um intercâmbio para estudar outro idioma no exterior ou um mochilão pela America do Sul. Legal, né? Você vai trazer em sua bagagem diversas aprendizagens para vida toda!

  • 5. Turistar pela sua cidade

Aposto que tem diversos lugares na sua cidade, que talvez, você ainda não conheça, certo? Comece indo naquele parque e leve seu livro favorito para ler, relaxe na natureza, aproveite para caminhar, visite um ponto turístico famoso, vai visitar um museu ou se tiver praia, aproveite o clima agradável e divirta-se.

  • 6. Ir a um show ao vivo.

Provavelmente é um lugar escuro e com show rolando no palco, onde ninguém vai prestar atenção que está sozinha, porque eles (igual a você) estarão cantando, dançando, pulando e desfrutando intensamente daquela música. Aliás, vão estar somente curtindo o momento.

Por acaso, ainda tenha medo ou receio: Experimente! Sabe aquela frase: “quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?”. Então! E aí, já fez alguma coisa dessa lista sozinha? Se sim, qual foi a sensação?! Conta pra gente nos comentários! <3

O amor da minha vida sou eu

texto529Hoje me lembrei do meu primeiro amor, foi em 2005, quando eu tinha dez anos. Lembro quando ele se foi. Chorei horrores e fiquei triste por muito tempo, esse mesmo tempo acabou cicatrizando tudo. Em seguida meu segundo amor foi na adolescência, não tenho muitas lembranças, só lembro que não fui correspondida. Mas mesmo assim, um estúpido cupido fazia questão de me fazer apaixonar de novo, de novo e de novo.

Um dia conheci um garoto que, fazia as borboletas no meu estômago voarem, minhas mãos suava e minhas pernas tremiam, o pior aconteceu, eram sintomas do amor. Guardei tudo dentro de mim. Eu via que ainda não estava pronta para viver um amor, faltava alguma coisa para me completar. O problema é que eu não sabia o que era. De uma coisa eu tinha certeza, não estava preparada para embarcar em um relacionamento. Estava procurando algo que faltava…, era eu mesmo. Porque ainda precisava me conhecer melhor.

Busquei descobrir o meu verdadeiro eu, não aquele, que eu via quando olhava em um reflexo no espelho. Mas aquele que ia além da alma. Uma fase de transição, amadurecimento e crescimento. Com isso, acabei me conhecendo melhor e descobrindo mais sobre mim.

Hoje em dia estou mais preparada para um relacionamento. Estou mais segurar. Consigo aceitar uma pessoa totalmente diferente, no pensar e no agir. Sei que nem tudo são flores. Vai haver discussões e brigas. E aprenderemos a pedir perdão e a perdoar. Caso não de certo? Não tem problema, acabamos tendo mais uma aprendizagem para entrar no nosso currículo da vida.

O mais interessante quando você descobre quem você é, acabar percebendo que não precisar de ninguém pra te completar. E sim, que chegue para transbordar. Penso comigo, não vale a pena planta sementes em coração vazio. É como receber amor pela metade. Entende? Então a melhor forma de encontrar alguém que te ame, quando você ver que o grande amor da sua vida é você. Não é egoísmo. É descobrir o seu verdadeiro valor.

Ilustrações do Cotidiano

instagram7Sou muito fã de ilustrações, e um ilustrador está fazendo bastante sucesso, misturando itens do mundo real com suas ilustrações, é , o web designer Javier Pérez, de EGuayaquil no Equador, vem chamando atenção por diversas redes sociais; principalmente no Instagram.javierjavier0javier1É um encanto as ilustrações dele, né? Para acompanhar mais do trabalho de Javier, site.

Persona: O que tem na sua bolsa?

personaVocê sabe tudo que está dentro da sua bolsa nesse momento? Por acaso, já parou para pensar o que os objetos que carrega têm a dizer sobre você? O fotógrafo americano Jason Travis resolveu embarcar nesses questionamentos. Para discutir a relação entre nossos pertences e nossa personalidade o fotógrafo criou o projeto Persona, uma série de fotografias tiradas de pessoas na rua onde cada um a ser fotografado retira suas coisas da bolsa para serem clicadas também. Ele tentar mostrar a personalidade de cada um, mostrando apenas uma foto acima dos ombros e tudo o que há na bolsa ou mochila da pessoa.

O projeto foi criado com o intuito de saber ainda mais sobre as pessoas através do que elas carregam em suas bolsas. É como se fosse um termo de dizer que “você é o que tem na sua bolsa”. Imaginem só, o que vocês pensariam se encontrassem um homem com a bolsa com câmeras profissional? A impressão seria que ele é algum fotógrafo ou algo relacionado, certo?! Deu pra ver que realmente é questão de personalidade, né? Dá uma olhada em algumas das fotos do projeto:perosna10perosna9persona2persona6persona8persona4persona3persona5persona7persona11Esse projeto mostra como nossas escolhas estão atreladas à nossa personalidade, e fica impossível olhar as fotos e não tentar adivinhar a profissão, que música ouve, ou que lugares frequenta. E você, o que tem na sua bolsa ou mochila? Diz muito sobre você? Vocês podem ver ainda mais imagens, no Flickr