16 livros românticos para você ler e amar

Para quem curte livros românticos!

Nada melhor que ler livros românticos, que contam incríveis histórias de amor, que não dá vontade de parar de ler! Agora, selecionei um listinha de livros românticos que você vai amar, chorar, rir e se apaixonar a cada página! Quer ver só? Dá só uma olhada:


Uma Curva no Tempo – Dani Atkins

A noite do acidente mudou tudo… Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim… Ou funciona? A noite do acidente foi uma grande sorte… Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

Link para comprar o livro: AQUI


Amor & Gelato – Jenna Evans Welch

Um verão na Itália, uma antiga história de amor e um segredo de família. Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar um último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na famosa paisagem da Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados americanos da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetônicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, o que Lina mais quer é ir embora correndo dali. Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoções, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração. Uma trajetória que fará Lina descobrir o amor, a si mesma e também aprender a lidar com a perda. Amor & gelato é uma deliciosa viagem pelos mais românticos pontos turísticos italianos, com direito a tudo de mais intenso que o lugar tem a oferecer: desde paixões até corações partidos.

Link para comprar o livro: AQUI


Um Amor Para Recordar – Nicholas Sparks

Aos 17 anos, a vida de Landon Carter muda para sempre. Largado pela namorada e sem companhia para o baile da escola, ele está desesperado para dar a volta por cima. Como as garotas que lhe interessam já têm par, sua única opção é alguém impensável: Jamie Sullivan, a filha do pastor da igreja que frequenta. Para Landon e seus amigos, Jamie é muito esquisita. Anda sempre com as mesmas roupas, não usa maquiagem, vive com o cabelo preso e carrega a Bíblia surrada para todos os lados. A vida dela gira em torno do pai viúvo, do resgate de animais feridos e do seu trabalho como voluntária num orfanato. Nenhum garoto jamais a chamou para sair – até Landon fazer o convite. A menina aceita com uma condição: ele não pode se apaixonar por ela. A princípio, parece uma tarefa fácil, mas o garoto se pega passando cada vez mais tempo com Jamie, e uma transformação pessoal começa a acontecer. Com ela, Landon aprenderá sobre as profundezas do coração humano e tomará uma decisão extraordinária que o conduzirá à jornada do amadurecimento.

Link para comprar o livro: AQUI


Will e Will: Um nome, um destino – John Green e David Levithan

Primeiro livro com personagens gays a figurar na lista do New York Times Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra… Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome e a dor do coração partido. Um Will é amigo do mais expansivo gay de sua escola. O outro precisa explicar à própria mãe sua orientação sexual. Até que Tiny, o melhor amigo gay do primeiro Will, acaba se tornando o possível amor do outro Will. Apesar das origens completamente diferentes, esses inesperados encontros fazem com que os meninos de mesmo nome estejam prestes a embarcar juntos em uma aventura de épicas proporções. Amor adolescente, intriga, raiva, sofrimento e amizade. Tudo isso temperado com doses maciças de comédia.

Link para comprar o livro: AQUI


Victoria e o Patife – Meg Cabot

Neste romance histórico juvenil escrito pela autora de “O diário da princesa”, acompanhamos a trajetória de Victoria. Criada pelos tios na Índia, ela é enviada a Londres aos 16 anos para conseguir um marido. Mas é na longa viagem até a Inglaterra que a jovem encontra o amor, na figura de Hugo Rothschild, o nono Conde de Malfrey. Tudo estaria ótimo se não fosse a insuportável interferência do capitão do navio, Jacob Carstairs. Por que ele não pode confiar na escolha de Victoria? Por que ele não a deixa em paz? Estaria Hugo escondendo algo?

Link para comprar o livro: AQUI








Orgulho e Preconceito – Jane Austen

Orgulho e preconceito é o livro mais famoso de Jane Austen e possui uma série de personagens inesquecíveis e um enredo memorável. Este romance escrito no século XIX consegue se manter jovem ainda nos dias de hoje Austen nos apresenta Elizabeth Bennet como heroína irresistível e seu pretendente aristocrático, o sr. Darcy. Elisabeth é a moderna filha de um proprietário rural em Hertfordshire, na Inglaterra. Ela é a segunda de 5 filhas e sua família não possui grandes fortunas. Os casamentos das filhas seriam a salvação da família, mas Elisabeth só quer se casar se for por amor. Um interessante olhar sobre como o amor é capaz de desafiar as nossas convicções. Nesse livro, aspectos diferentes são abordados: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. O livro pode ser considerado a obra-prima da escritora, que equilibra comédia com seriedade, observação meticulosa das atitudes humanas e sua ironia refinada. A nova coleção possui capa dura e estilo inspirado nos bullet journals.

Link para comprar o livro: AQUI


Caçadora de Estrelas – Raiza Varella

Após flagrar o seu atual namorado com outro cara – não, você não leu errado – e constatar que o safado tinha um gosto para homens até melhor do que o seu, Eva se arrepende por ter abandonado a família, o gato, o emprego, os amigos e até e o país para segui-lo e decide que é hora de voltar para a casa, com o rabo entre as pernas, um mau humor feroz e sem um tostão no bolso. Mas ao contrário do que imaginou não é recebida com faixas e balões, muito menos com boas-vindas e sim com mais e mais azar – como se não bastasse todas as vezes em que foi traída, abandonada pelo circo ou roubada por alguma estrela errada -, seu irmão acabou com seu carro novo, seu pai se casou, ela ganhou duas quase irmãs indesejadas, seu melhor amigo roubou seu gato e ainda de quebra arrumou uma namorada.
Embora a vida em casa não esteja como deixou, Eva é obrigada a seguir em frente e lidar com a situação como uma mulher adulta. O que em seu dicionário quer dizer se embebedar, distribuir socos e grosserias a quem quer que esteja ao seu alcance e recuperar seu gato – a qualquer custo -, nem que para isso precise roubá-lo de volta.
O que desconhece é que o destino iria lhe preparar uma surpresa, lhe oferecendo algo que não poderia ter, um amor proibido. Será ela corajosa o suficiente para lidar com mais um coração partido, mesmo que seja pela estrela mais brilhante do céu?

Link para comprar o livro: AQUI


A Luz Que Perdemos – Jill Santopolo

A luz que perdemos é um romance impactante sobre o poder do primeiro amor. Uma ode comovente aos sacrifícios que fazemos em nome dos nossos sonhos e uma reflexão sobre os extremos que perseguimos em nome do amor. Lucy e Gabe se conhecem na faculdade na manhã de 11 de setembro de 2001. No mesmo instante, dois aviões colidem com as Torres Gêmeas. Ao ver as chamas arderem em Nova York, eles decidem que querem fazer algo importante com suas vidas, algo que promova uma diferença no mundo. Quando se veem de novo, um ano depois, parece um encontro predestinado. Só que Gabe é enviado ao Oriente Médio como fotojornalista e Lucy decide investir em sua carreira em Nova York. Nos treze anos que se seguem, o caminho dos dois se cruza e se afasta muitas vezes, numa odisseia de sonhos, desejo, ciúme, traição e, acima de tudo, amor. Lucy começa um relacionamento com o lindo e confiável Darren, enquanto Gabe viaja o mundo. Mesmo separados pela distância, eles jamais deixam o coração um do outro. Ao longo dessa jornada emocional, Lucy começa a se fazer perguntas fundamentais sobre destino e livre-arbítrio: será que foi o destino que os uniu? E, agora, é por escolha própria que eles estão separados?

Link para comprar o livro: AQUI


Antes De Partir – Colleen Oakley

Um romance emocionante sobre vida, morte e amor feito tanto para os leitores que gostam de rir quanto para os que preferem chorar Na véspera do que esperava ser uma triunfante comemoração de três anos livre do câncer, Daisy, 27 anos, sofre um golpe devastador: seu médico lhe diz que a doença está de volta, desta vez ainda mais agressiva. Tendo apenas de quatro a seis meses de vida, ela está apavorada com o que será de seu marido, Jack, quando não estiver mais lá para cuidar dele. Esse medo tira seu sono, até que uma solução lhe vem à mente: ela precisa encontrar outra mulher para ele. Com uma determinação singular, Daisy visita parques, cafeterias e sites de relacionamento à procura do par perfeito para Jack. Mas, à medida que ela avança em sua busca, ela se vê forçada a decidir o que é mais importante no curto tempo que lhe resta: a felicidade de seu marido ou a sua própria?

Link para comprar o livro: AQUI


É Assim Que Acaba – Collen Hoover

Um romance sobre a força necessária para fazer as escolhas corretas nas situações mais difíceis. Da autora das séries Slammed e Hopeless Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.

Link para comprar o livro: AQUI


Um Dia em Dezembro – Josie Silver

Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram… e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus. No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?

Link para comprar o livro: AQUI


A Garota Que Você Deixou Para Trás – Jojo Moyes

Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo.

Link para comprar o livro: AQUI


A única história – Julia Barnes

Quando essa história tem início, Paul é um universitário entediado de 19 anos que, ao passar as férias em sua casa nos subúrbios de Londres, aceita a sugestão da mãe para frequentar o clube de tênis local, um ambiente onde circulam pessoas que nada têm em comum com ele. Lá, em um torneio de duplas, sua primeira parceira é Susan Macleod, uma experiente jogadora, já perto dos cinquenta, casada e mãe de duas filhas quase adultas. Em pouco tempo, os parceiros se tornam amantes e, apesar da desaprovação dos pais de Paul e da mistura de surpresa e ressentimento do marido de Susan, que não consegue conviver com o fato de que Paul é mais do que um amigo da família, os dois mergulham de cabeça num conturbado relacionamento de toda uma vida. A única história que há para contar vem pela voz de Paul, que, décadas mais velho, nos relata suas lembranças, suas reflexões sobre o significado do amor, a devoção e os momentos torturantes de desamparo quando o inesperado vira a história dos amantes pelo avesso e decisões dolorosas precisam ser tomadas. Ao voltar ao passado, Paul precisa entender o que aconteceu com Susan, que erros ele pode ter cometido, e se ainda é possível acreditar que o amor transforma uma vida.

Link para comprar o livro: AQUI


Amor Fora do Ar – Jessica Park
Ele era alto, pelo menos 1,80, com cabelos loiros sujos que pendiam sobre os olhos. Sua camiseta dizia ‘Nietzsche é o meu garoto’. Então, esse era Matt. De quem Julie Seagle gosta. Muito. Mas há também Finn. Que ela ama. Complicado? Estranho? Completamente. Mas, realmente, como esta recém-transferida estudante de Boston e caloura da faculdade deveria saber que ela acabaria vivendo com a família de uma velha amiga de sua mãe? Isso tudo deveria ser temporário. Não estava previsto Julie ser tão importante para os Watkins, nem se apaixonar pelos irmãos Matt e Finn. Especialmente Finn, que ela nunca viu pessoalmente. Mas isso realmente importa? Finn a entende como ninguém nunca o fez antes. Eles têm uma conexão. Mas esse é o caminho do amor, em todas as suas estranhas mudanças, ele sempre coloca algumas curvas. E ninguém escapa ileso.

Link para comprar o livro: AQUI


A Distância que nos separa – Kasie West

Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado ― e classe média ―, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?

Link para comprar o livro: AQUI


Eleanor & Park – Rainbow Rowell

Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Link para comprar o livro: AQUI

E aí, qual dos livros românticos você mais gostou? Já leu algum deles? Tem outras indicações? Conta pra gente nos comentários! 

LEIA TAMBÉM 

Ninguém vai me amar como você me amou

Você me amou do jeito que eu sou – com todos os meus defeitos, sem tentar mudar nada. Você me ensinou a não preocupar com opiniões que não agregar em nada. Você me ensinou a me amar mais. Mas não foi só isso, confesso.

Você chegou quando as coisas parecia não fazerem mais sentido, me ajudando a colocar as coisas nos eixos. Você me ensinou que “depois do inverno, sempre vem à primavera e, trazendo flores para os dias que eram cinzas”. Você sempre enxergava o lado positivo da vida. Até porque, sempre olhava com o coração. Você acreditou no meu potencial, mesmo quando parecia impossível. Você ligava todas as manhãs, somente para ouvir minha voz. Você se preocupava com minha ansiedade e me ajudava a enfrentar todos os meus medos. Ah, os medos! Dos planos que não dão certo, das incertezas da vida e das saudades das pessoas que vão embora – e levando uma parte nossa com elas… Vão embora sem ter noção da falta que vai fazer. Aliás, a mesma falta que você não me ensinou a viver sem.

A falta que é admirar a suas pequenas ruguinhas quando sorrir. Ou quando ficar horas e horas observando você escrevendo qualquer coisa. A falta que é não tem com quem dividir novas descobertas de músicas. Ou quando você recitava algum poema de Vinicius de Moraes para mim, porque nesses simples detalhes me fazia te amar ainda mais. E falta que é ter sua companhia aos domingos – simplesmente fazendo nada, dos seus beijos na pontinha do nariz, seu abraço que era meu porto seguro e da sua companhia que me deixava em êxtase. Era uma conexão de almas, que nada e nem ninguém poderia apagar.

Então é isso, você sempre vai ter um lugar no meu coração, mesmo que nossos caminhos nunca mais se cruzem. Mesmo que tenha me deixando sozinha, saindo da minha vida e levando um pedaço meu. Aliás, eu te peço que me mantenha guardada sempre nas partes mais bonitas das suas memórias, como você faz parte das minhas. Porque você me mostrou o melhor lado do amor… Pois, ninguém vai me ama como você me amou.

texto inspirado na música Nobody – Selena Gomez.

Quem te ama

Vi que você não andar bem. Ouvir dizer que está com o coração partido. Vem se escondendo do mundo. O seu quarto se tornou o seu novo abrigo. Dizem que você não sorrir mais como antes. Aguente firme. Este pode ser tornar o seu declínio, e quando se der conta, estará em um grande abismo. Enxugue essas lágrimas que insiste em cair. Desta vez, não deixe que ele te magoei de novo, garota.

Jogue fora as cartas que ele te escreveu, os poemas sem rimas – que você guardava por achar fofo. Tire do porta retrato a foto de vocês dois juntos, acho que é a melhor forma de você ir esquecendo, de um jeito ou de outro, você terá que fazer isso, por que não agora? Apague dos seus arquivos todas as fotos dele. Exclua o número dos seus contatos. E não atenda mais nenhuma das suas ligações, mesmo que seja, para uma conversa de amigos. Coloque um fim, antes que você se machuque mais. Eu não quero ser clichê, mas nesse jogo, alguém sempre sair machucado. Surpresa: no fundo você sabe, quem sairá mais ferido nessa história toda.

No começo vai doer. Você vai sentir falta do sorriso dele, do abraço que era como seu porto seguro, dos seus doces beijos que te fazia flutuar. Vai sentir o cheiro do seu perfume por todos os lugares que ir, as músicas que ouviam juntos começará a tocar em todas as rádios. Mas tem algo que é inevitável, levará para sempre todas as memórias. Ás vezes você vai sentir saudades, mas não vai querer isso de volta.

No fim, o melhor lugar para ele está é no seu passado. Até porque, você não merece sofrer por quem não te ama.

Um dia você vai me agradece por todos os conselhos. E de agora em diante, a sua única prioridade é ser feliz. Independente do que acontecer. Divirta-se mais com as pessoas que você ama. Viaje para novos lugares, conheça novas pessoas, viva intensamente. E quando encontrar um novo amor, não tenha medo. Porque ele vai saber o tanto que você já sofreu e, vai te amar tanto (tanto!) a ponto de você esquecer quem um dia te magoou e de todos os amores, que já viveu. Vai descobrir quem te ama, não te faz sofrer. Quem te ama, vai te mostrar o verdadeiro significado do amor. Quem te ama, vai fazer de tudo para estar em todos os momentos ao seu lado. Então você vai ver, que o amor é isso, querer estar sempre juntos. Até o infinito e além. 

Eu não sou a garota dos seus sonhos

Eu poderia ter fingido ser a garota dos seus sonhos. Aquela que toda vez que você pensar vem um sorriso bobo no rosto. Aquela que transmite tranquilidade e uma paz em sua vida. Que faz você se sentir como se estivesse no paraíso. Aquela que inspirar textos, descrever músicas e que rimar poemas. Aquela que sua mãe se orgulharia em ter como nora. Ou aquela que apreenderia fazer a sua comida favorita pra te agradar. E que se esforçaria para se dar bem com seus amigos. E até acompanharia você em todas as baladas e, até mesmo, não se descontrolaria de ciúmes. E até nos domingos sem graça. Eu teria fingido gosta de assistir futebol – só para te a sua companhia. Mesmo detestando tudo isso. Eu poderia ter fingido…

É que eu não posso satisfazer as suas expectativas. Um dia a máscara iria cair. E eu não conseguiria fingir ser o que não sou. Sabe? Com esse temperamento difícil de lidar. Cheia de inseguranças e com muitos medos. E que lutar constantemente contra ansiedade. Seria como uma verdadeira avalanche em sua vida. Uma grande bomba relógio, que se não souber manusear, podendo, até explodir em suas mãos. Porque você é sólido e eu sou líquido, e agora, você buscar calmaria em meio à tempestade.

Seguindo a lei de Coulomb, os opostos se atraem – se até mesmo as leis da física comprovam isso, não tem como prova ao contrário. Entende? Não adianta tentar encontrar alguém que seja igual a você, no final de tudo, os iguais se repelem. Se por acaso, encontrar quem supra as suas expectativas, é meu bem, você perdeu a chance de embarcar em uma viagem alucinante. Que seria algo inesquecível em sua vida. Por isso, posso não ser a garota dos seus sonhos. Porque no fundo, você sabe, como eu também sei: que sou a única que pode te fazer feliz. E aí, você quer ser feliz?

Se fosse amor, não teria acabado

Se eu dissesse que tudo isso deixaria um de nós machucados, você teria embarcado nessa? Você teria segurando minha mão para eu não cair? Teria? Mas você preferiu solta quando teve a primeira chance, você lembra? E eu cair. Despedaçando inteira naquele chão frio. Doeu, ainda dói. Mas agora, consegui me reerguer. Lá no fundo eu sabia que, um dia chegaria ao fim – e mesmo assim, coloquei você em todos os meus sonhos e planos para o futuro. Só que, infelizmente, eu não tiver espaço nos seus. Até porque, o amor morreu antes mesmo de chegar ao fim.

Aliás, isso nunca foi amor. Se fosse amor, você não teria desistido da gente. Eu poderia fazer parte dessa papelada esparramada na sua mesa. Você poderia te comprado uma passagem de ida pra mim. Eu poderia atrasar meu relógio para a gente se encontrar na esquina daqui de casa. Ou talvez, agendasse um horário pra gente se vê de novo. Quem sabe me guardaria na sua medalhinha de foto, do lado do coração. Sei lá, só queria fazer parte da sua vida de algum jeito. Se fosse igual aos filmes, tudo se encaixaria e teríamos um bendito final feliz.

Olhando para o futuro, vejo que não vai ter mais lugar pra você. Estou tão ocupada comigo mesmo. Entrei na aula de violão. Sabe, do curso de desenho que eu te falava e, você achava perda de tempo? Pois é, comecei a fazer. É uma das melhores perda de tempo que estou tendo. Estou pensando em fazer uma viagem para um país diferente. E, graças a Deus, estou conhecendo pessoas novas. Tem caras legais aparecendo na minha vida. Não vai se por sua causa, que desistirei do amor. E, adivinha? Eu tenho que te dá parabéns, porque são pessoas iguais a você que a gente aprender a se blindar – e acabar percebendo o que vale a pena correr atrás.

Se fosse amor, você teria segurado a minha mão. Poderíamos cair, mas no final, estaríamos juntos. Dessa história, uma parte minha acreditou que existiu amor e a outra finge que nada aconteceu. Por isso, te digo: se fosse amor, todo universo iria conspirar ao nosso favor.

O amor chegar sem avisar

O amor bateu na porta. Corri para abrir. Ele entrou sem pedir licença e nem fazer barulho algum. Deixando um buquê de gérberas no centro de mesa. Sentou-se na poltrona de frente para a janela. Depois, ofereci um pouco de café. Ele acabou recusando. Sua presença fazia o meu coração acelerar e as minhas mãos suarem. Então a gente se encarar, como se acabássemos de nos conhecer. O mais assustado é que sempre esteve escondido em algum canto destas paredes. Em seguida, ele vai em direção à vitrola em cima da estante e colocar uma música romântica para tocar. Fecho meus olhos para sentir ainda mais aquela canção. O silêncio pairava na sala. A música tinha terminado e o amor havia ido embora.

Antes de partir, deixou borboletas voando por todos os cantos. Textos esparramados pela escrivaninha e uma paz dentro de mim.

O amor não vai aparece quando você estiver esperando. Ele é sorrateiro. Entra pelas frestas da janela ou qualquer lugar que puder. Nos deixa desorientada, sem rumo e com uma felicidade que não consegue explicar de onde vêm. Ele nos ensina a voar mais alto e segurar a nossa mão, para não cair. É recíproco. Não dói. Te faz se sentir em êxtase e você viajar em seus próprios devaneios. Consegui sentir isso!? É você fechar os olhos e mesmo com medo da escuridão, sabe que está seguro.

Por isso, que as histórias de amor fazem sentido. E o final feliz, não nada é clichê. Com o amor sua vida é mais colorida, o céu é ainda mais azul e as flores são ainda mais perfumadas. As estrelas vão está ainda mais brilhantes. Porque o amor sempre traz o melhor pra nos. Então mais uma vez, não tenha medo do amor, quando ele chegar. O abrace e convide-o para entrar. Dê preferência ofereça um chá.

Por um amor recíproco

amor-recíprocoEla excluiu seu número do celular e apagou todas as mensagens que você havia enviado. Rasgou todas as fotos do mural de fotografias e deletou cada uma delas do Instagram. Desfez amizades com pessoas que os ligavam de alguma forma, somente para não ter nenhuma notícia sua. Ela quer começar uma nova fase na própria vida e você não está incluído, nesses novos planos. Consequentemente ela decidiu te esquecer, do mesmo jeito, que você sempre fazia questão de deixá-la de lado em sua vida. Sabe de uma coisa? Ela cansou de amar por dois.

Ela queria que você segurasse a mão dela perto dos seus amigos. Demostrasse mais afeto. A levasse para o lugar mais alto da cidade para ver o pôr-do-sol. Que curtissem mais momentos juntos. Preocupasse com seus medos e que fosse seu porto seguro. Desejou que se importasse mais com os sonhos que ela compartilhava com você. Confiava tanto em você que, acabou despindo a própria alma, em um amor de merda.

Você vai descobrir com o tempo que perdeu alguém que te amou de verdade. Uma pessoa extraordinária, pena que será tarde demais. Você vai a ver conhecendo outros caras, irá sentir como uma facada no peito, ainda mais quando ela te tratar com indiferença. Que para ela, você realmente deixou de fazer diferença. Ela quer ser feliz e não permitirá sofrer por mais nenhum amor vazio, ainda mais se for vindo de você, que feriu profundamente o que ela sentia.

Mais ela ainda continuar acreditando no amor, ainda mais quando vê histórias de casais que estão juntos quase a existência toda. Ela continua acreditando em cartas escritas a mão, declarações, histórias, loucuras, romances clichês e tudo que o amor pode envolver. E com você foi apenas uma chuva de verão.

Ela só quer um amor recíproco. Alguém que vai amá-la intensamente. Que irá partilhar cada um dos momentos que viver com ela. Vai ligar só para ouvir a sua voz e dizer que a ama. Pode parecer algo bobo, mas para ela é como se desse os anéis de Saturno. Logo então, você vai ouvir a canção favorita dela, entenderá que era para você, principalmente, aquele trecho que falar: “que realmente não creio que você seja tão forte assim…”. E aí você vai compreender, no final das contas, você que terminará sozinho.

Aliás, espero que você não se arrependa. Porque será tarde demais.

O último adeus

Acordei como qualquer outro dia. Tomei um banho rápido, me arrumei e preparei um café forte para enfrenta mais uma rotina do dia a dia. Resolvi ir a pé para o trabalho, já que a caminhada duraria meia hora. Só que, eu estava tão distraída, que nem prestei atenção em uma circunstância, em que eu estava passando em frente ao seu prédio – prometi a mim mesmo, que cortaria quarteirões para não passar naquele lugar, do nosso último adeus.

Ainda sou covarde. Não quero reviver nada daquilo. A pior parte de todas, acabei parando em frente a sua janela. Até porque, um pequeno detalhe me deixou feliz: as flores que eu cultivava ainda estavam na sacada. De uma forma ou de outra, eu ainda pertencia aquele lugar, mesmo sabendo que não fazia mais parte da sua vida. É claro, ainda dói saber que, o seu amor não me pertence mais.

Aliás, naquela mesma sacada, foi o nosso último beijo. O último abraço e também o último adeus. Acabei fazendo questão de exala o cheiro do seu perfume, que talvez, seja uma das últimas lembranças que levarei comigo. E com o tempo seu rosto vai desaparece da minha memória, em doses pequenas, o som da sua voz, vou acabar me esquecendo.

Eu não queria que tivesse acabado – sei que existia amor de ambas as partes. Mas sabe de uma coisa? É melhor assim, acabou nós dois ainda se amando, sem raiva, mágoa ou culpar. E também não estávamos preparados suficientemente para algo mais sério, precisamos nós descobrir. Ou, pelo menos, essa foi uma das melhores desculpas para terminamos.

Eu precisava voltar para minha rotina monotonia, mesmo desejando passar o dia todo em frente a sua janela. A vida tem que continuar, preciso seguir sem olhar para trás, está ciente, que o amor virou saudade. Se eu pudesse te disse algo, agora, seria somente: Obrigada, você me mostrou o significado do amor. Além disso, que o importante, o importante mesmo, foi eterno enquanto durou.

Sabe, não terminou como conto de fadas

Eu costumava ficar os observando. Todos sabiam que eles eram amigos. Ou melhor, dizendo, melhores amigos. Porém, o que todos sabiam mesmo era que, eles se amavam. Só eles que ainda não haviam percebido. Encontravam-se quase todos os finais da tarde na lanchonete da esquina. Conservam sempre dando atenção um para o outro. Sem mexer no celular, como se nada mais tivesse importância. Curtiam apenas o momento.

Ele, uma calmaria. Ela, uma grande tempestade. Totalmente opostos. Porém, ao mesmo tempo se completavam.

O rapaz, acabei percebendo, era muito centrado. Guiava-se pela razão, jamais pela emoção. Tinha os pés no chão. Sempre com um bom humor. Mas eu, identifiquei em seus olhos, um medo. Desconfio que, até ele mesmo desconheça.

E a moça, carregava quase sempre algum livro de Shakespeare. E também outros livros. Decorava, provavelmente, alguma peça de teatro. Em sua pele existia tatuagens enigmáticas. Constelações. Rosas. Borboletas voando. Lua. Unicórnio. De alguma forma todos os desenhos poderia ser uma grande definição sobre ela. Confesso que imaginava o significado de cada um deles em sua vida. Aliás, a primeira impressão dela é, uma garota sonhadora que viver com a cabeça nas nuvens.

Em um fim de tarde, como todos os outros, clientes já tinham ido embora e os dois continuavam sentados na mesa e, então, algo que todos imaginavam que ia acontecer. Aconteceu, eles se beijaram – não literalmente, porque quem teve a iniciativa do beijo foi ele. E ela correspondeu, mas depois saiu correndo, deixando ele sozinho. E não acabou, antes de ir embora, ele deixou um bilhete singelo na mesa “Desculpe pelo beijo, mas eu prometo não te incomodar mais”.

Nos dias seguintes, ela continuava o esperando no mesmo lugar. Ele não apareceu mais. Nem na segunda, terça e todo resto do mês. De telespectadora, fiz parte daquela história, entreguei o bilhete que ele havia deixado. Seus olhos lacrimejavam, enquanto lia mais de duas vezes aquele pequeno bilhete. Depois, guardou na bolsa o pequeno papel e foi embora se misturando no meio da multidão. Nunca mais ninguém os viu por ali.

Pena que, aquela história não terminou iguais aos contos de fadas. Cada  um seguiu o seu caminho.

Quem sabe, um dias eles se reencontram e descubram, o amor foi um dos sentimentos que mais os ligavam. Talvez, pode ser tarde. Além disso, quero que eles sejam felizes, mesmo não estando juntos. Pode ser que acabou, mas se foi bom, guardem as melhores memórias, porque são essas que merecem fazer parte das lembranças que viveram juntos. Até o fim.

Nosso amor não tem preço

Ás vezes, eu vejo que o amor está sendo corrompido pelo dinheiro. Afinal, o mundo vem girando em torno dele. Mas, mesmo assim, ainda tem um terço de pessoas que ainda valorizar o amor, e, você é uma. Até porque, você me mostrou o verdadeiro significado do amor – não tem nada a ver com presentes caríssimos, mas sim com a cumplicidade.

A gente nunca se deixou guiar pelo que os outros dizem. Sempre buscamos as coisas simples que possa existir. Como pode observar as estrelas juntos e contar o máximo que conseguimos e ainda tentar adivinhar o nome de algumas delas. Ver o nascer e o pôr-do-sol. Andar de mãos dadas por aí e roubar as flores dos jardins que encontramos pelo caminho. Sentir prazer nos pequenos detalhes e nas coisas, como o cheiro de café recém passado. Sem ser preocupar com as horas, nem com os bens materiais e muito menos com contas para pagar.

Ao seu lado, eu não preciso de mais nada. Juntos, vamos superando cada obstáculo, vencedor dias difíceis e compartilhando todas as vitórias. Porque a gente sabe que, unidos tudo é possível.

Ter sua companhia me mostra que o amor é feito de pequenas coisas. Me mostra que nenhum dinheiro do mundo pode comprar um sentimento tão verdadeiro.  E, de certa forma, também mostro isso para você. E é então que o nosso amor se fortificar! Aliás, com toda modéstia, nem mesmo nos lugares mais caros do mundo, você não vai encontrar ele lá. Porque está, nas atitudes e na simplicidade da vida.

E com você, eu quero somente o essencial, que o nosso companheirismo e a nossa cumplicidade continue mais forte, já que, o resto eu não me importo.

Eu só queria te dizer que o nosso amor não tem preço –  e, o grande valor, é ter você ao meu lado.