Filme da semana: The Duff

Nada melhor que aproveita o feriado assistindo um bom filme, né? Já havia um bom tempo que estava precisando assistir novos filmes. Bom, lá estava eu procurando algo novo, até me deparar com um filme que desde quando foi lançado fiquei curiosa para ver. Aí eu me perguntei: “Por que demorei tanto para assistir esse filme?”. Graças aos comentários positivos da galera, decidi assistir e valeu muito a pena! <3

Vou começar falando sobre “D.U.F.F.: Você Conhece, Tem ou É”.

O filme é foi baseado no livro de romance do mesmo nome escrito por Kody Keplinger. Conta com a participação dos autores Mae Whitman, Robbie Amell e Bella Thorne. Por ser um filme de adolescente, a primeira coisa que você pode pensar é naqueles filmes clichês, com lideres de torcida e astros do futebol americano, mostrando a busca por popularidade feita pela maioria dos jovens. E… Duff não é bem assim.

Bianca, Jess e Cassie são três amigas inseparáveis. Jess e Cassie são magras, altas e estão sempre por dentro do mundo da moda. Bianca é baixinha, não tem corpo de modelo e usar roupas largas, além de ser super irônica e engraçada. Ela nunca tinha percebido que todos na escola a tratavam diferente até que Wesley, seu vizinho e amigo de infância, conta que ela era vista como uma DUFF (Designated Ugly Fat Friend, que no filme é traduzido como Desengonçada, Útil, Feia e Fofa). Bianca fica arrasada, mas ela logo admite que Wes está certo. De impulso, ela descarrega sua raiva para fora em Jess e Casey, retirando-as das redes sociais e passando a andar sozinha.

O filme começa a fica ainda mais interessante: Bianca decide virar esse jogo e pede a ajuda de Wesley para ser finalmente o alvo de interesse e não a amiga feia. Como ele precisa passar em biologia, ele aceita ajudá-la e eles fazem um acordo. Acabar acontecendo muitas coisas em voltar desses dois personagens.

Depois de uma série de cenas engraçadas, de cyberbullying e de desilusões amorosas, Bianca finalmente toma uma decisão. Irritada com tudo que estava passando, ela se reúne com suas amigas, que sempre foram verdadeiras amigas para ela e que, juntamente com sua mãe compreendedora, a convencem a ir ao baile com elas. Chegando lá, agora confiante de si mesma, Bianca diz à uma garota (que sempre praticou bullying com ela) que te que devem ser fiéis às nossas próprias identidades.

Como deu para perceber, esse filme é perfeito para discutir a influência que a mídia tem sobre a vida das pessoas, principalmente dos jovens. São tantos disparos de informações sobre o jovem que ele acaba querendo seguir tanto as tendências e se esquece da sua essência, de sua real personalidade. O filme tenta exatamente “tirar as vendas” desse público, mostrando que não há nada de errado na sua personalidade.  Assim, o filme procura romper com todos esses “rótulos” e mostrar que: “Não importam o rótulo que te puseram, só você pode ser definir”. É uma das frases do filme.

Quantas estrelas o filme merece? 4 estrelinhas. Gostei muito, desejei poder voltar no tempo pra não tem me importado muito com a opinião das pessoas na época do colégio, e aproveitado ainda mais com as minhas amigas. Gostei de verdade! Recomendo especialmente pra quem adora comedia romântica, leve e também divertida. Pelo o trailer você já pode ver com o filme e vão entender o que tô falando.

E aí, alguém também já assistiu “The Duff?” e gostou? Contem o que vocês acharam do filme nos comentários do post! Aliás, tem lá no Netflix.

Filme assistido: Simplesmente Acontece

Sabe quando você está em um tédio total e não tem nada para fazer? Esses dias eu estava assim também! Em seguida, resolvi procurar um filme para assistir e me lembrei de que nunca tinha assistido (antes tarde do que nunca!), que é baseado em um livro – que fez e ainda continuar fazendo sucesso. Uma amizade de infância que se transformou em um grande amor. 

Sim, estou falando de “Love, Rosie” e na versão em português “Simplesmente Acontece”.

Onde tudo começar? O filme foi baseado no livro Simplesmente Acontece é a adaptação do sucesso literário Onde Terminam os Arco-íris  (recentemente foi relançado pela Novo Conceito com o título de Simplesmente Acontece), escrito por Cecelia Ahern, não posso esquece que ela também é autora de “P.S Eu te Amo”. Assim como no livro, o filme conta a história de Rosie, interpretada pela linda e talentosa Lily Collins e Alex, interpretado pelo incrível Sam Caflin.

Vamos a história? O filme começa de trás pra frente e Rosie está fazendo um discurso no casamento de seu amigo Alex. E como felicidade infinita não rende filmes interessantes é necessário que passem por turbulências antes do tão sonhado “felizes para sempre”. De forma geral, Rosie e Alex se conhecem desde a infância e, com isso, acabaram se apaixonando, mas não conseguem entender o que estavam sentindo. Vivem uma série de desencontros, mas o destino teima em mantê-los unidos. Ou seja: Poderia muito bem ser a simples história de dois jovens e seus altos e baixos até a vida adulta, mas é mais do que isso. Nós mostrar que não tem como planejar, esconder, tentar adiar ou adiantar alguma coisa. Ele irá acontecer no momento certo. Tem uma parte do filme que diz uma frase muito linda: “Eles eram amigos inseparáveis, sendo sempre separados.” O filme consiste nisso, nas idas e vindas do amor, dos acasos da vida, de um destino incerto, e dos dois amigos que sempre se atraíam, não importasse o que acontecesse.

Toda vez que eles se encontravam parecia que nada tinha mudado e é incrível como eles não pareciam notar esse amor. Acima de tudo, eles prezavam pela amizade e confiança. Fazendo se apaixonar pela história e torce pela felicidade dos personagens.

Agora eu consigo entender o título em português, que é tão diferente do original, porque faz muito sentido com a história do filme. O amor é isso, ele simplesmente acontece. Aliás, tem uma fotografia bem estilo Tumblr.

Quantas estrelinhas o filme merece? Você acha que vou classificar com simples estrelinha? Esse filme merece a lua, o sol e também a via láctea inteira! Nem tudo é perfeito, mas são pequenas coisas no filme que passar despercebido. Gostei tanto do filme, me senti tão íntima de Rosie e Alex, mesmo passando por tantas coisas, ainda continuavam seguindo em frente.

Não posso esquecer de dizer: que tem frases do filme que são incríveis. Pra quem ainda não viu e curte comédia romântica, com certeza, eu super recomendo! E aí, quem já assistiu ao filme: e o que achou? Conta tudo pra gente nos comentários!

Filme assistido: Beastly

aferafilme0Como de costume sou muito viciada em filmes românticos, tudo que envolver esse clichê todo. E não sei vocês, mas eu sou dessas que quando me apaixono por um filme posso assistir mil vezes, que nunca enjoo. Sério! Como sei que não é só que sou assim, vou escrever, sobre os meus filmes favoritos, que eu costumo assistir sempre.

O primeiro filme que vou falar é o “Beastly” em português, “A Fera”.

aferafilme8Foi baseado na história do livro escrito por Alex Finn. Estrelado com a Vanessa Hudgens. Não consigo imaginar outra atriz fazendo esse papel além dela, acho que ela combinou muito com a personagem. E também temos o ator Alex Pettyfer, além de ser lindo, tem um talento incrível! Acabaram deixando o filme muito emocionante a cada cena, a química dos personagens é perfeita! Pelo título já dá pra ver que foi baseado na história “A Bela e a Fera”. Se alguém achava que essa versão teen poderia tirar a essência e a beleza do fantástico conto, estava muito enganado.

aferafilme7O que acontecer no filme: 

“Beastly” conta à história de um rapaz chamado Kyle Kingsbury é rico, bonito e popular, mas possui uma personalidade cruel e feia. Após humilhar uma colega de classe, ele é amaldiçoado por ela e acabar se tornando tudo o que ele era por dentro, não se torna uma fera (tipo leão) horripilante depois de um grande feitiço, mas passa por uma transformação inovadora e até mesmo particularmente bonita! E descobre que o feitiço só se reverter se fizer com que alguém consiga ama-lo do jeito que estar. Já Linda Taylor é uma garota, simples e encantadora, que ver o lado bom das pessoas e que acreditar na essência do amor. Tem uma quedinha por Kyle, porém, nem presta atenção nela. O filme retrata isso, que a aparência não é importante e trata de mostrar que o verdadeiro amor é capaz de quebrar qualquer feitiço.

aferafilme2O que eu acho do filme: Desde a primeira vez que assistir fiquei muito emocionada, tanto é que, fiz as minhas primas assistir comigo, e tentar ensinar que aparência não é importante. Uma ótima chance de fechar os olhos das pessoas, e mostrar que devemos enxergar com os nossos corações. Recomendo para todo mundo! Principalmente, se você gostar de contos, ficção, fantasia e um romance nem tanto meloso. É impossível se arrepender de ver esse filme. Quantas estrelinhas ele merece: 5 estrelas.

aferafilme3Não posso terminar esse post sem dizer, que tem quotes maravilhosos e, um deles é a mensagem que o filme trás como subtítulo “O amor nunca é feio”, até hoje toca o coração dos sensíveis e também dos superficiais, que hoje em dia só dá valor ao que é belo e, o que é, apresentável.

Por favor, se você ainda não assistiu, assista, tire suas próprias conclusões. E se você já assistiu, conta o achou? Gostou? Dizem, que o livro é tão bom quanto o filme. Alguém ai, já leu? Estou querendo assistir filmes novos, então, me indique algum?! Espero que tenham gostado desse tipo de post.

Filmes: Valentine’s Day

filme0

Ainda dá tempo de indicar alguns “filmes amorzinhos” para Valentine’s Day? Então, hoje é comemorado “São Valentim” em vários países. Eu sei que essa data não é muito conhecida, e nem comemorada no Brasil, mas resolvir fazer um post com filmes românticos. Como amanhã já é final de semana, então dar para aproveitar assistindo um desses filmes. E ficar imaginando viver um amor de cinema.filme-tile

* Idas e vindas do amor (Valentine’s Day):  Não tem como não ouvir Valentine’s Day e não se lembra do filme. O filme traz um elenco de astros e estrelas vivendo as histórias de um grupo de habitantes de Los Angeles com pouco em comum, cujas vidas se cruzam, em meio a romances e corações partidos, durante um São Valentim. Casais e solteiros vivenciam os altos e baixos de encontrar, manter ou terminar relacionamentos no dia do amor.

* Cartas para Julieta (Letters to Juliet): Sabe aquele filme que você assistir e ficar querendo viver um amor desses. Então, esse é o filme! Sophie e Victor viajam à Verona palco da história Romeu e Julieta para uma pré lua-de-mel. Só que Victor está mais interessado em fazer contatos para seu futuro restaurante em Nova York, enquanto Sophie se distrai com um grupo de voluntárias que responde cartas endereçadas a Romeu e Julieta, procurando conselhos amorosos. Enquanto ajuda as voluntárias, ela encontra uma carta escrita em 1957 de uma senhora chamada Claire . Sophie responde à carta. Claire acompanhada de seu neto Charlie  vão à Itália e tentam encontrar Lorenzo, o verdadeiro amor de Claire.

* Nick e Norah: uma noite de amor e música (Nick and Norah’s infinite playlist): O que pode acontecer quando dois adolescentes se conhecem por acaso em um caótico show de punk rock? Eles se apaixonam, é claro. Depois de um beijo, Nick e Norah vivem uma aventura pelos bastidores de NYC – um encontro repleto de alegria, ansiedade, confusão e entusiasmo, como deve ser a primeira vez. E o melhor que tem o livro, quero ler o livro também!

* ABC do Amor (Little Manhattan): O que é o que é: fofo, inocente, sincero, intenso, às vezes engraçado, e pode ser muito, mas muito dolorido? Sim, estou falando de amor, mas na sua forma mais pura. Aquele primeiro, aquele mesmo que você não esqueceu até hoje. É disso que se trata o filme. Gabe Burton  é um menino de dez anos e meio que se apaixona por uma menina chamada Rosemary Telesco, que estuda com ele desde que eram crianças. Quando menores os dois eram amigos, mas com o passar do tempo se distanciaram e voltando a se falar somente agora. Gabe percebe que está apaixonado, e fica atordoado ao saber que Rosemary vai para um acampamento no verão e logo depois para uma escola particular, o que significa que provavelmente jamais se veria de novo.

filmes45-tile

* Um Dia (One Day) Esse filme é muito encantador, e os lugares que ele foi filmado são perfeitos. Emma e Dexter  se conheceram na faculdade, em 15 de julho. Esta data serve de base para acompanhar a vida deles ao longo de 20 anos. A partir desse momento uma forte ligação acontece entre eles. Além de uma grande amizade, surge também um intenso amor. Neste período de 20 anos, Emma enfrenta dificuldades para ser bem sucedida na carreira, enquanto que Dexter consegue sucesso fácil, tanto no trabalho quanto com as mulheres. A vida de ambos passa por várias outras pessoas, mas sempre está de alguma forma interligada.

* Vestida para Casar (27 Dresses): Esse filme é para quem sonhar em casar, ou não! Jane é uma idealista e romântica, que jamais encontrou o amor de sua vida. Ela imagina tê-lo encontrado em George seu chefe, por quem nutre uma paixão secreta, mas sua irmã caçula Tess é mais rápida e conquista seu coração antes. Isto faz com que Jane repense sua vida, já que sempre foi boa em fazer com que as outras pessoas sejam felizes sem que ela própria seja.

* Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (Confessions of a Shopaholic): Para quem é consumista, esse é o filme. Rebecca Bloomwood (conhecida pelos amigos como Becky Bloom) é uma garota formada em jornalismo com uma compulsão por compras. A Revista onde trabalha está falida, e aquela onde ela queria trabalhar parece fora de alcance. Por um golpe do destino, acaba conseguindo um emprego numa revista sobre finanças, escrevendo para pessoas comuns sobre finanças pessoais enquanto foge desesperadamente dos cobradores que a perseguem.

* Jogo de Amor em Las Vegas (What Happens in Vegas): Imagine você dormi solteira e quando acorda esta casada e o pior com um desconhecido. Jack Fuller é um trintão inconsequente, e Joy McNally é uma corretora da Bolsa de Valores de Nova York perfeccionista. Eles tinham passado por momentos ruins. Jack, por exemplo, acabara de perder o emprego, demitido pelo próprio pai, enquanto Joy leva um fora do noivo na frente dos amigos. Ambos decidem chorar as mágoas em Las Vegas e, depois de uma noitada regada a álcool, acordam casados. Quando já estava prestes a anular a união, apostam uma última moeda no caça-níquel e ganham três milhões de dólares.

Curtiram a dica? Quais desses filmes vocês ainda não assistiram?  Qual filme vocês indicariam para assistir nesse Valentine’s Day? Comentem!