Filme da semana: Bonequinha de Luxo

Sabe quando você navegava pelos catálogos da Netflix procurando algo novo para assistir? Uma série diferente? Um documentário, talvez? Ou um filme clássico que nunca assisti e precisava ver? Bem, a minha escolha foi um clássico dos clássicos. Acho que poucas pessoas já assistiram, mas com certeza já ouvir falar em “Bonequinha de Luxo”.

Na maioria dos casos, as pessoas conhecem a história pela sua icônica versão cinematográfica, estrelada pela DIVA e lendária Audrey Hepburn, para em seguida descobrirem que na verdade, o conto nova-iorquino foi primeiramente um livro escritor por Truman Capotecom, e o seu título original “Breakfast at Tiffany’s”.

Vamos a história?

O filme começa com Holly Golightly (Audrey Hepburn) vestindo um Givenchy e tomando seu café da manhã em frente à joalheria Tiffany’s, para esquecer de sua vida. No longa, Holly é uma garota de programa de luxo nova-iorquina, mas transmite uma forma ingênua, delicada, sonhadora e dócil. Não enxergamos com malícia o que ela quer mostrar, ao contrário, imediatamente o seu jeito nos cativa. Que está decidida a casar-se com um milionário. Perdida entre a inocência, ambição e futilidade. Seus planos mudam quando conhece Paul Varjak (George Peppard), um jovem escritor bancado pela amante que se torna seu vizinho. Apesar do interesse em Paul, Holly reluta em se entregar a um amor que contraria seus objetivos de tornar-se rica. Então, Holly passa a viver um impasse em sua vida: continua a sua busca por um marido rico ou se entrega ao vizinho que se apaixonou?!

O clássico quebra os paradigmas da mulher tradicional, que não quer ser apenas uma dona de casa, mas também possui sonhos e vontades de ser livre. Explora a relação dos protagonistas de uma forma atípica para época, pois mostra que os homens também são sensíveis quando o assunto é amor. Romântico e com cenas de comédia sutis, o longa dribla os resquícios de censura que restavam no cinema americano. Além do elenco, a trilha sonora deliciosa e o figurino impecável também chamam atenção.

Além das cenas que se imortalizaram no cinema, como a que Holly sai à procura de seu gato na chuva e a inesquecível canção na janela onde ela canta “Moon River”, que é tema do filme, interpretada por Hepburn, é quando Paul entende a natureza ingênua e sonhadora de Holly, que somente quer uma vida mais bonita de se viver.

Quantas estrelas o filme merece? 5 estrelinhas. Sim, eu amei muito! Dá de dez em muitas dessas comédias românticas que temos por aí -, pois marcou o cinema, a moda e a música. Mesmo trazendo críticas importantes sobre a sociedade e a moralidade que impulsiona a vida, tem uma fotografia ímpar e um humor leve, capturando o expectador. Fiquei com muita vontade de abraçá-la e ter uma conversa de amiga. É um filme antigo, mas faz você se sentir vivendo naquela época. É uma obra bastante bonito de se ver.

Recomendo especialmente pra quem adora comedia romântica, leve e também divertida. Agora eu é que quero saber de vocês: alguém também já assistiu “Bonequinha de Luxo?” e adorou? Contem o que vocês acharam do filme nos comentários do post! Se ainda não assistiu, já pode correr para Netflix.

6 filmes que se passam no mundo da moda

moda-filmeJá reparou como vários filmes roda em torno do mundo da moda? Por isso, se você é interessada por esse mundo, nada melhor do que assisti filmes, com eles você acabar obtendo muito conhecimento e conhecendo o que rolar em torno desse mundo, que muitas pessoas são loucas pra entrar. E para sair um pouco de um dos ícones de filme de moda “ O Diabo Veste Prada”, trouxe outros filmes que mostra o que girar em torno desse mundo e documentários de quem trabalha no meio. Vamos conferir?

filmes-moda01 – Coco Antes de Chanel

Quando criança Gabrielle (Audrey Tautou) é deixada, junto com a irmã Adrienne (Marie Gillain), em um orfanato. Ao crescer ela divide seu tempo como cantora de cabaré e costureira, fazendo bainha nos fundos da alfaiataria de uma pequena cidade. Até que ela recebe o apoio de Étienne Balsan (Benoît Poelvoorde), que passa a ser seu protetor. Recusando-se a ser a esposa de alguém, até mesmo de seu amado Arthur Capel (Alessandro Nivola), ela revoluciona a moda ao passar a se vestir costumeiramente com as roupas de homem, abolindo os espartilhos e adereços exagerados típicos da época.

02 – Bonequinha de Luxo

Holly Golightly (Audrey Hepburn) é uma garota de programa nova-iorquina que está decidida a casar-se com um milionário. Perdida entre a inocência, ambição e futilidade, ela toma seus cafés da manhã em frente à famosa joalheria Tiffany`s, na intenção de fugir dos problemas. Seus planos mudam quando conhece Paul Varjak (George Peppard), um jovem escritor bancado pela amante que se torna seu vizinho, com quem se envolve. Apesar do interesse em Paul, Holly reluta em se entregar a um amor que contraria seus objetivos de tornar-se rica.

03 – Maria Antonieta

A princesa austríaca Maria Antonieta (Kirsten Dunst) é enviada ainda adolescente à França para se casar com o príncipe Luis XVI (Jason Schwartzman), como parte de um acordo entre os países. Na corte de Versalles ela é envolvida em rígidas regras de etiqueta, ferrenhas disputas familiares e fofocas insuportáveis, mundo em que nunca se sentiu confortável. Praticamente exilada, decide criar um universo à parte dentro daquela corte, no qual pode se divertir e aproveitar sua juventude. Só que, fora das paredes do palácio, a revolução não pode mais esperar para explodir.

04 – Marc Jacobs & Louis Vuitton 

O documentário Marc Jacobs & Louis Vuitton foi lançado há um tempinho, em 2007. Mas, mesmo assim, vale a pena assistir pois o diretor Loïc Prigent conseguiu filmar o processo de criação do estilista americano, jamais antes mostrado. As imagens foram feitas em diversos lugares. Em Paris, Loïc registrou alguns detalhes de como funciona a criação de uma coleção, com direito a testes de acessórios e tecidos em uma banheira no telhado do prédio na sede da Louis Vuitton. No Japão, o documentário mostra um desfile com direito a festa, para os clientes queridinhos da LV. Já em Nova York, é a vez de conhecer o lado engraçadinho e genial de Marc Jacobs.

05 – Sex and the City

Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) é uma escritora de sucesso obcecada por moda, que vive em Nova York. Assim como suas amigas Samantha Jones (Kim Cattrall), Charlotte York (Kristin Davis) e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon), Carrie tenta equilibrar o trabalho com seus relacionamentos.

06 – The September Issue

Documentário sobre a edição de setembro da vogue Americana, que inspirou o filme ‘ O diabo veste prada’. Mostra a fabulosa Anna Wintour na sua mais intima e instintiva busca pela melhor edição de todos os tempos. São 90 minutos que mostram a rotina de Anna em seu ambiente de trabalho e sua agenda ‘pesadíssima’ de compromissos. Com um olhar atento e profundo sobre todos os detalhes, a Americana escolhe a dedo o que é essencial ou não faz a mínima importância para a revista. no documentário também são feitas algumas revelações sobre sua personalidade forte e rígida.

Espero que gostem da seleção dos filmes, tenho certeza quem quer entrar nesse mundo da moda vai adorar! Já assistiram algum desses filmes?